SUBS.is
with subtitles
//

Inception (2010) Portuguese (BR) subtitle

If you have the movie file downloaded select it in the video player below.
Your selected subtitles will play within the video player when you start the movie.

If you do not have the movie file downloaded you can still view the selected subtitles at the bottom of this page.
Inception
2010
inception-1080p-por.srt
Inception.3D.BluRay.1080p.Half.SBS.DTS-TehDiNGO.DUAL-ASM.srt
Inception.2010.CAM.XviD-TA.srt
Subtitles
Subtitle content
inception-1080p-por.srt
00:01:33 – 00:01:38.3
Ele estava a delirar. Mas perguntou por si.
00:01:39.6 – 00:01:41.7
Mostra-lhe.
00:01:42.5 – 00:01:45.1
Ele carregava apenas isto...
00:01:47.2 – 00:01:48.7
...e isto.
00:02:09 – 00:02:11.5
Veio aqui para me matar?
00:02:19.5 – 00:02:21.5
Sei o que é isto.
00:02:23.1 – 00:02:25.4
Já vi um antes.
00:02:25.9 – 00:02:28.2
Há muitos e muitos anos.
00:02:30.2 – 00:02:34.6
Pertencia a um homem que conheci num sonho meio esquecido.
00:02:37.1 – 00:02:41.9
Um homem que possuía conceitos muito radicais.
00:02:45.8 – 00:02:48.5
Qual é o parasita mais resistente?
00:02:49 – 00:02:52
A bactéria? O vírus?
00:02:53 – 00:02:57.6
- Um verme intestinal? - O Sr. Cobb quer dizer...
00:02:57.6 – 00:02:59.1
Uma ideia.
00:03:00.1 – 00:03:02.6
Resistente e altamente contagiosa.
00:03:02.6 – 00:03:04.8
Quando uma ideia domina o cérebro,
00:03:04.9 – 00:03:07.1
é quase impossível erradicá-la.
00:03:07.5 – 00:03:11.4
Uma ideia totalmente formada e compreendida penetra fundo.
00:03:11.8 – 00:03:13.2
Algures aqui dentro.
00:03:13.3 – 00:03:14.9
Para alguém como vocês roubá-la?
00:03:15 – 00:03:18.5
Sim. Durante o sono as defesas do consciente estão mais baixas,
00:03:18.5 – 00:03:20.8
deixando os pensamentos vulneráveis ao roubo.
00:03:20.8 – 00:03:22.2
Chama-se "extracção".
00:03:22.3 – 00:03:26.1
Sr. Saito, podemos treinar o seu subconsciente para se defender.
00:03:26.1 – 00:03:28.6
Mesmo contra o extractor mais habilidoso.
00:03:28.6 – 00:03:29.9
Como fará isso?
00:03:30 – 00:03:32.9
Porque eu sou o extractor mais habilidoso.
00:03:33.1 – 00:03:36
Sei onde procurar na sua mente e achar os seus segredos.
00:03:36 – 00:03:38.2
Conheço os truques e posso ensiná-los a si,
00:03:38.3 – 00:03:42.8
para que quando estiver a dormir a sua defesa não baixe.
00:03:42.9 – 00:03:44.6
Se quiser a minha ajuda,
00:03:45 – 00:03:47.2
terá de ser completamente sincero comigo.
00:03:47.3 – 00:03:49.4
Preciso de conhecer os seus pensamentos melhor
00:03:49.5 – 00:03:53.2
do que a sua esposa, terapeuta. Melhor do que ninguém.
00:03:53.3 – 00:03:56.2
Se isto fosse um sonho e tivesse um cofre cheio de segredos,
00:03:56.2 – 00:03:58.5
eu preciso saber o que há lá dentro.
00:03:58.8 – 00:04:02.2
Para que tudo dê certo, precisa de confiar em mim...
00:04:05.1 – 00:04:07.1
Aproveitem a noite, senhores.
00:04:07.2 – 00:04:09.4
Enquanto penso na sua oferta.
00:04:12 – 00:04:13.4
Ele sabe.
00:04:16.4 – 00:04:18.1
O que está a acontecer lá em cima?
00:05:12.1 – 00:05:13.7
O Saito sabe.
00:05:13.8 – 00:05:16.1
- Está a brincar connosco. - Não importa.
00:05:16.2 – 00:05:19.4
Posso conseguir, confia em mim. A informação está no cofre.
00:05:19.4 – 00:05:21.7
Ele olhou para o cofre quando falei em segredos.
00:05:22.7 – 00:05:24
O que faz ela aqui?
00:05:27 – 00:05:29.5
Volta para o quarto eu cuidarei disto.
00:05:29.6 – 00:05:31.9
Assegure-se disso, temos trabalho a fazer.
00:05:40.2 – 00:05:41.9
Se eu pulasse...
00:05:42.9 – 00:05:44.8
sobreviveria?
00:05:47.5 – 00:05:49.8
Se for um mergulho perfeito, talvez.
00:05:50.1 – 00:05:51.6
O que estás a fazer aqui?
00:05:51.7 – 00:05:54.3
Pensei que estavas com saudades minhas.
00:05:54.3 – 00:05:56
E estou.
00:05:57.1 – 00:05:59.6
Mas não posso confiar mais em ti.
00:06:00.1 – 00:06:01.8
E daí?
00:06:03 – 00:06:04.7
Parece ser o gosto do Arthur.
00:06:05.5 – 00:06:09.3
Na verdade, o sujeito gosta dos pintores britânicos pós-guerra.
00:06:10.7 – 00:06:12.6
Por favor, senta-te.
00:06:20.2 – 00:06:23.8
Diz-me, as crianças sentiram a minha falta?
00:06:28 – 00:06:29.6
Não imaginas o quanto.
00:06:33.8 – 00:06:36.7
- O que estás a fazer? - Preciso de ar fresco.
00:06:37.1 – 00:06:39
Fica onde estás, Mal.
00:06:52.6 – 00:06:54.6
Maldição!
00:07:56.3 – 00:07:57.8
Vire-se.
00:07:57.9 – 00:07:59.3
A arma, Dom.
00:08:08.3 – 00:08:09.7
Por favor.
00:08:21.3 – 00:08:24.1
Agora o envelope, Sr. Cobb.
00:08:24.2 – 00:08:27.9
Ela disse-lhe ou sempre o soube?
00:08:28.2 – 00:08:30.7
Que está aqui para me roubar ou
00:08:31.2 – 00:08:33.5
que estamos na realidade a dormir?
00:08:37.1 – 00:08:39.7
Quero saber o nome do seu empregado.
00:08:41.9 – 00:08:45.4
Não adianta ameaçá-lo em sonho, certo, Mal?
00:08:45.9 – 00:08:48
Depende do que está a ameaçar.
00:08:49.3 – 00:08:51.5
Matá-lo só irá acordá-lo.
00:08:51.7 – 00:08:53.5
Mas a dor...
00:08:57.1 – 00:08:59.6
A dor está dentro da mente.
00:08:59.8 – 00:09:03.7
E, a julgar pela decoração, estamos na sua mente, Arthur.
00:09:14.8 – 00:09:16.8
O que está a fazer? Ainda é muito cedo!
00:09:16.8 – 00:09:18.9
Eu sei, mas o sonho está a desfazer-se.
00:09:18.9 – 00:09:21
Vou tentar prolongá-lo um pouco mais.
00:09:21 – 00:09:22.5
Estamos quase lá.
00:09:36.2 – 00:09:38
Ele chegou perto.
00:09:38.3 – 00:09:40
Muito perto.
00:09:54.2 – 00:09:55.7
Detenham-no!
00:09:57.4 – 00:09:58.5
CONFIDENCIAL
00:10:21.8 – 00:10:24.3
Não vai dar certo. Acorda-o.
00:10:45 – 00:10:46.4
Ele não acorda!
00:10:51.3 – 00:10:53
- Dá-lhe um pontapé. - O quê?
00:10:53.2 – 00:10:55.1
Atira-o à água.
00:11:38.7 – 00:11:40.9
Está inconsciente.
00:11:45.4 – 00:11:47.4
Veio preparado?
00:11:47.6 – 00:11:50.4
Nem o meu chefe de segurança conhece este apartamento.
00:11:50.5 – 00:11:53.7
- Como o descobriu? - É difícil para um homem...
00:11:53.7 – 00:11:55.9
da sua posição esconder um ninho de amor,
00:11:56 – 00:11:58.5
sobretudo quando há uma mulher casada envolvida.
00:11:58.5 – 00:12:01.1
- Ela jamais... - No entanto estamos aqui...
00:12:01.8 – 00:12:04.2
- ... com um dilema. - Estão a aproximar-se.
00:12:04.2 – 00:12:06.9
- Já tem o que queria. - Não é verdade.
00:12:07 – 00:12:10
Suprimiu uma informação essencial, não foi?
00:12:10 – 00:12:13
Suprimiu-a, porque sabia o que tramávamos.
00:12:13.1 – 00:12:15.4
A pergunta é: porque nos deixou entrar?
00:12:15.4 – 00:12:18.3
- Um teste. - Um teste para quê?
00:12:18.3 – 00:12:20.5
Não importa. Vocês falharam.
00:12:20.6 – 00:12:23.6
Extraímos toda a informação que você lá tinha.
00:12:23.6 – 00:12:25.9
Mas a sua decepção ficou evidente.
00:13:06.4 – 00:13:09.7
Então... Deixem-me em paz.
00:13:09.8 – 00:13:11.6
Acho que não entendeu, Sr. Saito.
00:13:11.7 – 00:13:15.5
A empresa que nos contratou não aceita fracassos.
00:13:15.8 – 00:13:17.9
Não duraremos dois dias.
00:13:19.5 – 00:13:20.8
Rápido.
00:13:20.9 – 00:13:23.6
Acho que terei de fazer isto de um modo mais simples.
00:13:24.5 – 00:13:26
Diga o que sabe!
00:13:26.3 – 00:13:28.3
Diga o que sabe! Agora!
00:13:31.5 – 00:13:34.6
Eu sempre odiei este tapete.
00:13:35.1 – 00:13:39.9
Está manchado e rasgado de forma tão evidente.
00:13:40.3 – 00:13:43.8
Mas com certeza é feito de lã.
00:13:44.6 – 00:13:48.8
E, agora, estou deitado em poliéster.
00:13:53.7 – 00:13:58.7
Significa que não estou caído no tapete do meu apartamento.
00:13:59.4 – 00:14:02.8
Faz merecer a sua reputação, Sr. Cobb.
00:14:03 – 00:14:05.3
Ainda estou a sonhar.
00:14:11.8 – 00:14:13.9
- Como correu? - Nada bem.
00:14:19 – 00:14:23.2
Um sonho dentro de um sonho? Estou impressionado.
00:14:24.3 – 00:14:28.3
Mas, no meu sonho, você joga de acordo com as minhas regras.
00:14:28.4 – 00:14:32.2
- Sim, Sr. Saito, mas... - Não estamos no seu sonho.
00:14:32.2 – 00:14:33.8
Estamos no meu.
00:14:43.8 – 00:14:45.9
Idiota, como foste falhar o tapete?
00:14:46 – 00:14:48.2
- Não foi culpa minha! - Você é o arquitecto.
00:14:48.2 – 00:14:50.5
Não sabia que ele ia esfregar a cara nele!
00:14:50.5 – 00:14:52.2
Chega.
00:14:52.8 – 00:14:56.5
- E você, o que foi aquilo? - Está tudo sob controlo.
00:14:56.5 – 00:14:58.3
Não quero vê-lo a perder o controlo.
00:14:58.5 – 00:15:01.8
Não temos tempo para isto. Desembarco em Quioto.
00:15:02 – 00:15:04.3
Ele não vai verificar todos os compartimentos.
00:15:04.3 – 00:15:06.2
Não gosto de comboios.
00:15:06.3 – 00:15:08.2
Ouçam... É cada um por si.
00:16:22.6 – 00:16:24.9
- Sim, estou? "- Olá, pai. "
00:16:24.9 – 00:16:27
"Olá, pai. "
00:16:27.1 – 00:16:28.8
Olá, crianças.
00:16:28.8 – 00:16:30.7
Como estão?
00:16:30.8 – 00:16:33
"- Bem. - Bem, acho eu. "
00:16:33 – 00:16:34.9
Bem?
00:16:35.2 – 00:16:38.7
- Quem disse "bem"? Tu, James? - Sim.
00:16:38.7 – 00:16:41
"Quando vens para casa, pai?"
00:16:41.9 – 00:16:44.6
Não posso ir, querido.
00:16:44.7 – 00:16:46.9
Por enquanto, não, lembras-te?
00:16:46.9 – 00:16:48.7
"Porquê?"
00:16:49.8 – 00:16:52.9
Já disse que estou longe porque estou a trabalhar.
00:16:53 – 00:16:54.4
Certo?
00:16:54.5 – 00:16:57.5
"A avó disse que nunca vais voltar. "
00:16:57.9 – 00:16:59.8
Phillipa, és tu?
00:16:59.9 – 00:17:02.7
Podes passar o telefone à avó.
00:17:02.7 – 00:17:05.6
"Ela disse que não, com a cabeça. "
00:17:07.2 – 00:17:09.8
Espero que ela esteja enganada sobre isso.
00:17:10.3 – 00:17:12
"Pai?"
00:17:12.3 – 00:17:15.5
- Sim, James? " - A mãe está contigo?"
00:17:17.7 – 00:17:20.2
James, já falamos sobre isso.
00:17:21.1 – 00:17:24.2
A mãe já não está aqui.
00:17:24.8 – 00:17:26.7
"Onde está, então?"
00:17:27.6 – 00:17:30.6
"Chega. Crianças, despeçam-se. "
00:17:30.7 – 00:17:33.9
Vou mandar presentes pelo avô, está bem?
00:17:33.9 – 00:17:35.9
Portem-se bem...
00:17:45.1 – 00:17:47.8
- O helicóptero chegou. - Entra.
00:17:54.8 – 00:17:56.4
Está bem?
00:17:56.5 – 00:17:58.1
Sim, estou óptimo. Porquê?
00:17:58.2 – 00:18:00.7
Durante o sonho, a Mal apareceu.
00:18:00.8 – 00:18:04.1
Desculpa pela perna. Não voltará a acontecer.
00:18:04.1 – 00:18:05.1
Está a piorar, não é?
00:18:05.1 – 00:18:07.8
Tudo o que terás é o pedido de desculpas, Arthur.
00:18:07.9 – 00:18:10.6
- Onde está o Nash? - Ainda não apareceu. Esperamos?
00:18:10.6 – 00:18:13
Não. Devíamos ter entregue os planos do Saito
00:18:13 – 00:18:14.7
à COBOL Engenharia há duas horas.
00:18:14.8 – 00:18:18
Já sabem que falhámos. Temos de desaparecer.
00:18:18.8 – 00:18:21.2
- Para onde vai? - Buenos Aires.
00:18:21.2 – 00:18:23.7
Posso me esconder e achar emprego...
00:18:23.7 – 00:18:25.4
quando as coisas acalmarem.
00:18:25.4 – 00:18:27
- E tu? - EUA.
00:18:27.1 – 00:18:29
Manda-me lembranças.
00:18:34.9 – 00:18:38.9
Ele entregou-vos. Veio até mim implorar pela própria vida.
00:18:40.4 – 00:18:43.7
Então, ofereço-lhe o prazer...
00:18:46.6 – 00:18:48.9
Não é assim que resolvo as coisas.
00:19:01.1 – 00:19:04.2
- O que fará com ele? - Nada.
00:19:04.9 – 00:19:07.5
Mas não posso falar pela Cobol Engenharia.
00:19:21.6 – 00:19:23.3
O que quer de nós?
00:19:23.5 – 00:19:24.9
Uma inserção.
00:19:26.4 – 00:19:28.6
- É possível? - Claro que não.
00:19:28.7 – 00:19:31.1
Se podem roubar a ideia da mente de alguém,
00:19:31.2 – 00:19:33.3
porque não podem inserir uma?
00:19:33.4 – 00:19:35.9
Se eu quisesse inserir uma ideia na sua mente,
00:19:35.9 – 00:19:38.1
e dissesse, "não pense em elefantes".
00:19:38.1 – 00:19:40.2
- No que pensaria? - Em elefantes.
00:19:40.3 – 00:19:43.6
Exacto, mas a ideia não é sua, pois sabe que a dei a si.
00:19:43.7 – 00:19:46.2
A mente da pessoa sempre saberá a origem da ideia.
00:19:46.2 – 00:19:48.8
A verdadeira inspiração é impossível de se forjar.
00:19:48.8 – 00:19:50.2
Não é verdade.
00:19:52.4 – 00:19:56
- Consegue fazê-lo? - Está a dar-me escolha?
00:19:56.1 – 00:19:58.7
Porque posso entender-me sozinho com a Cobol.
00:19:58.7 – 00:20:00.7
Então tem uma escolha.
00:20:00.8 – 00:20:02.8
E escolho partir, senhor.
00:20:07.4 – 00:20:09.6
Diga à tripulação aonde deseja ir.
00:20:14.5 – 00:20:15.9
Sr. Cobb!
00:20:18.6 – 00:20:20.7
Gostaria de ir para casa?
00:20:21.2 – 00:20:24.7
Para os EUA. Para os seus filhos.
00:20:25.5 – 00:20:28.9
Não pode arranjar isso. Ninguém pode.
00:20:28.9 – 00:20:32.4
- Assim como a inserção. - Cobb, anda.
00:20:35.8 – 00:20:37.5
Qual é a complexidade da ideia?
00:20:37.6 – 00:20:40.2
- Bastante simples. - Nenhuma ideia é simples...
00:20:40.2 – 00:20:42.7
quando precisa de ser implantada na mente de alguém.
00:20:42.8 – 00:20:46.4
O meu principal concorrente é um velho com péssima saúde.
00:20:46.4 – 00:20:50.4
Brevemente, o filho herdará o controlo da empresa.
00:20:51.1 – 00:20:55.1
Preciso que ele decida desmantelar o império do pai.
00:20:55.5 – 00:20:58.4
- Cobb, devemos recusar. - Espera.
00:21:00.1 – 00:21:01.7
Se eu fizer...
00:21:01.8 – 00:21:05.5
Se eu pudesse fazê-lo, preciso de uma garantia.
00:21:05.5 – 00:21:07.4
Como saberei se cumprirá a sua parte?
00:21:07.4 – 00:21:09.3
Não saberá.
00:21:09.4 – 00:21:11.3
Mas eu posso.
00:21:11.4 – 00:21:13.1
Então...
00:21:13.4 – 00:21:16.4
Quer dar-me esse voto de confiança
00:21:16.5 – 00:21:20.8
ou tornar-se num velho cheio de arrependimentos,
00:21:20.8 – 00:21:23.3
à espera para morrer sozinho?
00:21:26.2 – 00:21:28.4
Reúna a sua equipa, Sr. Cobb.
00:21:28.5 – 00:21:30.8
E escolha o seu pessoal com mais cuidado.
00:21:39 – 00:21:41.2
Sei o quanto quer ir para casa...
00:21:43.3 – 00:21:46.4
- mas isso não pode ser feito. - Pode sim.
00:21:47.2 – 00:21:50.2
- Só tenho que ir bem fundo. - Não sabe disso.
00:21:51.4 – 00:21:53.4
Já o fiz isso antes.
00:21:54.8 – 00:21:56.9
Em quem o fez?
00:22:01.2 – 00:22:02.9
Porque vamos a Paris?
00:22:04.8 – 00:22:06.8
Precisamos de um novo arquitecto.
00:22:23.1 – 00:22:25.8
Nunca gostou do seu escritório, pois não?
00:22:27.1 – 00:22:30.3
Não há espaço para pensar naquele armário.
00:22:31.8 – 00:22:34.7
É seguro para ti estar aqui?
00:22:35.7 – 00:22:37.8
A extradição entre a França e os EUA
00:22:37.9 – 00:22:40
é um pesadelo burocrático, sabe bem disso.
00:22:40.1 – 00:22:44.1
Acho que no teu caso eles facilitariam as coisas.
00:22:44.1 – 00:22:48.2
Trouxe isto para dar às crianças, quando puder.
00:22:48.3 – 00:22:50.7
Precisará mais do que peluches,
00:22:50.8 – 00:22:53.8
para convencê-las de que ainda têm um pai.
00:22:53.8 – 00:22:56.8
Só estou a fazer o que sei, o que me ensinou.
00:22:56.9 – 00:22:58.7
Nunca te ensinei a ser ladrão.
00:22:58.8 – 00:23:01.2
Não. Ensinou-me a explorar a mente humana.
00:23:01.3 – 00:23:02.8
Mas depois do que aconteceu,
00:23:02.9 – 00:23:06.1
não havia como usar essa habilidade legalmente.
00:23:11.1 – 00:23:13.3
O que fazes aqui, Dom?
00:23:14.7 – 00:23:17.3
Creio que achei um meio de voltar para casa.
00:23:17.7 – 00:23:21.2
É um serviço para gente muito poderosa.
00:23:21.3 – 00:23:25.9
E acredito que essa gente pode tirar as acusações contra mim.
00:23:26.5 – 00:23:28.1
Mas preciso da sua ajuda.
00:23:28.2 – 00:23:31.5
Vieste aqui para corromper os meus melhores alunos.
00:23:31.5 – 00:23:34.9
Sabe o que eu ofereço. Deixe eles decidirem por si.
00:23:34.9 – 00:23:38
- Dinheiro. - Não apenas isso, lembra-se?
00:23:38.1 – 00:23:41.7
A oportunidade de construir catedrais, cidades inteiras,
00:23:41.8 – 00:23:46.7
coisas que nunca existiram, que não podem existir no mundo real.
00:23:46.7 – 00:23:49.6
Então queres que eu deixe alguém...
00:23:50.3 – 00:23:52
seguir-te na tua fantasia?
00:23:52 – 00:23:53.8
Eles não entram no sonho.
00:23:53.9 – 00:23:57.8
Só projectam os níveis e os ensinam aos sonhadores.
00:23:57.8 – 00:23:59.7
Projecta-os tu mesmo.
00:24:01.5 – 00:24:03.2
A Mal não deixa.
00:24:09.2 – 00:24:11.5
Volta à realidade, Dom.
00:24:12.6 – 00:24:15.4
- Por favor. - Realidade?
00:24:15.6 – 00:24:20.7
Os seus netos estão à espera que o pai volte.
00:24:20.8 – 00:24:22.4
Essa é a realidade deles.
00:24:22.5 – 00:24:26.5
E este último trabalho irá levar-me até eles.
00:24:26.6 – 00:24:30.3
Eu não estaria aqui se houvesse outra forma.
00:24:33.2 – 00:24:36.3
Preciso de um arquitecto tão bom quanto eu fui.
00:24:40.2 – 00:24:42.5
Tenho alguém melhor.
00:24:42.6 – 00:24:44.7
Ariadne?
00:24:46.1 – 00:24:48.7
Gostaria que conhecesse o Sr. Cobb.
00:24:48.9 – 00:24:50.2
Prazer em conhecê-lo.
00:24:50.3 – 00:24:55.2
Se tiver tempo, o Sr. Cobb tem uma proposta de emprego a fazer.
00:24:55.2 – 00:24:57.9
- Um estágio? - Não exactamente.
00:24:58.2 – 00:25:00
Tenho um teste para si.
00:25:00.1 – 00:25:02.4
Não quer dizer do que se trata primeiro?
00:25:02.5 – 00:25:05.2
Antes de descrevê-lo, preciso saber se consegue.
00:25:05.2 – 00:25:08.9
- Porquê? - Não é propriamente legal.
00:25:11.4 – 00:25:14.6
Tem 2 minutos para desenhar um labirinto...
00:25:14.6 – 00:25:16.4
que seja solucionado em 1 minuto.
00:25:17.9 – 00:25:19.8
Pare.
00:25:21.4 – 00:25:23.1
De novo.
00:25:24.9 – 00:25:26.3
Pare.
00:25:29.4 – 00:25:31.9
Terá que fazer melhor que isso.
00:25:44.5 – 00:25:46.5
Agora sim.
00:26:06.1 – 00:26:07.8
Dizem que usamos apenas uma fracção
00:26:07.9 – 00:26:11.1
do real potencial do cérebro quando estamos acordados.
00:26:11.1 – 00:26:14
Quando dormimos, a mente pode fazer quase tudo.
00:26:14 – 00:26:15.3
Como assim?
00:26:15.4 – 00:26:17.5
Imagine que está a projectar um prédio.
00:26:17.6 – 00:26:19.4
Conscientemente cria cada detalhe.
00:26:19.5 – 00:26:22.2
Mas às vezes parece que ele próprio se cria.
00:26:22.2 – 00:26:23.7
- Entende o que digo? - Sim.
00:26:23.8 – 00:26:28
- Como se estivesse a descobrir. - Pura inspiração, certo?
00:26:28 – 00:26:31.9
No sonho, a nossa mente faz isso constantemente.
00:26:32 – 00:26:36.6
Nós criamos e percebemos o nosso mundo simultaneamente.
00:26:36.6 – 00:26:39.9
A mente faz isso tão bem, que nem notamos.
00:26:40 – 00:26:43.1
Isso permite-nos entrar bem no meio desse processo.
00:26:43.2 – 00:26:45.5
- Como? - Controlando a parte criativa.
00:26:45.6 – 00:26:49.6
É aí que preciso de si. Você cria o mundo do sonho.
00:26:49.6 – 00:26:52.2
Trazemos uma pessoa para dentro desse sonho...
00:26:52.2 – 00:26:54.7
e ela o preenche com o seu subconsciente.
00:26:54.8 – 00:26:58.2
Como seria possível criar tantos detalhes,
00:26:58.3 – 00:27:00.2
para fazê-las pensar que é realidade?
00:27:00.3 – 00:27:03.9
Os sonhos parecem reais enquanto estamos neles.
00:27:04 – 00:27:08.2
Só quando acordamos, percebemos que havia algo estranho.
00:27:08.7 – 00:27:10.5
Vou perguntar-lhe algo.
00:27:10.6 – 00:27:14
Nunca se lembra do começo de um sonho, não é verdade?
00:27:14 – 00:27:17.4
Só se dá conta quando está no meio dele, certo?
00:27:17.4 – 00:27:20.3
- Acho que sim. - E como chegamos aqui?
00:27:20.3 – 00:27:22.8
Nós viemos da...
00:27:22.9 – 00:27:26.4
Pense Ariadne, como chegou aqui?
00:27:26.6 – 00:27:28.6
Onde está agora?
00:27:31.8 – 00:27:33.2
Estamos a sonhar?
00:27:33.3 – 00:27:35.6
Está no meio de um workshop, a dormir,
00:27:35.7 – 00:27:38.5
esta é a sua primeira aula sobre sonhos compartilhados.
00:27:38.5 – 00:27:39.9
Mantenha-se calma.
00:28:16.2 – 00:28:18.4
Se é um sonho, porque não...
00:28:18.5 – 00:28:21.5
Porque nunca é só um sonho, ou é?
00:28:21.6 – 00:28:25.5
Um rosto cortado por vidro, dói muito. Parece real.
00:28:25.5 – 00:28:27.5
Por isso, os militares desenvolveram
00:28:27.5 – 00:28:29.5
o sonho compartilhado como um treino.
00:28:29.6 – 00:28:32.9
Os soldados podiam matar-se uns aos outros e depois acordar.
00:28:32.9 – 00:28:35.2
E como um arquitecto é envolvido nisso?
00:28:35.3 – 00:28:37.6
Alguém precisa de projectar os sonhos.
00:28:38.9 – 00:28:41.1
Dá-nos mais cinco minutos.
00:28:41.2 – 00:28:43
Cinco minutos?
00:28:43.3 – 00:28:45.9
Conversamos durante uma hora.
00:28:46 – 00:28:48.8
Durante o sonho a sua mente funciona mais depressa.
00:28:48.8 – 00:28:51.9
Por isso, o tempo parece fluir mais devagar.
00:28:52 – 00:28:55.1
5 minutos no mundo real equivalem a uma hora de sonho.
00:28:55.9 – 00:28:59.3
Porque não vê o que consegue criar em cinco minutos?
00:29:04.7 – 00:29:09.9
Já tem o layout básico. Livraria, café, tem quase tudo.
00:29:10.1 – 00:29:11.2
E as pessoas?
00:29:11.3 – 00:29:12.9
Projecções do meu subconsciente.
00:29:12.9 – 00:29:14.3
- Do seu? - Sim.
00:29:14.4 – 00:29:16
Lembre-se, você é a sonhadora,
00:29:16.1 – 00:29:19.8
criou este mundo, eu sou o sujeito, a minha mente preenche-o.
00:29:19.8 – 00:29:21.9
Você pode conversar com o meu subconsciente.
00:29:22.1 – 00:29:24.8
É um dos meios de extrair informações do sujeito.
00:29:24.8 – 00:29:26.3
E haverá outra forma?
00:29:26.4 – 00:29:30.5
Ao criar algo seguro, como o cofre de banco, uma prisão,
00:29:30.5 – 00:29:33.4
a mente automaticamente o preenche com informações
00:29:33.4 – 00:29:35.3
que ela tenta proteger. Entendeu?
00:29:35.7 – 00:29:38.7
- E então arromba-as e rouba-as? - Bem...
00:29:38.7 – 00:29:40
Eu achava que...
00:29:40.1 – 00:29:42.9
que o espaço do sonho fosse essencialmente visual,
00:29:42.9 – 00:29:45.1
mas tem mais a ver com a sensação.
00:29:45.2 – 00:29:49.4
Pergunto: o que ocorre quando se começa a alterar a física?
00:30:31 – 00:30:35
- Interessante, não? - É sim.
00:30:58.9 – 00:31:00.6
Porque estão todos a olhar para mim?
00:31:00.7 – 00:31:02.5
Porque o meu subconsciente sente...
00:31:02.5 – 00:31:04.3
que alguém está a criar este mundo.
00:31:04.3 – 00:31:06.2
Quanto mais alterar as coisas,
00:31:06.3 – 00:31:08.8
mais rápido as projecções começam a convergir.
00:31:08.8 – 00:31:09.9
Convergem?
00:31:10 – 00:31:12.3
Elas sentem a natureza estranha do sonhador...
00:31:12.4 – 00:31:15.6
e atacam como se fossem glóbulos brancos a combater uma infecção.
00:31:15.6 – 00:31:18
- Vão-nos atacar? - Não...
00:31:18.3 – 00:31:20
Apenas a ti.
00:31:24.5 – 00:31:27.8
Estou a dizer-lhe, se continuar a mudar as coisas assim...
00:31:32.5 – 00:31:35.1
Pode dizer ao seu subconsciente para ir com calma?
00:31:35.2 – 00:31:38.5
É o meu subconsciente, lembre-se que não consigo controlá-lo.
00:32:31 – 00:32:32.9
Impressionante.
00:32:44.1 – 00:32:46.2
Conheço esta ponte.
00:32:46.6 – 00:32:48.3
Este lugar é real, não é?
00:32:48.4 – 00:32:50.7
Sim, vou para a faculdade por aqui.
00:32:50.8 – 00:32:52.7
Nunca recrie lugares das suas memórias.
00:32:52.8 – 00:32:54.1
Sempre imagine lugares novos!
00:32:54.2 – 00:32:56.5
Deve fazê-lo a partir do que conhece, certo?
00:32:56.5 – 00:32:57.9
Apenas detalhes.
00:32:58 – 00:33:00.5
Um poste, um cabine telefónica. Nunca áreas inteiras.
00:33:00.5 – 00:33:03.4
- Porque não? - Porque construir sonhos de memórias
00:33:03.4 – 00:33:06.3
é o modo fácil de não distinguir a realidade do sonho.
00:33:06.4 – 00:33:07.7
Foi o que lhe aconteceu?
00:33:07.8 – 00:33:10.2
Ouça, isto não tem nada a ver comigo. Entendeu?
00:33:10.3 – 00:33:13.1
É Por isso que precisa de mim para criar os seus sonhos?
00:33:13.1 – 00:33:15.2
Afaste-se dela. Afaste-se!
00:33:16 – 00:33:17.9
Larguem-me!
00:33:18 – 00:33:19.8
Soltem-me!
00:33:20.5 – 00:33:24.1
- Acorde-me! - Mal! Não, Mal!
00:33:24.2 – 00:33:26.2
Acorde-me!
00:33:27.8 – 00:33:30.3
Olhe para mim. Você está bem.
00:33:30.4 – 00:33:32.1
Você está bem.
00:33:32.2 – 00:33:34.5
Porque eu não acordava?
00:33:34.6 – 00:33:36.9
Porque ainda havia algum tempo no relógio.
00:33:36.9 – 00:33:39.3
Não pode acordar do sonho a menos que morra.
00:33:39.3 – 00:33:41.4
- Ela precisa de um totem. - Do quê?
00:33:41.4 – 00:33:43.1
O totem é um pequeno...
00:33:43.2 – 00:33:47.3
Tem um belo subconsciente, Cobb, ela é encantadora!
00:33:47.5 – 00:33:49.3
Vejo que conheceu a Sra. Cobb.
00:33:49.3 – 00:33:51.2
- É a mulher dele? - Sim.
00:33:51.3 – 00:33:53.1
O totem é um objecto pequeno,
00:33:53.2 – 00:33:56
potencialmente pesado, algo que possa trazer sempre consigo...
00:33:56 – 00:33:58.2
- ... que ninguém conheça. - Como uma moeda?
00:33:58.3 – 00:34:00.7
Não, precisa ser mais exclusivo.
00:34:00.7 – 00:34:03.2
Como este dado viciado.
00:34:04.2 – 00:34:07.3
Não posso deixar que o toque, pois perderia a finalidade.
00:34:07.3 – 00:34:11.6
Só eu conheço o equilíbrio e o peso deste dado.
00:34:11.7 – 00:34:16.1
Quando vir o seu totem, saberá que não está no sonho de outrem.
00:34:20.2 – 00:34:23.2
Não sei se está a ver o que se está a passar,
00:34:23.3 – 00:34:26.9
ou se apenas não quer, mas o Cobb tem sérios problemas
00:34:26.9 – 00:34:28.3
que ele tenta esconder.
00:34:28.4 – 00:34:32.6
E não vou abrir a minha mente para alguém assim.
00:34:38.1 – 00:34:39.7
Ela voltará.
00:34:39.8 – 00:34:42.4
Nunca vi ninguém aprender tão rápido.
00:34:42.5 – 00:34:46.5
A realidade não será suficiente para ela. Ela voltará.
00:34:46.9 – 00:34:50.2
Quando ela voltar, ponha-a a construir labirintos.
00:34:50.3 – 00:34:52.8
- Aonde vai? - Visitar o Eames.
00:34:52.8 – 00:34:54.7
Eames? Ele está em Mombaça.
00:34:54.8 – 00:34:57.7
- É área da Cobol. - É um risco necessário.
00:34:57.7 – 00:34:59
É cheia de ladrões.
00:34:59.1 – 00:35:00.9
Não precisamos apenas de um ladrão.
00:35:01.2 – 00:35:03.4
Precisamos de um falsificador.
00:35:11.6 – 00:35:13.5
Pode esfregá-las o quanto quiser,
00:35:13.5 – 00:35:14.9
não irão multiplicar-se.
00:35:14.9 – 00:35:16.5
Nunca se sabe.
00:35:17.4 – 00:35:18.9
Pago-te uma bebida.
00:35:21.2 – 00:35:22.6
Você é quem paga.
00:35:29.6 – 00:35:31.8
- A tua ortografia não melhorou. - Vá-se lixar.
00:35:31.8 – 00:35:34.7
- E a caligrafia? - É versátil.
00:35:34.7 – 00:35:36.8
- Bom. - Obrigado.
00:35:37.7 – 00:35:42.3
Inserção. Antes de me dizeres que é impossível...
00:35:42.4 – 00:35:45.2
É perfeitamente possível, mas muito difícil.
00:35:45.6 – 00:35:49.5
Interessante. É que o Arthur fica a dizer-me que é impossível.
00:35:50.1 – 00:35:52.1
O Arthur? Ainda trabalha com aquele atraso de vida?
00:35:52.1 – 00:35:54
Ele é bom no que faz, certo?
00:35:54.1 – 00:35:57.6
- O melhor, mas sem imaginação. - Ao contrário de ti.
00:35:57.7 – 00:36:00.9
Se vai realizar uma inserção, precisará de imaginação.
00:36:00.9 – 00:36:04.7
Deixa-me perguntar algo: já o fizeste?
00:36:04.7 – 00:36:06.1
Tentámos.
00:36:06.2 – 00:36:08.2
Inserimos a ideia, mas ela não vingou.
00:36:08.3 – 00:36:10.1
Não a plantaram fundo o bastante?
00:36:10.1 – 00:36:11.7
Não se trata de profundidade.
00:36:11.8 – 00:36:13.9
Precisa da versão mais simples da ideia
00:36:14 – 00:36:16.8
para que ela cresça naturalmente na mente da pessoa.
00:36:16.8 – 00:36:18.2
É uma arte muito subtil.
00:36:18.4 – 00:36:20.4
Qual é essa ideia que precisa implantar?
00:36:20.5 – 00:36:23
Precisamos que o herdeiro de uma grande empresa
00:36:23.1 – 00:36:25
dissolva o império do pai.
00:36:25.1 – 00:36:29
Vejo que tem motivação política, sentimentos anti-monopolistas,
00:36:29 – 00:36:31.2
e por aí...
00:36:31.3 – 00:36:34.4
Mas está tudo à mercê da ideia preconcebida da pessoa.
00:36:34.5 – 00:36:37.6
Terão de começar pelo básico.
00:36:37.6 – 00:36:39.1
E o que vem a ser?
00:36:39.3 – 00:36:41.4
A relação com o pai.
00:36:43.3 – 00:36:45.7
- Já tem um químico? - Não, ainda não.
00:36:45.7 – 00:36:49.1
Há um tipo por aqui, Yusuf,
00:36:49.2 – 00:36:52.4
que formula a sua própria versão dos compostos.
00:36:52.4 – 00:36:55.6
- Podes levar-me até lá? - Assim que despistá-lo...
00:36:55.6 – 00:36:58.4
- O homem no bar. - Cobol Engenharia.
00:36:58.5 – 00:37:01.3
A recompensa por mim, é vivo ou morto?
00:37:01.4 – 00:37:03.7
Não me lembro. Vejamos se ele irá atirar.
00:37:03.8 – 00:37:08
Distrai-o, e encontro-te lá em baixo no bar... meia hora?
00:37:08 – 00:37:10.5
- Aqui? - Não suspeitarão.
00:37:12.3 – 00:37:13.8
Certo.
00:37:14.4 – 00:37:15.9
Freddy!
00:37:16 – 00:37:18.7
Freddy Simmons? Meu Deus, és tu, não és?
00:37:21.5 – 00:37:23
Não, não és.
00:37:23.1 – 00:37:24.9
Não vai sair agora, vai?
00:37:43.6 – 00:37:45.1
Por ali.
00:38:04.3 – 00:38:06.1
Um café. Por favor.
00:39:17.1 – 00:39:18.7
Precisa de uma boleia, Sr. Cobb?
00:39:19.9 – 00:39:23.9
- O que faz em Mombaça? - A proteger o meu investimento.
00:39:27.7 – 00:39:31.1
- Era essa a ideia de despistá-los? - Não era bem...
00:39:39.3 – 00:39:41.3
Cobb disse que voltaria.
00:39:42.6 – 00:39:46
- Tentei não voltar, mas... - Mas nada se compara a isto.
00:39:46 – 00:39:47.5
É apenas...
00:39:49.2 – 00:39:50.9
pura criação.
00:39:51.1 – 00:39:53.6
Vamos ver alguma arquitectura paradoxal?
00:39:53.6 – 00:39:55.3
Terá que dominar alguns truques,
00:39:55.4 – 00:39:58
se quiser criar 3 níveis completos de sonho.
00:39:58 – 00:40:01.1
- Com licença. - Que tipo de truques?
00:40:01.2 – 00:40:04.5
Num sonho, é possível criar formas impossíveis.
00:40:04.6 – 00:40:06.7
Isso permite criar repetições contínuas.
00:40:06.8 – 00:40:11.1
Como a escada de Penrose. Uma escadaria infinita.
00:40:14.1 – 00:40:15.6
Está a ver?
00:40:19.8 – 00:40:21.2
Um paradoxo.
00:40:21.3 – 00:40:25.6
Uma repetição ajuda a disfarçar os limites do sonho que cria.
00:40:25.6 – 00:40:27.6
De que tamanho devem ser os níveis?
00:40:27.7 – 00:40:31
Tanto faz. Do piso dum prédio até uma cidade inteira.
00:40:31 – 00:40:32.4
Mas devem ser complicados,
00:40:32.5 – 00:40:35
para que possamos esconder-nos das projecções.
00:40:35 – 00:40:36.5
- Como o labirinto? - Isso.
00:40:36.5 – 00:40:37.9
E quanto melhor o labirinto...
00:40:38 – 00:40:40.9
Mais tempo teremos antes de as projecções nos agarrarem.
00:40:40.9 – 00:40:42.3
Exacto.
00:40:42.4 – 00:40:44.6
O meu subconsciente parece bastante cortês.
00:40:44.7 – 00:40:46.4
Espere até ele se rebelar.
00:40:46.5 – 00:40:49.1
Ninguém gosta que alguém brinque com a sua mente.
00:40:49.1 – 00:40:51.5
O Cobb não consegue mais construir, não é?
00:40:53.2 – 00:40:55.3
Não sei se não consegue, mas ele não quer.
00:40:55.4 – 00:40:58.2
Ele diz que é mais seguro se não conhecer os layouts.
00:40:58.3 – 00:41:00.3
- Porquê? - Ele não diz.
00:41:00.6 – 00:41:02.5
Acho que é por causa da Mal.
00:41:02.5 – 00:41:04.3
- A ex dele? - Não é ex.
00:41:04.4 – 00:41:06.8
- Eles ainda estão juntos? - Não.
00:41:08.5 – 00:41:10
Ela morreu.
00:41:11.8 – 00:41:14.5
O que viu foi apenas a projecção dela.
00:41:18.5 – 00:41:21.9
- Como ela era na vida real? - Encantadora.
00:41:26 – 00:41:28.1
- Procura um químico? - Sim.
00:41:28.2 – 00:41:30.7
Para formular compostos para um trabalho?
00:41:31.2 – 00:41:33.2
E para entrar no campo connosco.
00:41:33.2 – 00:41:35.8
Não faço isso, Sr. Cobb.
00:41:35.9 – 00:41:37.4
Precisamos de si lá para criar
00:41:37.5 – 00:41:40
compostos específicos para as nossas necessidades.
00:41:40 – 00:41:41.8
- E que são... - Grande profundidade.
00:41:41.9 – 00:41:45.3
Um sonho dentro de um sonho? Dois níveis...
00:41:47.1 – 00:41:50.3
- Três. - É impossível.
00:41:50.4 – 00:41:53
Tantos sonhos sobrepostos, é muito instável.
00:41:53 – 00:41:55.4
É possível.
00:41:55.5 – 00:42:00
- Só temos que usar um sedativo. - Um sedativo poderoso.
00:42:01.2 – 00:42:04
- Quantos membros há na equipa? - Cinco.
00:42:04.2 – 00:42:05.7
Seis.
00:42:06.7 – 00:42:10.4
O único modo de saber se farão o serviço é ir convosco.
00:42:10.4 – 00:42:14.1
Não há lugar para turistas em serviços assim, Sr. Saito.
00:42:14.1 – 00:42:16.7
Desta vez, parece que haverá.
00:42:17.6 – 00:42:21.5
Creio que este é um bom começo. Uso diariamente.
00:42:21.5 – 00:42:23.7
- Para quê? - Deixe-me mostrar-lhe.
00:42:27.4 – 00:42:29.7
Talvez não queira ver.
00:42:32.1 – 00:42:33.6
Você primeiro.
00:42:43.6 – 00:42:46.4
10... 12 conectados por uma máquina.
00:42:46.5 – 00:42:49.2
Eles vêm todos os dias para compartilhar um sonho.
00:42:51 – 00:42:53.9
Estão a ver? É muito estável.
00:42:59.3 – 00:43:02.3
- Por quanto tempo sonham? - De 3 a 4 horas.
00:43:02.3 – 00:43:03.8
Todos os dias.
00:43:03.9 – 00:43:06.7
- Em tempo de sonho? - Com este composto?
00:43:06.7 – 00:43:09
Cerca de 40 horas por dia.
00:43:09.1 – 00:43:12
- Porque fazem isto? - Diga-lhe, Sr. Cobb.
00:43:13.3 – 00:43:16.3
Depois de algum tempo, é a única forma de sonhar.
00:43:16.4 – 00:43:18.4
Ainda sonha, Sr. Cobb?
00:43:18.5 – 00:43:20.5
Eles vêm aqui todos os dias para dormir?
00:43:20.6 – 00:43:22
Não.
00:43:24.1 – 00:43:26.6
Vêm aqui para serem acordados.
00:43:27.5 – 00:43:30.6
O sonho tornou-se a realidade deles.
00:43:31.7 – 00:43:34.2
Quem é o senhor para dizer o contrário?
00:43:36.1 – 00:43:38.5
Vamos ver o que consegue fazer.
00:43:49.6 – 00:43:51.5
Sabes como encontrar-me.
00:43:53.5 – 00:43:55.3
Sabes o que tens de fazer.
00:44:00.8 – 00:44:02.4
Porreiro, não?
00:44:17.6 – 00:44:19.7
Está bem, Sr. Cobb?
00:44:20.8 – 00:44:22.3
Sim.
00:44:22.6 – 00:44:24.2
Está tudo óptimo.
00:44:33 – 00:44:36.5
Robert Fischer, herdeiro do conglomerado Fischer Morrow.
00:44:36.5 – 00:44:38.8
Qual é o seu problema com o Robert Fischer?
00:44:38.8 – 00:44:40.6
Não é da sua conta.
00:44:40.9 – 00:44:45.4
Sr. Saito, isto não é a sua típica espionagem industrial.
00:44:45.4 – 00:44:47.2
Pediu-me para realizar uma inserção,
00:44:47.3 – 00:44:50.6
espero que entenda a gravidade do seu pedido.
00:44:50.8 – 00:44:54.8
A semente, que plantarmos na mente dele, irá tornar-se numa ideia.
00:44:55 – 00:44:59.3
Essa ideia irá defini-lo. Isso poderá mudar...
00:44:59.3 – 00:45:01.1
Poderá mudá-lo completamente.
00:45:01.2 – 00:45:03.4
Somos a única empresa que o impede...
00:45:03.4 – 00:45:05.7
de ter o monopólio global da energia.
00:45:05.7 – 00:45:07.9
E não poderemos mais competir.
00:45:08 – 00:45:11.9
Logo, irão controlar metade das reservas energéticas do mundo.
00:45:11.9 – 00:45:14.5
Como consequência irão tornar-se numa nova superpotência.
00:45:15.5 – 00:45:19.2
O mundo precisa que Robert Fischer mude de ideias.
00:45:19.6 – 00:45:23.9
É aí que nós entramos. Como é a relação dele com o pai?
00:45:23.9 – 00:45:27.1
Dizem que é bastante complicada.
00:45:27.2 – 00:45:29.8
Não podemos trabalhar apenas com boatos, não é?
00:45:29.8 – 00:45:32.2
Pode conseguir-me acesso a este homem?
00:45:32.3 – 00:45:33.7
Browning.
00:45:33.8 – 00:45:37.1
O braço direito do pai e padrinho do filho.
00:45:37.2 – 00:45:40.7
Não deve ser difícil, precisa apenas das referências certas.
00:45:40.7 – 00:45:45
Referências são a minha especialidade, Sr. Saito.
00:45:46.2 – 00:45:49.3
Não vejo nenhum acordo aqui. Acabe com ele.
00:45:49.4 – 00:45:54
Sr. Browning, Maurice Fischer tenta sempre evitar litígios.
00:45:56.7 – 00:46:01.4
Devemos contar as nossas preocupações directamente a ele?
00:46:02.4 – 00:46:05.5
- Não será necessário. - Não, acho que devemos.
00:46:27.2 – 00:46:28.7
Como está ele?
00:46:29 – 00:46:31.8
Não quero incomodá-lo sem necessidade, mas...
00:46:31.8 – 00:46:33.3
Robert...
00:46:34.4 – 00:46:35.8
Fique fora.
00:46:35.9 – 00:46:39.4
Espere. Ela não... Não... Ela.
00:46:39.5 – 00:46:41
Passe a ligação.
00:46:41.9 – 00:46:45.9
Nunca faz o que eu peço.
00:46:45.9 – 00:46:47.8
Largue isso.
00:46:55.5 – 00:46:58.7
Deve ser alguma memória saudosa.
00:46:58.9 – 00:47:03.3
Coloquei-a ao lado da cama. Ele nem sequer notou.
00:47:03.7 – 00:47:05.6
Robert...
00:47:07.3 – 00:47:09.6
Precisamos tratar da procuração.
00:47:09.7 – 00:47:11.4
- Sei que agora não é... - Agora não.
00:47:11.4 – 00:47:13.5
Mas é importante que comecemos...
00:47:17.7 – 00:47:19.1
"Os abutres estão a sobrevoar. "
00:47:19.2 – 00:47:21.4
"Quanto pior o estado de Maurice Fischer,"
00:47:21.5 – 00:47:24.3
"mais poderoso Peter Browning se torna. "
00:47:24.3 – 00:47:27.1
Tive a oportunidade de observar o Browning.
00:47:27.2 – 00:47:31.6
Adoptar a sua presença física, estudar os trajectos dele, etc...
00:47:31.7 – 00:47:35.7
No primeiro nível do sonho, posso interpretar o Browning...
00:47:36.4 – 00:47:39
e sugerir conceitos à consciência do Fischer.
00:47:39 – 00:47:41
Quando o levarmos ao próximo nível,
00:47:41 – 00:47:42.7
a sua projecção do Browning
00:47:42.8 – 00:47:45.1
deverá repassar essa ideia para ele.
00:47:45.2 – 00:47:48
- Ele dará a ideia a si mesmo? - Exacto.
00:47:48.1 – 00:47:51.2
Para permanecer, tem que aparentar ser auto gerada.
00:47:51.2 – 00:47:54.3
Eames, estou impressionado.
00:47:54.9 – 00:47:58.4
A sua aprovação sempre foi apreciada. Obrigado, Arthur.
00:48:20 – 00:48:22.8
Entrou em sono profundo sozinho?
00:48:22.8 – 00:48:25.7
Não, estou a fazer alguns testes.
00:48:25.8 – 00:48:28
Não percebi que ainda havia alguém aqui.
00:48:28 – 00:48:30.5
Eu estava a trabalhar no meu totem.
00:48:30.5 – 00:48:32.5
Deixe-me ver.
00:48:33.8 – 00:48:35.3
Está a aprender.
00:48:35.4 – 00:48:39.2
Uma solução elegante para não perder a noção da realidade.
00:48:39.3 – 00:48:40.8
A ideia foi sua?
00:48:40.9 – 00:48:44.1
Não, na verdade, foi da Mal.
00:48:44.2 – 00:48:49.2
Isto era dela. Ela o girava durante um sonho e nunca caía.
00:48:49.2 – 00:48:51.8
Apenas girava.
00:48:53.2 – 00:48:55.5
Arthur disse-me que ela faleceu.
00:48:56.8 – 00:48:58.9
Como está a ir com os labirintos?
00:48:59 – 00:49:02.6
Cada nível relaciona-se à parte do subconsciente da pessoa,
00:49:02.7 – 00:49:04.7
que tentamos aceder.
00:49:04.8 – 00:49:06.9
Estou a criar no nível inferior...
00:49:06.9 – 00:49:09.1
o hospital onde Fischer levará o pai.
00:49:10.5 – 00:49:12.8
Mas tenho uma pergunta sobre este layout...
00:49:12.9 – 00:49:15.4
Não me mostre detalhes.
00:49:15.6 – 00:49:17.9
Apenas o sonhador deve conhecer o layout.
00:49:17.9 – 00:49:19.7
Porque isso é tão importante?
00:49:19.8 – 00:49:21.3
Caso levemos as nossas projecções,
00:49:21.4 – 00:49:23.8
é melhor não sabermos os detalhes do labirinto.
00:49:25.1 – 00:49:27.5
Para o caso de você levar a Mal?
00:49:27.5 – 00:49:29.9
Não pode impedi-la de entrar, não é?
00:49:31.1 – 00:49:33.6
- Certo. - Não consegue construir porque...
00:49:33.6 – 00:49:36.1
se conhece o labirinto, ela também o conhecerá.
00:49:36.1 – 00:49:38.4
Ela poderia sabotar toda a operação.
00:49:38.7 – 00:49:41.2
- Cobb, os outros sabem? - Não, não sabem.
00:49:41.2 – 00:49:43.6
Devia avisá-los, caso isso piore.
00:49:43.8 – 00:49:45.8
Não irá piorar.
00:49:46.9 – 00:49:50.3
Preciso ir para casa. É tudo com que me importo.
00:49:51.3 – 00:49:53.2
Porque não pode voltar para casa?
00:49:56.3 – 00:49:58.6
Porque pensam que eu a matei.
00:50:01.8 – 00:50:04.3
- Obrigado. - Pelo quê?
00:50:04.4 – 00:50:06.8
Por não perguntar se eu a matei.
00:50:06.8 – 00:50:09.2
"Vou demolir o império do meu pai. "
00:50:09.3 – 00:50:12.9
É uma ideia que Robert escolheria rejeitar.
00:50:13.1 – 00:50:16.6
Por isso, precisamos plantá-la fundo no subconsciente dele.
00:50:16.6 – 00:50:19.4
O subconsciente é motivado pela emoção, certo?
00:50:19.4 – 00:50:20.8
Não pela razão.
00:50:20.9 – 00:50:23.8
Precisamos converter isto num conceito emocional.
00:50:23.9 – 00:50:26.7
Como converter uma estratégia comercial em emoção?
00:50:26.7 – 00:50:28
Isso é o que temos de descobrir.
00:50:28.1 – 00:50:31.7
A relação de Robert com o pai é, no mínimo, tensa.
00:50:31.7 – 00:50:33.1
Podemos usar isso.
00:50:33.2 – 00:50:35.6
Sugerir que a destruição da empresa do pai
00:50:35.7 – 00:50:37.3
é uma forma de o mandar à fava.
00:50:37.4 – 00:50:41.1
Creio que as emoções positivas suplantam as negativas.
00:50:41.1 – 00:50:44.4
Todos precisamos de reconciliação, uma catarse.
00:50:44.8 – 00:50:48.7
Precisamos que o Robert Fischer tenha uma emoção positiva.
00:50:48.8 – 00:50:50.7
Que tal isto...
00:50:50.8 – 00:50:53.8
"O meu pai aceita que eu queria criar sozinho,"
00:50:53.8 – 00:50:55.8
"e nunca seguir os seus passos. "
00:50:56 – 00:50:58.4
- Pode funcionar. - Pode?
00:50:58.7 – 00:51:02.6
- Precisamos mais do que isso. - Obrigado pela ajuda, Arthur.
00:51:02.7 – 00:51:05
Desculpe-me por querer especificidade.
00:51:05.4 – 00:51:06.8
"Especificidade"?
00:51:06.9 – 00:51:09.2
A inserção não precisa ser específica,
00:51:09.2 – 00:51:10.8
quando entrarmos na mente dele,
00:51:10.9 – 00:51:13.3
teremos de trabalhar com o que encontrarmos.
00:51:14.2 – 00:51:17.6
No nível superior abordaremos a relação dele com o pai.
00:51:17.6 – 00:51:21.1
Algo como: "não seguirei os passos do meu pai. "
00:51:21.1 – 00:51:23.1
No nível seguinte, nos o instigaremos...
00:51:23.1 – 00:51:26.1
"Irei criar algo sozinho. "
00:51:26.2 – 00:51:28.4
No último nível, seremos mais incisivos.
00:51:28.5 – 00:51:30.6
"O meu pai não quer que eu seja ele?"
00:51:30.6 – 00:51:32.2
Exacto.
00:51:32.3 – 00:51:33.7
Com 3 camadas,
00:51:33.8 – 00:51:37
os sonhos desfazem-se com a mais leve perturbação.
00:51:37 – 00:51:39.2
A sedagem... para dormir.
00:51:39.3 – 00:51:41.8
O suficiente para criar 3 camadas de sonho,
00:51:41.9 – 00:51:44.7
teremos de combinar sedativos muito fortes.
00:51:56.3 – 00:51:57.8
Boa noite.
00:51:57.9 – 00:52:00.3
O composto que será usado para compartilhar o sonho
00:52:00.3 – 00:52:02.6
cria uma forte ligação entre os sonhadores
00:52:02.6 – 00:52:04.9
enquanto acelera a actividade cerebral.
00:52:04.9 – 00:52:07.2
Ou seja, dá-nos mais tempo em cada nível.
00:52:07.3 – 00:52:10.5
A actividade cerebral em cada sonho será 20 vezes a normal.
00:52:10.5 – 00:52:12.7
Quando se entra num sonho dentro de outro...
00:52:12.8 – 00:52:15.6
o efeito é multiplicado. 3 sonhos são dez horas...
00:52:15.7 – 00:52:17.9
Desculpem, nunca fui bom em matemática.
00:52:17.9 – 00:52:19.5
Quanto tempo vai dar?
00:52:19.6 – 00:52:22.5
Uma semana no primeiro nível.
00:52:22.5 – 00:52:25.2
Seis meses no segundo.
00:52:25.3 – 00:52:27.5
- E no terceiro... - Dez anos!
00:52:29.7 – 00:52:32.7
Quem quer ficar preso num sonho durante dez anos?
00:52:32.8 – 00:52:34.2
Depende do sonho.
00:52:34.3 – 00:52:36.4
Quando inserirmos a ideia, como saímos?
00:52:36.5 – 00:52:39.9
Espero que tenha pensado em algo melhor do que dar-me um tiro.
00:52:39.9 – 00:52:41.3
Um pontapé.
00:52:41.4 – 00:52:45.1
- O que é um "pontapé"? - Isto, Ariadne.
00:52:47.9 – 00:52:50.7
A sensação de queda que a faz acordar.
00:52:50.8 – 00:52:54.1
- Que a tira do sonho. - Iremos senti-lo com a sedagem?
00:52:54.1 – 00:52:55.5
Essa é a melhor parte.
00:52:55.6 – 00:52:58.8
Alterei o sedativo para a função do ouvido ser preservada.
00:52:58.9 – 00:53:01.1
Assim, mesmo em sono profundo,
00:53:01.1 – 00:53:03.4
os sonhadores sentirão a queda...
00:53:03.8 – 00:53:05.7
ou o tombo.
00:53:06.3 – 00:53:10.8
O problema é como sincronizar o pontapé para penetrar os 3 níveis.
00:53:11 – 00:53:13
Podemos usar música para sincronizar...
00:53:13.1 – 00:53:14.4
os diferentes pontapés.
00:53:23.3 – 00:53:26.9
Ele não tem nenhuma cirurgia marcada, dentista. Nada.
00:53:27.1 – 00:53:29.6
- Ele não ia operar o joelho? - Nada.
00:53:29.6 – 00:53:31.7
Nada que tivesse de apagá-lo,
00:53:31.8 – 00:53:33.9
precisamos de pelo menos dez horas.
00:53:34 – 00:53:38.8
O voo de Sydney a Los Angeles. Um dos mais longos do mundo.
00:53:38.9 – 00:53:40.7
Ele viaja a cada 15 dias.
00:53:41.2 – 00:53:43
Deve ter um avião particular.
00:53:43.9 – 00:53:47.2
Não se houver uma manutenção inesperada com o avião.
00:53:47.2 – 00:53:48.9
- Teria de ser um 747. - Porquê?
00:53:49 – 00:53:51.6
A cabine do piloto fica na parte superior,
00:53:51.7 – 00:53:53.9
a primeira classe fica no nariz,
00:53:54 – 00:53:55.4
assim ninguém incomodaria.
00:53:55.5 – 00:53:58.3
Teria de comprar toda a cabine e a comissária da 1ª classe.
00:53:58.3 – 00:54:00.3
Comprei a empresa aérea.
00:54:01.8 – 00:54:03.3
Pareceu-me mais fácil.
00:54:05.3 – 00:54:07.5
Parece que já temos as nossas dez horas.
00:54:08.8 – 00:54:11.8
Ariadne, excelente trabalho.
00:54:59.6 – 00:55:01.6
Sabes como encontrar-me.
00:55:03.4 – 00:55:05.5
Sabes o que tens de fazer.
00:55:08.7 – 00:55:11.7
Lembras-te quando me pedis-te em casamento?
00:55:13 – 00:55:14.9
Claro que me lembro.
00:55:16 – 00:55:19
Disseste que tiveste um sonho...
00:55:21.1 – 00:55:24.1
em que envelheceríamos juntos.
00:55:25.7 – 00:55:27.5
E podemos.
00:55:33.8 – 00:55:35.6
Não devia estar aqui.
00:55:39.8 – 00:55:43.2
Queria ver que tipo de testes você fazia todas as noites.
00:55:43.2 – 00:55:45
Isso não tem nada a ver com você.
00:55:45.1 – 00:55:48.2
Claro que tem. Quer que eu compartilhe sonhos consigo.
00:55:48.2 – 00:55:51.8
Não estes. Estes são os meus sonhos.
00:56:03.8 – 00:56:05.6
Porque faz isso a si?
00:56:06 – 00:56:08.3
É a única forma de eu ainda sonhar.
00:56:10.4 – 00:56:12.4
Porque é tão importante sonhar?
00:56:13.2 – 00:56:16
Nos meus sonhos, ainda estamos juntos.
00:56:30.4 – 00:56:31.9
Não são apenas sonhos.
00:56:34 – 00:56:37.1
São memórias. E você disse para nunca usá-las.
00:56:37.1 – 00:56:38.7
Sei que disse.
00:56:38.8 – 00:56:40.7
Está a tentar mantê-la viva.
00:56:41.5 – 00:56:43.1
Não consegue esquecê-la.
00:56:43.2 – 00:56:45.3
Você não entende.
00:56:45.4 – 00:56:47.2
São momentos dos quais me arrependo,
00:56:47.2 – 00:56:49.3
memórias que tenho de mudar.
00:56:50.3 – 00:56:52.5
O que há lá em baixo do qual se arrepende?
00:56:52.9 – 00:56:56.6
Só há uma coisa que tem de saber sobre mim.
00:57:04.9 – 00:57:06.7
Esta é a sua casa?
00:57:07 – 00:57:09.3
Minha e da Mal.
00:57:09.8 – 00:57:11.3
Onde está ela?
00:57:12.2 – 00:57:14.3
Ela já morreu.
00:57:19.1 – 00:57:20.5
Aquele é o meu filho, James.
00:57:20.6 – 00:57:23.4
Está à procura de algo. Talvez de uma minhoca.
00:57:25 – 00:57:26.5
Aquela é Phillipa.
00:57:26.6 – 00:57:29
Pensei em chamá-los, para que se virassem,
00:57:29 – 00:57:31.4
sorrissem e assim eu pudesse ver...
00:57:32.6 – 00:57:37.2
os seus belos rostos a sorrir, mas é tarde demais.
00:57:37.3 – 00:57:40.1
É agora ou nunca, Cobb.
00:57:44.6 – 00:57:46.7
Então comecei a entrar em pânico.
00:57:46.8 – 00:57:49.9
Sei que vou me arrepender deste momento,
00:57:50.8 – 00:57:53.4
tenho que ver os rostos deles uma última vez.
00:57:53.4 – 00:57:55.8
"James, Phillipa, venham para dentro."
00:57:55.9 – 00:57:57.4
Mas o momento passou.
00:58:00 – 00:58:02.8
Faça o que fizer, não consigo mudar este momento.
00:58:04.1 – 00:58:06.1
Quando os chamo...
00:58:07.7 – 00:58:09.3
eles saem a correr.
00:58:11.4 – 00:58:14.8
Para voltar a ver os rostos deles preciso voltar para casa.
00:58:15.6 – 00:58:17.1
O mundo real.
00:58:58.7 – 00:59:00.2
O que faz aqui?
00:59:01.3 – 00:59:03.7
- Meu nome é... - Eu sei quem é.
00:59:03.7 – 00:59:05.2
O que faz aqui?
00:59:14.2 – 00:59:16.3
Só estou a tentar compreender...
00:59:16.3 – 00:59:18.3
Como poderia compreender?
00:59:19.3 – 00:59:21.8
Sabe o que é estar apaixonada?
00:59:23.7 – 00:59:25.7
Ser a metade de um todo?
00:59:27.3 – 00:59:29.1
Não.
00:59:29.8 – 00:59:32.3
Vou contar-lhe um enigma.
00:59:33.7 – 00:59:36
Está à espera de um comboio.
00:59:37.3 – 00:59:40.1
Um comboio que irá levá-la para muito longe.
00:59:41.6 – 00:59:44.1
Sabe onde espera que ele a leve.
00:59:45 – 00:59:47.7
Mas não tem certeza.
00:59:47.8 – 00:59:49.9
E não faz diferença.
00:59:51.1 – 00:59:54.4
E como pode não importar aonde ele irá levá-la?
00:59:54.4 – 00:59:56.1
Porque estaremos juntos.
00:59:56.9 – 00:59:58.8
Como pudeste trazê-la aqui, Dom?
00:59:58.9 – 01:00:00.8
Que lugar é este?
01:00:00.9 – 01:00:04.1
A suite do hotel onde comemorávamos o nosso aniversário de casamento.
01:00:04.1 – 01:00:05.7
O que aconteceu aqui?
01:00:07.2 – 01:00:09.8
Tu prometeste-me!
01:00:10.2 – 01:00:12.8
Por favor! Preciso que fiques aqui! Por agora!
01:00:12.9 – 01:00:16.1
Prometeste-me que ficaríamos juntos, que envelheceríamos juntos!
01:00:16.1 – 01:00:18.9
Eu voltarei. Prometo.
01:00:37.2 – 01:00:39.2
Acha que pode construir...
01:00:39.3 – 01:00:42.2
uma prisão de memórias para aprisioná-la?
01:00:43.3 – 01:00:45.9
Acha mesmo que isso irá detê-la?
01:00:46.1 – 01:00:49.9
Chegou a hora. Maurice Fischer acaba de morrer em Sydney.
01:00:49.9 – 01:00:53.8
- Quando é o funeral? - Quinta-feira. Em Los Angeles.
01:00:53.9 – 01:00:56
Robert trará o corpo até terça-feira.
01:00:56 – 01:00:58.1
- Temos de nos apressar. - Certo.
01:00:58.6 – 01:01:00.4
Irei consigo.
01:01:00.5 – 01:01:02
Prometi ao Miles que não.
01:01:02.1 – 01:01:05.5
A equipa precisa de alguém que saiba com o que está a lutar.
01:01:07.8 – 01:01:09.7
Não precisa ser eu,
01:01:09.8 – 01:01:13.8
mas precisa mostrar ao Arthur o que eu vi.
01:01:19.1 – 01:01:21.4
Arranjem outro lugar no avião.
01:01:25.2 – 01:01:28.4
Se eu entrar no avião e você não mantiver o nosso acordo,
01:01:28.5 – 01:01:31.9
quando pousarmos, ficarei preso pelo resto da minha vida.
01:01:32.7 – 01:01:36.6
Conclua o serviço, e farei uma ligação do avião.
01:01:36.6 – 01:01:40.5
Não terá problemas para passar pela Imigração.
01:01:53.5 – 01:01:56.3
- Com licença. - Claro, desculpe.
01:01:56.3 – 01:01:57.9
Obrigado.
01:02:31.9 – 01:02:33.9
Com licença, acho que isto é seu.
01:02:33.9 – 01:02:35.7
Deve ter deixado cair.
01:02:35.8 – 01:02:37.7
Os senhores querem beber algo?
01:02:37.8 – 01:02:40.3
- Água, por favor. - O mesmo para mim.
01:02:44.2 – 01:02:45.6
Obrigado.
01:02:45.7 – 01:02:48.4
Não pude deixar de notar...
01:02:48.4 – 01:02:51.2
é parente de Maurice Fischer?
01:02:51.3 – 01:02:55.6
Sou... ele era meu pai.
01:02:56.3 – 01:03:00.3
Foi um homem inspirador. Sinto muito pela sua perda.
01:03:03.4 – 01:03:05.5
- Aqui está. - Obrigado.
01:03:06.8 – 01:03:08.9
Ao seu pai.
01:03:09.3 – 01:03:11.6
Que descanse em paz.
01:04:18.7 – 01:04:20.8
Não podia ter urinado antes de virmos?
01:04:20.8 – 01:04:22.4
Desculpe.
01:04:22.5 – 01:04:24.5
Abusou do champanhe antes da descolagem.
01:04:24.5 – 01:04:26
Muito engraçado.
01:04:26.1 – 01:04:28.7
Ele deve andar à procura de um táxi neste momento.
01:04:40.6 – 01:04:41.9
Imbecil!
01:04:42 – 01:04:44.5
- Meu, o que foi... - Vai andando.
01:05:01.1 – 01:05:02.8
Tenho que ir. Táxi!
01:05:02.8 – 01:05:04.4
Obrigado.
01:05:07 – 01:05:09.9
Certo. 3ª com a Marquee.
01:05:09.9 – 01:05:11.2
O que está a fazer?
01:05:11.3 – 01:05:13
Perdão. Achei que estivesse livre.
01:05:13 – 01:05:14.7
- Mas não está! - Podemos dividir?
01:05:14.8 – 01:05:16.8
Talvez não. Pode encostar para...
01:05:20.6 – 01:05:22.1
Óptimo.
01:05:26.8 – 01:05:28.4
Vamos!
01:05:39.2 – 01:05:42
Há 500 dólares aí dentro e a carteira vale mais do que isso.
01:05:42.1 – 01:05:44.3
Pode deixar-me ao menos na minha paragem.
01:05:44.3 – 01:05:46.4
Temo que... Bolas!
01:05:54.1 – 01:05:55.6
Protejam-no!
01:05:55.7 – 01:05:58
- Baixem-se! - O que se passa?
01:06:02.2 – 01:06:03.8
Isto não estava no projecto.
01:06:05 – 01:06:06.8
Cobb?
01:06:07.1 – 01:06:08.6
Cobb.
01:06:58.1 – 01:06:59.6
Apanha-o!
01:07:06.5 – 01:07:07.9
Estás bem?
01:07:08 – 01:07:12.8
Estou. O Fischer também. A não ser que enjoe no carro.
01:07:12.9 – 01:07:14.5
Saito?
01:07:32.5 – 01:07:34.5
Levem o Fischer para o quarto nas traseiras!
01:07:35.3 – 01:07:37.6
Leve-o para o quarto nas traseiras. Vamos.
01:07:37.6 – 01:07:40
- Ele foi baleado? Está a morrer? - Não sei.
01:07:40.1 – 01:07:41.5
Jesus Cristo.
01:07:41.6 – 01:07:43
Onde estavam? O que houve?
01:07:43 – 01:07:45.1
Fomos bloqueados por um comboio de mercadorias.
01:07:45.1 – 01:07:47.2
Porque pôs um comboio no meio de um cruzamento?
01:07:47.2 – 01:07:48.8
- Não fui eu! - De onde surgiu ele?
01:07:48.9 – 01:07:51.5
Deixa-me perguntar-te. Porque raio fomos emboscados?
01:07:51.5 – 01:07:54.2
Aquelas não eram projecções normais, foram treinadas!
01:07:54.3 – 01:07:56.1
- Tem razão. - Treinadas? Como assim?
01:07:56.2 – 01:07:59.6
Um extractor ensinou o Fischer a defender o subconsciente.
01:07:59.7 – 01:08:03.1
Ele está militarizado. Devia ter aparecido na pesquisa. Desculpe.
01:08:03.1 – 01:08:05.2
- E porque não apareceu? - Acalme-se.
01:08:05.4 – 01:08:07.7
Não me peças para acalmar-me. Era a tua função!
01:08:07.7 – 01:08:09.6
Era a tua responsabilidade!
01:08:09.7 – 01:08:11.6
Devias ter investigado o passado do Fischer.
01:08:11.7 – 01:08:14.2
Não estamos preparados para este tipo de violência!
01:08:14.3 – 01:08:17.5
Já lidamos com sub-segurança antes. Se tivermos cuidado, estará tudo bem.
01:08:17.5 – 01:08:19.7
Não fazia parte do plano. Ele está a morrer!
01:08:19.8 – 01:08:22.1
- Vou poupá-lo da dor. - Não faças isso!
01:08:22.1 – 01:08:23.9
Não faças isso!
01:08:24 – 01:08:25.8
Ele está a sofrer, vou só acordá-lo.
01:08:25.8 – 01:08:27.9
Não. Isso não o acordará.
01:08:28 – 01:08:30
- Como assim? - Não irá acordá-lo.
01:08:30 – 01:08:32.1
Quando morremos num sonho, acordamos.
01:08:32.2 – 01:08:35.4
Não deste. Estamos muito sedados para acordar assim.
01:08:35.4 – 01:08:37.8
Então o que acontecerá quando morrermos?
01:08:37.9 – 01:08:39.4
Cairemos no limbo.
01:08:39.4 – 01:08:40.9
- A sério? - Limbo?
01:08:41 – 01:08:42.8
Um espaço de sonho não construído.
01:08:42.8 – 01:08:44.2
E o que há lá?
01:08:44.3 – 01:08:47.6
Apenas subconsciente infinito e cru. Não existe nada lá.
01:08:47.6 – 01:08:50.9
Excepto o que foi deixado por quem compartilhava um sonho
01:08:50.9 – 01:08:52.6
e que já esteve preso por lá.
01:08:52.7 – 01:08:54.3
O que, em nosso caso, é só você.
01:08:54.4 – 01:08:56.7
Quanto tempo podemos ficar presos por lá?
01:08:56.7 – 01:08:58.9
Não há como escapar até a sedagem...
01:08:59 – 01:09:00.4
Quanto tempo?
01:09:00.5 – 01:09:02.2
Décadas, para sempre. Não sei!
01:09:02.3 – 01:09:04.3
Pergunte-lhe a ele que já lá esteve.
01:09:04.3 – 01:09:05.9
Vamos levá-lo lá para cima.
01:09:06.5 – 01:09:09.6
Fantástico. Obrigado!
01:09:10.4 – 01:09:12.2
Estamos presos na mente do Fischer,
01:09:12.3 – 01:09:14.3
a lutar contra o exército particular dele,
01:09:14.4 – 01:09:17
e se formos mortos, ficaremos perdidos no limbo,
01:09:17 – 01:09:19.7
até os nossos miolos ficarem como ovos mexidos.
01:09:26.1 – 01:09:28.1
Alguém presta os primeiros socorros.
01:09:30.1 – 01:09:32.7
Sabia dos riscos, e não nos contou?
01:09:32.7 – 01:09:34
Não devia haver nenhum risco.
01:09:34.1 – 01:09:36.4
Não sabia que lidaríamos com pessoas armadas.
01:09:36.4 – 01:09:38
Não tinha o direito.
01:09:38.1 – 01:09:39.9
Era a única forma de descer 3 camadas.
01:09:40 – 01:09:42.4
- Sabia disso e concordou? - Confiei nele.
01:09:42.5 – 01:09:45.2
Confiou nele? Ele prometeu-lhe metade da parte dele?
01:09:45.2 – 01:09:47.2
Não. Toda a quantia.
01:09:47.3 – 01:09:50.2
- Disse que já tinha feito isto. - Fez antes? Com a Mal?
01:09:50.3 – 01:09:52.5
- Porque deu muito certo... - Não tem nada a ver com isso.
01:09:52.5 – 01:09:55
Fiz o que precisava para voltar para os meus filhos.
01:09:55 – 01:09:57.3
Por isso trouxe-nos a uma guerra sem saída.
01:09:57.4 – 01:09:59.7
Há uma saída. Se continuarmos com o serviço,
01:09:59.7 – 01:10:01.4
a fazer tudo o mais rápido possível,
01:10:01.5 – 01:10:03.9
poderemos sair, usando o pontapé, como antes.
01:10:04 – 01:10:06.8
Esqueçam. Se avançarmos, aumentaremos os riscos.
01:10:06.8 – 01:10:08.3
Não sairei deste nível.
01:10:08.4 – 01:10:11
A segurança do Fischer está a cercar este lugar.
01:10:11 – 01:10:14
10 horas de voo representam uma semana neste nível.
01:10:14.1 – 01:10:17.1
Significa que todos seremos mortos, posso garantir-vos.
01:10:17.3 – 01:10:20.8
A única opção é continuar e fazer isto o mais rápido possível.
01:10:22.7 – 01:10:25.6
Irmos mais fundo é a única forma de avançarmos.
01:10:26.3 – 01:10:30.4
Preparem-se. Vamos dar-lhe uma sacudidela.
01:10:34.5 – 01:10:37.9
Tenho seguro contra sequestro, cerca de 10 milhões.
01:10:37.9 – 01:10:39.3
É bem simples!
01:10:39.4 – 01:10:41.4
- Cale-se! - Não será.
01:10:41.5 – 01:10:44.8
No escritório do seu pai, nas estantes, há um cofre pessoal.
01:10:44.9 – 01:10:46.7
Precisamos da combinação.
01:10:46.8 – 01:10:48.7
Não sei nada sobre esse cofre.
01:10:48.8 – 01:10:51.5
Não significa que não saiba a combinação.
01:10:52.6 – 01:10:54.7
Diga-nos qual é.
01:10:55.2 – 01:10:56.7
Eu não sei.
01:11:01.9 – 01:11:04.6
Uma fonte segura disse-nos que sabe.
01:11:04.7 – 01:11:06.7
É, que fonte é essa?
01:11:07.9 – 01:11:11.2
- Isto custa 500 dólares? - O que há dentro?
01:11:11.7 – 01:11:15.4
Dinheiro, cartões, identidade. E isto.
01:11:20.4 – 01:11:21.9
É útil?
01:11:23 – 01:11:26.6
Talvez. É a tua vez. Tens uma hora.
01:11:26.6 – 01:11:28.2
Uma hora?
01:11:28.5 – 01:11:31.2
Eu ia ter a noite toda para descobrir isso.
01:11:31.2 – 01:11:33.9
E o Saito não devia ter levado um tiro no peito.
01:11:34 – 01:11:36.7
Tens uma hora, consegue algo útil. Por favor...
01:11:39.3 – 01:11:41.1
O que é aquilo?
01:11:41.1 – 01:11:42.9
A nossa fonte.
01:11:46.4 – 01:11:48.2
Tio Peter.
01:11:49.1 – 01:11:50.8
Faça-os parar.
01:11:51.6 – 01:11:53.6
- A combinação? - Não sei.
01:11:53.7 – 01:11:55.7
Porque é que o Browning diz que você sabe?
01:11:55.8 – 01:11:59.2
Não sei. Deixe-me falar com ele e descobrirei.
01:12:01.7 – 01:12:04.5
Tem uma hora! Comece a falar.
01:12:06.5 – 01:12:08
Está bem?
01:12:09.3 – 01:12:10.9
Tudo bem?
01:12:14.4 – 01:12:17.4
Estes canalhas torturam-me há dois dias.
01:12:18.8 – 01:12:21.3
Têm alguém com acesso ao escritório do teu pai,
01:12:21.3 – 01:12:23.2
e tentam abrir o cofre.
01:12:23.3 – 01:12:26.2
Acham que eu sei a combinação, mas não sei.
01:12:26.2 – 01:12:28.2
Nem eu. Então...
01:12:28.6 – 01:12:30.1
O quê?
01:12:30.2 – 01:12:32.4
Maurice disse-me que quando ele morresse,
01:12:32.4 – 01:12:33.9
só tu poderias abri-lo.
01:12:34 – 01:12:36
Ele nunca me deu nenhuma combinação.
01:12:36.4 – 01:12:37.8
Talvez tenha dado...
01:12:37.9 – 01:12:40.6
talvez tu não soubesses que era uma combinação.
01:12:40.7 – 01:12:42.2
E o que seria então?
01:12:42.3 – 01:12:44.4
Não sei, alguma combinação significativa
01:12:44.5 – 01:12:48.4
baseada nas tuas experiências com o Maurice.
01:12:50.4 – 01:12:54.7
Não tivemos muitas experiências significativas juntos.
01:12:55.4 – 01:12:57.2
Talvez após a morte da tua mãe.
01:12:59.2 – 01:13:02.4
Após a morte da minha mãe, sabe o que ele me disse?
01:13:03.3 – 01:13:08.3
"Robert, não há nada a ser dito. "
01:13:09.6 – 01:13:14.1
- Ele não era muito sentimental. - Eu tinha 11 anos, tio Peter!
01:13:14.9 – 01:13:18
- Como está ele? - Com muitas dores.
01:13:18.1 – 01:13:21
Nos níveis mais profundos, a dor será menos intensa.
01:13:21.1 – 01:13:23.7
E se ele morrer?
01:13:24.4 – 01:13:26.4
Na pior das hipóteses,
01:13:26.5 – 01:13:28.8
quando ele acordar, a mente terá desaparecido.
01:13:28.8 – 01:13:33
Cobb, vou cumprir o nosso acordo.
01:13:33.2 – 01:13:36.2
Agradeço, Saito. Mas quando você acordar,
01:13:36.2 – 01:13:38.9
não se lembrará que tínhamos um acordo.
01:13:38.9 – 01:13:41.4
O limbo tornar-se-á a sua realidade.
01:13:41.5 – 01:13:45.5
Ficará tanto tempo perdido por lá, que irá ficar velho.
01:13:45.5 – 01:13:48.1
Cheio de arrependimentos.
01:13:48.7 – 01:13:50.4
À espera de morrer sozinho.
01:13:50.4 – 01:13:53.3
Não. Eu voltarei...
01:13:53.4 – 01:13:56.9
e seremos jovens juntos, outra vez.
01:14:02.9 – 01:14:04.4
Respire.
01:14:04.5 – 01:14:06.8
Vão-nos matar se não dermos a combinação.
01:14:06.8 – 01:14:08.2
Eles só querem o resgate.
01:14:08.3 – 01:14:13.3
Eu ouvi-os, vão prender-nos naquela carrinha e atirá-la ao rio.
01:14:13.4 – 01:14:17.6
- Certo. O que há no cofre? - Algo para ti.
01:14:18.3 – 01:14:19.8
Maurice sempre disse que era...
01:14:19.9 – 01:14:22.4
o presente mais precioso para ti.
01:14:22.8 – 01:14:24.2
Um testamento.
01:14:24.3 – 01:14:26.3
O testamento já foi executado.
01:14:26.4 – 01:14:27.8
É um outro.
01:14:27.9 – 01:14:30.2
Invalidaria o anterior, se tu o quisesses.
01:14:30.3 – 01:14:33.3
Divide os negócios integrantes da Fischer Morrow,
01:14:33.3 – 01:14:36.4
poderia ser o fim do império tal como o conhecemos.
01:14:36.6 – 01:14:38.7
Destruir a minha herança?
01:14:40.8 – 01:14:42.8
Porque iria ele sugerir tal coisa?
01:14:42.8 – 01:14:44.9
Não sei.
01:14:46.6 – 01:14:48.5
Ele amava-te, Robert.
01:14:49.4 – 01:14:52.4
- Ao modo dele. - Ao modo dele...
01:14:54 – 01:14:59.1
No final, ele chamou-me ao seu leito de morte.
01:14:59.5 – 01:15:01.7
Ele mal falava.
01:15:02.4 – 01:15:06.4
Mas esforçou-se para me dizer uma última coisa.
01:15:09.4 – 01:15:11.4
Puxou-me para perto dele,
01:15:13.6 – 01:15:18.2
e só consegui distinguir uma palavra...
01:15:21.9 – 01:15:24.4
"Decepcionado".
01:15:29.3 – 01:15:31.3
Quando esteve no limbo?
01:15:31.4 – 01:15:34
Pode ter convencido o resto da equipa
01:15:34.1 – 01:15:37.3
a continuar com este trabalho, mas eles não sabem a verdade.
01:15:37.3 – 01:15:38.7
Verdade? Que verdade?
01:15:38.8 – 01:15:40.2
A verdade que a qualquer instante,
01:15:40.3 – 01:15:43.5
pode fazer o comboio de mercadorias atravessar a parede.
01:15:43.5 – 01:15:46.7
A verdade que a Mal impregna sobre o seu subconsciente.
01:15:46.8 – 01:15:49.5
E a verdade que ao nos aprofundarmos no Fischer,
01:15:49.5 – 01:15:51.7
nos aprofundamos em si.
01:15:52.6 – 01:15:55.6
Não sei se vamos gostar do que iremos encontrar.
01:15:59.6 – 01:16:01.1
Trabalhávamos juntos,
01:16:01.2 – 01:16:04.8
explorando o conceito de um sonho dentro de outro.
01:16:04.8 – 01:16:06.2
Eu forçava os limites.
01:16:06.3 – 01:16:08
Queria ir cada vez mais fundo,
01:16:08 – 01:16:10.1
queria ir mais além.
01:16:10.3 – 01:16:15.6
Eu só não entendia que as horas podiam tornar-se anos lá.
01:16:15.7 – 01:16:18.8
E que podíamos ficar presos de forma tão profunda que...
01:16:19.1 – 01:16:22.7
acabaríamos por ir parar nas margens do nosso próprio subconsciente.
01:16:22.7 – 01:16:25.7
Perdemos a noção do que era real.
01:16:31.5 – 01:16:34.5
Criámos e construímos um mundo para nós mesmos.
01:16:35.9 – 01:16:38.2
Fizemos isso durante anos.
01:16:38.9 – 01:16:40.9
Construímos o nosso próprio mundo.
01:16:42.1 – 01:16:44.6
Durante quanto tempo ficaram presos?
01:16:44.6 – 01:16:46.9
Cerca de 50 anos.
01:16:50.7 – 01:16:52.3
Jesus.
01:16:53.8 – 01:16:55.8
Como aguentaram?
01:16:55.9 – 01:16:58.9
Não foi mau no início. Sentíamo-nos como deuses.
01:16:58.9 – 01:17:01.8
O problema era saber que nada daquilo era real.
01:17:01.9 – 01:17:04.8
No final, para mim tornou-se impossível viver daquela forma.
01:17:04.8 – 01:17:06.5
E quanto a ela?
01:17:09.4 – 01:17:13.7
Ela tinha escondido algo bem lá no fundo.
01:17:15.1 – 01:17:17.9
A verdade que ela um dia conhecera,
01:17:17.9 – 01:17:20.7
mas que tinha preferido esquecer.
01:17:23 – 01:17:26.1
O limbo tornou-se a realidade dela.
01:17:27.1 – 01:17:29.2
O que aconteceu quando acordaram?
01:17:29.3 – 01:17:33.8
Acordar daquilo após anos, após décadas...
01:17:33.9 – 01:17:38.7
Duas almas velhas que retornam à juventude daquele maneira...
01:17:38.7 – 01:17:43.6
Sabia que havia algo de errado com ela, mas ela não admitia.
01:17:44.8 – 01:17:47.9
No fim, ela disse-me a verdade.
01:17:47.9 – 01:17:50.9
Ela estava possuída por uma ideia.
01:17:51 – 01:17:56.6
Uma ideia muito simples, mas que mudou tudo.
01:17:57.6 – 01:18:00.6
De que o nosso mundo não era real.
01:18:00.8 – 01:18:05.6
E que ela precisava acordar para voltar à realidade...
01:18:06.1 – 01:18:08.9
e que para voltarmos para casa...
01:18:09.6 – 01:18:12.1
tínhamos que matar-nos.
01:18:17.8 – 01:18:19.9
Mas e os vossos filhos?
01:18:20 – 01:18:22.2
Ela achava que eram projecções.
01:18:22.3 – 01:18:25.4
Que os nossos verdadeiros filhos esperavam-nos em algum lugar.
01:18:25.5 – 01:18:27.1
- Sou a mãe deles! - Acalma-te.
01:18:27.1 – 01:18:28.6
Achas que não sei a diferença?
01:18:28.7 – 01:18:30.6
Se é o meu sonho, porque não o controlo?
01:18:30.6 – 01:18:32.5
Porque não sabes que estás a sonhar!
01:18:32.6 – 01:18:35.2
Ela tinha a certeza que eu não podia fazer nada.
01:18:35.3 – 01:18:39.2
Não importava o quanto lhe pedisse, o quanto lhe suplicasse.
01:18:41.8 – 01:18:45
Ela queria matar-se, mas não conseguia fazê-lo sozinha.
01:18:45 – 01:18:47.4
Ela amava-me demasiado. Então...
01:18:47.5 – 01:18:51.3
Ela criou um plano durante nosso aniversário de casamento.
01:19:17.5 – 01:19:19.3
Querida, o que é estás a fazer?
01:19:19.4 – 01:19:23.3
- Junta-te a mim. - Volta para dentro. Está bem?
01:19:23.3 – 01:19:25.9
- Volta para dentro. Vamos. - Não.
01:19:26.7 – 01:19:29.8
Vou saltar e tu vens comigo.
01:19:29.8 – 01:19:33
Não, não vou. Agora ouve-me.
01:19:33.8 – 01:19:37.4
Se saltares, não irás acordar. Lembras-te?
01:19:37.4 – 01:19:41.1
Irás morrer. Agora volta para dentro. Vamos.
01:19:41.2 – 01:19:43.6
Entra para podermos conversar.
01:19:43.6 – 01:19:45.6
Já conversámos muito.
01:19:47 – 01:19:48.4
Mal.
01:19:48.5 – 01:19:51
Vem até ao parapeito ou eu salto agora.
01:19:51 – 01:19:52.8
Está bem.
01:19:56.1 – 01:19:58.6
Vamos conversar.
01:19:58.6 – 01:20:00.5
Combinado?
01:20:00.6 – 01:20:03.5
Estou a pedir-te para que confies em mim.
01:20:03.5 – 01:20:05.6
Não, amor.
01:20:06.2 – 01:20:09.2
Não posso. Sabes que não posso fazer isso.
01:20:09.2 – 01:20:12.3
Pára um segundo e pensa nos nossos filhos.
01:20:12.3 – 01:20:14.4
Pensa no James.
01:20:15 – 01:20:16.7
Pensa na Phillipa.
01:20:16.8 – 01:20:20.1
Se eu for sem ti, eles vão levá-los na mesma.
01:20:20.2 – 01:20:21.7
Como assim?
01:20:21.8 – 01:20:23.7
Enviei uma carta ao nosso advogado
01:20:23.8 – 01:20:27.1
a dizer que temia pela minha segurança.
01:20:29.2 – 01:20:31.7
Que ameaçaste matar-me.
01:20:34 – 01:20:37.1
- Porque fizeste isso? - Eu amo-te, Dom.
01:20:37.1 – 01:20:38.6
Porque fizeste isso?
01:20:38.7 – 01:20:42.1
Eu libertei-te da culpa de ter que deixá-los.
01:20:42.2 – 01:20:45.2
Nós vamos para casa. Para os nossos filhos verdadeiros.
01:20:45.3 – 01:20:48.9
Não, não. Mal, ouve-me. Olha para mim, por favor.
01:20:49 – 01:20:52.9
- Estás à espera de um comboio. - Mal, não faças isso!
01:20:53 – 01:20:55
Um comboio te levará para muito longe.
01:20:55 – 01:20:57.1
James e Phillipa estão à nossa espera!
01:20:57.1 – 01:20:58.9
Esperas que esse comboio te leve.
01:20:59 – 01:21:01.2
- À nossa espera! - Mas não tens certeza.
01:21:01.3 – 01:21:03.4
- Mal, olha para mim! - Mas não faz diferença...
01:21:03.5 – 01:21:06.8
- Maldição, Mal, ouve-me! - ... porque estaremos juntos.
01:21:06.8 – 01:21:09.3
Querida! Olha para mim.
01:21:09.4 – 01:21:11.9
Mal, não! Meu Deus!
01:21:15.3 – 01:21:19.5
Ela foi declarada sã por 3 psiquiatras diferentes.
01:21:19.5 – 01:21:21.6
O que tornou impossível para mim tentar
01:21:21.7 – 01:21:23.8
explicar a natureza da loucura dela.
01:21:23.8 – 01:21:25.5
Por isso, fugi.
01:21:26.4 – 01:21:29.8
É agora ou nunca, Cobb.
01:21:35.6 – 01:21:37
"James. Phillipa. "
01:21:38.7 – 01:21:40
"Vamos entrar. "
01:21:40.2 – 01:21:41.7
Tudo bem. Vamos.
01:21:41.8 – 01:21:46.2
Abandonei os meus filhos, e venho a tentar voltar desde então.
01:21:46.2 – 01:21:50.5
É a sua culpa que a define. É o que lhe dá poder.
01:21:50.5 – 01:21:54.8
Mas você não é responsável pela ideia que a destruiu.
01:21:54.9 – 01:21:59.7
E para termos sucesso nisto, terá que se perdoar.
01:21:59.7 – 01:22:02.5
E terá que enfrentá-la.
01:22:02.6 – 01:22:04.7
Mas não precisa fazer isso sozinho.
01:22:04.8 – 01:22:07.5
- Não, não. - Faço isto pelos outros.
01:22:07.5 – 01:22:10
Porque eles não têm ideia do risco
01:22:10 – 01:22:12.5
que correm a vir aqui consigo.
01:22:17.5 – 01:22:19.1
Temos que ir.
01:22:19.4 – 01:22:21.7
- O tempo acabou. - Certo.
01:22:21.8 – 01:22:25.4
Não sei a combinação. Pelo menos não conscientemente.
01:22:25.4 – 01:22:27.2
Que tal instintivamente?
01:22:27.3 – 01:22:29.8
Há alguém no escritório do seu pai agora mesmo
01:22:30 – 01:22:31.7
pronto para tentar a combinação.
01:22:31.8 – 01:22:34.8
Dê-me os 6 primeiros números que vêm à sua mente agora.
01:22:34.8 – 01:22:37
- Não faço a menor ideia. - Agora!
01:22:37 – 01:22:39.6
Eu disse agora! Agora!
01:22:39.6 – 01:22:43.6
528491.
01:22:47 – 01:22:50.9
Terá que se esforçar mais. Certo. Encapuze-os.
01:22:50.9 – 01:22:52.9
Vamos passear.
01:22:56.6 – 01:22:58.6
Valemos mais vivos.
01:22:58.6 – 01:23:00.7
Ouviu?
01:23:06 – 01:23:07.9
O que conseguis-te?
01:23:08 – 01:23:11.2
O relacionamento dele com o pai é pior do que pensávamos.
01:23:11.3 – 01:23:12.7
E como isso nos ajudará?
01:23:12.8 – 01:23:15.7
Quanto mais forte a mágoa, mais poderosa é a catarse.
01:23:16.3 – 01:23:18.6
Como iremos reconciliá-los se são tão afastados?
01:23:18.6 – 01:23:20.9
- Estou a trabalhar nisso. - Seja mais rápido.
01:23:20.9 – 01:23:23.2
As projecções estão a aproximar-se muito rápido.
01:23:23.3 – 01:23:26.7
Temos que sair daqui antes que fiquemos encurralados.
01:24:01.9 – 01:24:03.2
Bolas.
01:24:03.3 – 01:24:06.2
Não deve ter medo de sonhar um pouco mais alto, meu caro.
01:24:22 – 01:24:24.1
Precisamos transferir essa animosidade...
01:24:24.1 – 01:24:25.4
do pai para o padrinho.
01:24:25.5 – 01:24:28.1
Vai destruir o seu único relacionamento positivo?
01:24:28.2 – 01:24:30.5
Não. Repararemos a relação dele com o pai...
01:24:30.5 – 01:24:32.8
expondo a verdadeira natureza do padrinho dele.
01:24:32.9 – 01:24:35.7
Devemos cobrar ao Fischer muito mais do que ao Saito por este serviço.
01:24:35.7 – 01:24:39
E quanto à segurança? Ficará pior à medida que descermos.
01:24:39 – 01:24:40.9
Acho que devemos usar o Sr. Charles.
01:24:40.9 – 01:24:42.6
- Não. - Quem é o Sr. Charles?
01:24:42.7 – 01:24:45.3
- É uma péssima ideia. - Quando entrarmos no hotel...
01:24:45.3 – 01:24:47.2
os seguranças virão para cima de nós.
01:24:47.3 – 01:24:49.6
Corremos com o Sr. Charles como no caso Stein.
01:24:49.6 – 01:24:51.6
- Já fizeram isso? - Já. E não funcionou.
01:24:51.6 – 01:24:53.5
O sujeito notou que estava a sonhar...
01:24:53.5 – 01:24:55.4
e o subconsciente dele acabou connosco.
01:24:55.5 – 01:24:57.2
Excelente! Mas aprendemos muito, não?
01:24:57.4 – 01:24:59.8
- Precisamos de uma distracção. - Sem problema.
01:24:59.8 – 01:25:02.2
Que tal uma bela mulher, como já usei antes?
01:25:02.3 – 01:25:05.9
Ouça-me, conduza com cuidado. Vai haver muita instabilidade.
01:25:10.8 – 01:25:12.2
Não fale cedo demais.
01:25:12.3 – 01:25:15
Só temos uma oportunidade para o pontapé, temos de conseguir.
01:25:15 – 01:25:18.3
Tocarei a música para avisar a hora. O resto é com vocês.
01:25:18.3 – 01:25:19.8
- Estão prontos? - Prontos!
01:25:20.9 – 01:25:22.4
Bons sonhos.
01:25:22.5 – 01:25:24.8
Estou a aborrecê-lo?
01:25:24.9 – 01:25:27.8
Estava a contar-lhe a minha história.
01:25:27.8 – 01:25:29.9
Acho que não estava a gostar.
01:25:30.4 – 01:25:33.5
Tenho muitas coisas em mente.
01:25:34.8 – 01:25:36.9
Lá vai o Sr. Charles.
01:25:41.3 – 01:25:44.1
Sr. Fischer, certo?
01:25:44.2 – 01:25:47.8
Prazer em revê-lo. Sou Rod Green, do marketing.
01:25:49 – 01:25:51.9
- E você deve ser... - Estou de saída.
01:25:54.6 – 01:25:56.8
Caso fique aborrecido.
01:26:01.4 – 01:26:03.3
Ela deve ter-lhe dado um fora.
01:26:03.4 – 01:26:06.8
A não ser que o telefone dela tenha só 6 dígitos.
01:26:07.8 – 01:26:10.3
Forma estranha de se fazer amigos,
01:26:10.3 – 01:26:12.8
a roubar a sua carteira assim.
01:26:16.3 – 01:26:20.1
- Maldição. A carteira valia... - 500 dólares, certo?
01:26:20.2 – 01:26:23.6
Não se preocupe. O meu pessoal está a cuidar disso agora mesmo.
01:26:23.6 – 01:26:25.3
Quem ou o que é o Sr. Charles?
01:26:25.4 – 01:26:27.2
É um ardil para jogar o Sr. Fischer
01:26:27.3 – 01:26:29.3
contra seu o próprio subconsciente.
01:26:29.3 – 01:26:30.6
E porque não o aprova?
01:26:30.7 – 01:26:33.2
Porque envolve dizer a ele que está a sonhar.
01:26:33.2 – 01:26:35.1
E também porque atrai muita atenção.
01:26:35.2 – 01:26:37.7
Mas o Cobb não disse para nunca fazermos isso?
01:26:37.7 – 01:26:40.2
Agora percebeu quantas vezes o Cobb passa
01:26:40.3 – 01:26:42.9
a fazer coisas que diz para nunca se fazer.
01:26:44.7 – 01:26:46.5
Sr. Saito, pode dar-me um minuto?
01:26:46.5 – 01:26:48.3
Desculpe, mas...
01:26:49.8 – 01:26:51.8
Parece mais animado.
01:26:51.9 – 01:26:54
Muito engraçado, Sr. Eames.
01:27:00.1 – 01:27:04
- Turbulência no avião? - Não, foi muito mais perto.
01:27:04 – 01:27:05.5
É o Yusuf a conduzir.
01:27:13.8 – 01:27:18.2
- Desculpe. Quem disse que era? - Rod Green, do marketing.
01:27:18.8 – 01:27:20.9
Mas isso não é verdade, pois não?
01:27:22.2 – 01:27:26.1
Meu nome é Sr. Charles. Lembra-se de mim, não é?
01:27:26.2 – 01:27:28.9
Sou o chefe da sua segurança aqui em baixo.
01:27:29 – 01:27:31.5
Desça num andar diferente e continue a andar.
01:27:31.6 – 01:27:34.1
Livre-se da carteira. Os seguranças vão procurá-la.
01:27:34.2 – 01:27:35.5
Certo.
01:27:35.6 – 01:27:37.7
Precisamos de dar mais tempo ao Cobb.
01:27:41.4 – 01:27:43.4
Segurança?
01:27:44.8 – 01:27:47.5
- Trabalha para o hotel? - Não, não.
01:27:47.6 – 01:27:52
Sou especialista num tipo de segurança muito específica.
01:27:52 – 01:27:56.4
- Segurança do subconsciente. - Está a falar de sonhos?
01:27:56.4 – 01:27:59.8
Está a falar de "extracção"?
01:27:59.9 – 01:28:02.4
Estou aqui para protegê-lo.
01:28:15.1 – 01:28:18.4
Sr. Fischer, estou aqui para protegê-lo caso alguém
01:28:18.4 – 01:28:21.8
tente aceder à sua mente através dos seus sonhos.
01:28:21.8 – 01:28:24.6
O senhor não está seguro aqui.
01:28:25 – 01:28:26.9
Estão a vir atrás do senhor.
01:28:45.1 – 01:28:47.2
Tempo estranho, não?
01:28:52 – 01:28:53.6
Sentiu isso?
01:28:54.6 – 01:28:56.1
O que está a acontecer?
01:28:56.2 – 01:28:58.2
O Cobb está a chamar a atenção do Fischer
01:28:58.2 – 01:28:59.7
para a estranheza do sonho.
01:28:59.8 – 01:29:01.8
O que faz com que o subconsciente dele
01:29:01.8 – 01:29:03.3
procure pelo sonhador.
01:29:03.4 – 01:29:05.7
Por mim. Depressa. Beije-me.
01:29:10.7 – 01:29:12.8
Ainda estão a olhar para nós.
01:29:12.8 – 01:29:14.8
Mas valeu a pena tentar.
01:29:15.4 – 01:29:17
É melhor sairmos daqui.
01:29:32.7 – 01:29:34
Sente isto?
01:29:34.1 – 01:29:36.6
O senhor foi treinado para isto, Sr. Fischer.
01:29:36.8 – 01:29:39.2
Preste atenção na estranheza do tempo.
01:29:39.2 – 01:29:40.7
A mudança da gravidade.
01:29:40.8 – 01:29:44.4
Nada disto é real. Está num sonho.
01:29:48.5 – 01:29:51
A maneira mais fácil de testar-se a si mesmo
01:29:51.1 – 01:29:54
é tentar lembrar-se como chegou a este hotel.
01:29:54 – 01:29:55.5
Consegue fazer isso?
01:29:55.5 – 01:29:57.5
Sim, eu...
01:29:57.6 – 01:30:00.2
Respire. Respire. Lembre-se do seu treino.
01:30:00.2 – 01:30:02.1
Aceite o facto de que está num sonho
01:30:02.2 – 01:30:04.1
e que eu estou aqui para protegê-lo.
01:30:04.1 – 01:30:05.6
Vá em frente.
01:30:11.4 – 01:30:14.5
- Você não é real? - Não. Não.
01:30:14.9 – 01:30:17.6
Sou uma projecção do seu subconsciente.
01:30:17.6 – 01:30:19.1
Fui enviado para protegê-lo
01:30:19.2 – 01:30:22.2
caso os extractores tentem levá-lo para um sonho.
01:30:22.3 – 01:30:25.9
E acredito que é o que está a acontecer agora, Sr. Fischer.
01:30:27.8 – 01:30:29.6
Certo.
01:30:29.6 – 01:30:31.4
Entendi.
01:30:33.6 – 01:30:35.7
Pode tirar-me daqui?
01:30:36.6 – 01:30:39.4
É para já. Venha comigo.
01:30:44 – 01:30:45.3
Tudo bem.
01:30:53.6 – 01:30:55.4
O que é isto?
01:30:59.5 – 01:31:01.5
Jesus Cristo! O que está a fazer?
01:31:01.6 – 01:31:04.5
Estes homens foram enviados para sequestrá-lo, certo?
01:31:04.6 – 01:31:07.4
Se quiser a minha ajuda, terá de ficar calmo.
01:31:08.7 – 01:31:11.6
Preciso que coopere comigo, Sr. Fischer.
01:31:22.7 – 01:31:26.6
Se isto é um sonho, só preciso de matar-me para acordar, certo?
01:31:26.6 – 01:31:28.9
Não faria isso se fosse o senhor, Sr. Fischer.
01:31:29.1 – 01:31:32.2
Acho que o sedaram. Se puxar esse gatilho...
01:31:32.7 – 01:31:34.2
pode não acordar.
01:31:34.9 – 01:31:38.1
Pode entrar num estágio mais profundo de sonho.
01:31:38.1 – 01:31:40.2
Sabe do que estou a falar.
01:31:41.5 – 01:31:43.9
Lembre-se do treino.
01:31:44.2 – 01:31:46.2
Lembre-se do que lhe disse.
01:31:46.8 – 01:31:48.3
Dê-me a arma.
01:31:59 – 01:32:01.6
Este quarto é logo abaixo do 528?
01:32:01.6 – 01:32:03.1
Sim.
01:32:11.6 – 01:32:16.2
Pense Sr. Fizer, do que se lembra antes deste sonho?
01:32:17.4 – 01:32:22.4
Houve um grande tiroteio. Estava a chover.
01:32:23.3 – 01:32:25.1
O tio Peter.
01:32:25.6 – 01:32:28.3
- Fomos sequestrados. - Onde estavam presos?
01:32:31 – 01:32:33
Puseram-nos na traseira duma carrinha.
01:32:33 – 01:32:35
Isso explica as alterações na gravidade.
01:32:35.1 – 01:32:38.1
Está na traseira de uma carrinha neste instante. Continue.
01:32:38.1 – 01:32:43
Tem algo a ver com... um cofre.
01:32:43.8 – 01:32:45.4
Porque é tão difícil lembrar-me?
01:32:45.5 – 01:32:48.1
É como tentar lembrar-se de um sonho depois de acordar,
01:32:48.2 – 01:32:50.6
requer anos de prática.
01:32:50.7 – 01:32:53.3
O senhor e o Bowling foram postos neste sonho
01:32:53.3 – 01:32:56.5
porque estão a tentar roubar algo da sua mente.
01:32:56.5 – 01:32:59.8
Preciso que se concentre e que se lembre o que é.
01:32:59.8 – 01:33:03.1
- O que é, Sr. Fizer? Pense! - Uma combinação.
01:33:03.2 – 01:33:06.4
Eles queriam os primeiros números que me viessem à mente.
01:33:06.4 – 01:33:08.9
Tentavam extrair o número do seu subconsciente.
01:33:09 – 01:33:10.8
Pode representar qualquer coisa.
01:33:10.8 – 01:33:12.2
Estamos num hotel agora.
01:33:12.9 – 01:33:16.4
Vamos tentar o número do quarto. Qual era o número, Sr. Fizer?
01:33:16.5 – 01:33:19.6
Tente lembrar-se. É muito importante.
01:33:19.6 – 01:33:24
5... 2... era um número...
01:33:24.1 – 01:33:26.1
É o suficiente. Começaremos por aí.
01:33:26.1 – 01:33:27.6
- Quinto andar. - Certo.
01:33:27.7 – 01:33:31.6
- Vai usar um temporizador? - Não, eu mesmo a detonarei.
01:33:32 – 01:33:34
Enquanto estiverem a dormir no 528,
01:33:34 – 01:33:35.5
espero o pontapé do Yusuf.
01:33:35.6 – 01:33:37.6
- Como saberá? - A música será o sinal.
01:33:37.7 – 01:33:39.9
Quando a carrinha atingir a cabeceira da ponte,
01:33:40 – 01:33:41.8
não haverá como enganar-se.
01:33:41.9 – 01:33:44.7
Obteremos um bom pontapé sincronizado.
01:33:44.7 – 01:33:47.5
Se for cedo demais, não sairemos.
01:33:47.6 – 01:33:51
Se for tarde demais, não conseguirei derrubar-nos.
01:33:51 – 01:33:52.4
Porque não?
01:33:52.5 – 01:33:54.5
Porque a carrinha estará em queda livre.
01:33:55.5 – 01:33:57.5
Não há como derrubá-los sem gravidade.
01:33:57.6 – 01:33:59.2
Entendi.
01:34:03.3 – 01:34:05.2
Estão comigo.
01:34:30.5 – 01:34:33.3
- Sr. Charles! - Reconhece isto, Sr. Fischer?
01:34:33.4 – 01:34:34.9
Creio que sim.
01:34:35 – 01:34:37
Estavam a tentar fazê-lo dormir.
01:34:37 – 01:34:38.3
Já estou a dormir.
01:34:38.4 – 01:34:41.8
- A dormir de novo. - Um sonho dentro de outro?
01:34:43.5 – 01:34:46.2
- Vejo que mudou. - Perdão?
01:34:48 – 01:34:51.5
Desculpe, confundi-o com um amigo.
01:34:52.9 – 01:34:54.9
Certamente alguém com boa aparência.
01:34:56.8 – 01:34:59.2
Aquela é a projecção do Browning, do Fischer.
01:34:59.3 – 01:35:01.1
Vamos segui-lo, para ver como age.
01:35:01.1 – 01:35:02.6
Porquê?
01:35:02.7 – 01:35:04.9
Porque o modo de agir dir-nos-á se o Fischer
01:35:04.9 – 01:35:06.6
suspeita do Browning como queremos.
01:35:12.1 – 01:35:13.5
Tio Peter?
01:35:13.6 – 01:35:15.4
Disse que foram sequestrados juntos?
01:35:15.5 – 01:35:18.6
Não, já estavam com ele, eles estavam a torturá-lo.
01:35:18.6 – 01:35:20.7
Viu-o ser torturado?
01:35:27.3 – 01:35:29.8
Os sequestradores trabalham para si?
01:35:30.4 – 01:35:31.9
Robert...
01:35:32 – 01:35:35.8
Está a tentar abrir o cofre para alterar o testamento?
01:35:35.8 – 01:35:38.8
Dediquei minha vida àquela empresa.
01:35:38.9 – 01:35:40.8
Não posso deixar que a destruas.
01:35:40.9 – 01:35:44.2
Não vou deitar fora a minha herança, porque faria eu isso?
01:35:44.2 – 01:35:47.6
Não podia deixar que caísses no último truque do teu pai.
01:35:47.9 – 01:35:49.9
- Truque? - O testamento, Robert.
01:35:50 – 01:35:53.3
Esse testamento é a última injúria dele.
01:35:53.4 – 01:35:56.9
Um desafio para que construas algo sózinho.
01:35:57 – 01:36:01.1
Ao dizer-te que não mereces o que ele conseguiu durante a vida.
01:36:06.5 – 01:36:10
É claro. Ele estava decepcionado.
01:36:10.2 – 01:36:11.8
Desculpa-me.
01:36:13 – 01:36:16.4
Mas... ele estava enganado.
01:36:16.5 – 01:36:20
Tu consegues construir uma empresa melhor do que ele.
01:36:20.1 – 01:36:22.6
Sr. Fischer, ele está a mentir.
01:36:22.7 – 01:36:25
- Como sabe? - Confie em mim, é o meu trabalho.
01:36:25.1 – 01:36:28
Ele está a esconder algo e precisamos de saber o que é.
01:36:29.3 – 01:36:33
Preciso que lhe faça o mesmo que ele ia fazer consigo.
01:36:34.6 – 01:36:36.7
Entrar no subconsciente dele e descobrir...
01:36:36.7 – 01:36:38.7
o que ele não quer que saiba.
01:36:40.4 – 01:36:41.9
Certo.
01:36:47.4 – 01:36:48.9
Está a dormir.
01:36:49 – 01:36:51.5
Espere, vamos entrar no subconsciente de quem?
01:36:51.5 – 01:36:54.1
Do Fischer, mas eu disse que era no do Browning,
01:36:54.1 – 01:36:55.8
para ele fazer parte da nossa equipa.
01:36:55.9 – 01:36:58.4
Ele irá ajudar-nos a invadir o próprio subconsciente.
01:36:58.5 – 01:37:00
Isso mesmo.
01:37:00.2 – 01:37:02.2
Os seguranças vão caçar-vos.
01:37:02.5 – 01:37:04.8
Vou fazê-los correr em círculos.
01:37:04.9 – 01:37:08
- Mas volte antes do pontapé. - Durma, Sr. Eames.
01:37:13.4 – 01:37:14.9
Está bem?
01:37:17.2 – 01:37:18.6
Está pronto?
01:37:18.7 – 01:37:22.3
Sim. Estou bem. Estou pronto.
01:37:35.1 – 01:37:36.6
Cobb?
01:37:36.9 – 01:37:38.3
Cobb.
01:37:38.4 – 01:37:39.9
O que há lá em baixo?
01:37:42.9 – 01:37:45.6
A verdade que queremos que o Fischer acredite.
01:37:45.6 – 01:37:47.9
Quis dizer, o que há lá em baixo para si?
01:40:24.2 – 01:40:25.7
Viram isso?
01:40:44.5 – 01:40:46.2
Eames, este é o seu sonho,
01:40:46.3 – 01:40:49.5
preciso que leve os seguranças para longe do complexo. Certo?
01:40:49.5 – 01:40:51.8
- E quem vai levar o Fischer? - Eu não posso.
01:40:51.9 – 01:40:54.2
Se eu souber a rota, poderei comprometer tudo.
01:40:54.3 – 01:40:57
- Eu projectei o lugar. - Você fica comigo.
01:40:57 – 01:40:59
Eu posso fazer isso.
01:40:59.1 – 01:41:01.7
Explique-lhe a rota até ao complexo.
01:41:01.7 – 01:41:04.3
- Fischer, vá com ele. - Certo.
01:41:04.3 – 01:41:06.2
Saúde.
01:41:06.3 – 01:41:08.5
Deixe isto ligado, ouvirei o tempo todo.
01:41:08.6 – 01:41:11.4
As janelas do andar superior são grandes o bastante
01:41:11.4 – 01:41:14
para que eu os cubra da torre sul. Está a ver?
01:41:14 – 01:41:15.4
Você não vem?
01:41:15.5 – 01:41:17.5
Para descobrir a verdade sobre o seu pai
01:41:17.6 – 01:41:20.1
terá de invadir sozinho a mente do Browning.
01:41:21.1 – 01:41:23
Vamos, Fischer.
01:42:18 – 01:42:20
Soem o alarme!
01:42:20.6 – 01:42:22.7
Vamos!
01:42:40.5 – 01:42:42
Está na hora...
01:42:52.9 – 01:42:54.4
Espero que esteja pronto!
01:43:03.7 – 01:43:05.2
Não. É cedo demais.
01:43:11.4 – 01:43:15.4
Cobb, está a ouvir? Começou há 20 minutos...
01:43:15.5 – 01:43:19.8
- Pensei que fosse o vento. - Estou a ouvir, é música.
01:43:19.8 – 01:43:23
- Então, o que fazemos? - Apressamo-nos.
01:43:28.1 – 01:43:30.2
O Yusuf está a 10 segundos do salto.
01:43:32.5 – 01:43:34.5
O que dá 3 minutos ao Arthur.
01:43:38.3 – 01:43:40
- Quanto tempo temos? - 60 minutos.
01:43:40.1 – 01:43:41.9
Eles poderão concluir a rota numa 1 hora?
01:43:41.9 – 01:43:43.8
Terão de descer até ao terraço do meio.
01:43:43.9 – 01:43:45.8
Então precisam duma rota mais directa.
01:43:49.3 – 01:43:50.8
Ali!
01:43:57.6 – 01:43:59.3
Foi projectado como um labirinto.
01:43:59.4 – 01:44:02.4
Tem de haver rotas que cortem o labirinto.
01:44:02.6 – 01:44:04.1
Eames?
01:44:27 – 01:44:29.1
- O Eames alterou algo? - Não devo dizer-lhe.
01:44:29.1 – 01:44:31.3
- Se a Mal descobrir... - Não temos tempo!
01:44:31.3 – 01:44:32.6
Ele alterou algo?
01:44:32.7 – 01:44:34.3
Adicionou um sistema de ventilação...
01:44:34.4 – 01:44:35.6
que corta o labirinto.
01:44:35.7 – 01:44:37.1
Óptimo. Explique isso a eles.
01:44:37.2 – 01:44:38.8
- Saito? - Sim.
01:45:11.4 – 01:45:12.9
Um paradoxo.
01:46:23.4 – 01:46:25.7
- O que foi isso? - O pontapé.
01:46:25.8 – 01:46:29.7
- Cobb, perdemo-lo? - Sim, perdemos.
01:46:31.1 – 01:46:35.3
Não podia ter sonhado com uma maldita praia?
01:46:37.6 – 01:46:39.5
"O que fazemos agora?"
01:46:39.6 – 01:46:42.1
Terminaremos o serviço antes do próximo pontapé.
01:46:42.2 – 01:46:44.7
- Que próximo pontapé? - Quando a carrinha cair na água.
01:47:07.1 – 01:47:10.6
"Se quiser fazer uma chamada, continue na linha... "
01:47:10.6 – 01:47:12.4
"Não desligue... "
01:47:12.5 – 01:47:15.6
Como os vou derrubar, sem gravidade?
01:47:18.2 – 01:47:21.2
O Arthur tem alguns minutos, nós temos cerca de vinte.
01:47:44.5 – 01:47:46.1
Está bem?
01:47:51.2 – 01:47:52.7
Matem-no!
01:47:58.5 – 01:48:00
Alguma coisa está errada,
01:48:00.1 – 01:48:02.5
vão na sua direcção como se soubessem de algo.
01:48:03.1 – 01:48:06.5
Vê se consegues mais tempo, certo? Vamos!
01:48:06.7 – 01:48:08.2
Estou a caminho.
01:49:48 – 01:49:50.1
Esta é a ante-sala antes da sala-forte.
01:49:50.2 – 01:49:52
Essa sala-forte tem alguma janela?
01:49:52 – 01:49:53.5
Não seria uma se tivesse.
01:49:53.6 – 01:49:55.1
Vamos torcer para que o Fischer
01:49:55.1 – 01:49:56.9
goste do que irá achar lá.
01:49:57.3 – 01:49:59.9
As projecções fazem parte do subconsciente dele?
01:49:59.9 – 01:50:01.4
Sim.
01:50:01.5 – 01:50:03.5
Está a destruir partes da mente dele?
01:50:03.5 – 01:50:05
Não, são apenas projecções.
01:50:30.5 – 01:50:32
Chegámos.
01:50:32.1 – 01:50:33.7
Tratem de ser rápidos,
01:50:33.8 – 01:50:35.7
há um exército a ir na vossa direcção.
01:51:01.6 – 01:51:03.1
Entrei.
01:51:08.3 – 01:51:09.8
Lá está ele!
01:51:10.3 – 01:51:11.8
Ali!
01:51:51.7 – 01:51:53.2
Há lá mais alguém.
01:51:53.3 – 01:51:55.3
Fischer, é uma armadilha, saia daí!
01:51:55.4 – 01:51:57.1
Vamos...
01:51:57.2 – 01:51:59.1
Desça um pouco mais.
01:52:04 – 01:52:05.5
Cobb.
01:52:06 – 01:52:08.6
Não. Ela não é real!
01:52:09.5 – 01:52:12.3
- Como sabe disso? - É apenas uma projecção!
01:52:12.3 – 01:52:14.8
O Fischer... Ele é real!
01:52:18 – 01:52:19.6
Olá.
01:52:24.8 – 01:52:27.6
Eames! Vá imediatamente ao prédio.
01:53:11.7 – 01:53:14.2
- O que houve? - A Mal matou o Fischer.
01:53:16.4 – 01:53:18
Eu não consegui atirar nela.
01:53:19.7 – 01:53:23.1
Não há como reanimá-lo, a mente dele está presa lá em baixo.
01:53:23.1 – 01:53:24.6
Acabou.
01:53:25.5 – 01:53:29.3
- Então, fracassámos? - Acabou.
01:53:29.3 – 01:53:30.8
Desculpe-me.
01:53:34.1 – 01:53:37.3
Não sou eu que não voltarei para a família, certo?
01:53:37.3 – 01:53:39.8
É uma pena, queria saber o que há lá dentro.
01:53:39.8 – 01:53:41.7
Juro que achei que conseguiríamos.
01:53:41.7 – 01:53:43.3
Vamos preparar os explosivos.
01:53:45.4 – 01:53:49.8
Não. Há uma outra forma. Só temos de seguir o Fischer.
01:53:49.8 – 01:53:51.7
Não há tempo.
01:53:51.8 – 01:53:54.3
Não. Mas haverá tempo suficiente lá em baixo.
01:53:55.6 – 01:53:59.1
Nós vamos encontrá-lo. Quando a música do Arthur começar,
01:53:59.1 – 01:54:01.7
use o desfibrilhador para o reanimar.
01:54:01.7 – 01:54:04.3
Damos-lhe o seu próprio pontapé.
01:54:05.3 – 01:54:08.8
Coloquem-no ali dentro. Assim que a música terminar,
01:54:08.8 – 01:54:12.4
expludam o hospital e todos voltaremos pelas camadas.
01:54:14 – 01:54:16.1
Vale a pena tentar...
01:54:16.2 – 01:54:19.3
se o Saito detiver os guardas, enquanto ponho as cargas.
01:54:19.3 – 01:54:21.5
O Saito não irá sobreviver, não é?
01:54:22 – 01:54:24.3
Cobb, vamos. Temos que tentar.
01:54:24.4 – 01:54:25.8
Vão!
01:54:25.9 – 01:54:27.7
Se não voltarem antes do pontapé,
01:54:27.8 – 01:54:30.4
sairei com ou sem vocês. - Ela tem razão.
01:54:35.9 – 01:54:38.5
Posso confiar em si, depois do que aconteceu aqui?
01:54:38.5 – 01:54:40.8
- A Mal vai estar lá. - Sei onde achá-la.
01:54:40.9 – 01:54:43.5
- Ela está com o Fischer. - Como sabe?
01:54:43.5 – 01:54:46.2
Porque ela quer que eu vá atrás dele.
01:54:46.2 – 01:54:48.7
Ela quer-me lá em baixo com ela.
01:55:16.2 – 01:55:17.7
Está bem?
01:55:23.9 – 01:55:26.9
- Este é o seu mundo? - Foi.
01:55:27.6 – 01:55:29.7
É onde ela estará.
01:55:29.8 – 01:55:31.3
Vamos.
01:56:09.5 – 01:56:11.1
Vamos.
01:56:17.9 – 01:56:19.9
Saito.
01:56:21 – 01:56:24.9
Preciso que proteja o Fischer enquanto preparo as cargas.
01:56:24.9 – 01:56:28.1
"Não há lugar para turistas neste trabalho. "
01:56:31.1 – 01:56:32.6
Você ficará bem.
01:57:05.4 – 01:57:07.5
Vocês construíram isto? É incrível.
01:57:07.5 – 01:57:09.5
Construímos durante anos.
01:57:10.8 – 01:57:12.9
Começámos a partir de memórias.
01:57:19.8 – 01:57:21.3
Por aqui.
01:58:02.8 – 01:58:06.8
Este era o nosso bairro. Lugares do nosso passado.
01:58:06.8 – 01:58:08.8
Aquele foi o nosso 1º apartamento.
01:58:09.7 – 01:58:11.6
Depois, mudámo-nos para aquele prédio.
01:58:11.7 – 01:58:14.8
Quando a Mal engravidou, aquela tornou-se a nossa casa.
01:58:14.8 – 01:58:17.3
Construíram tudo isto a partir de memórias?
01:58:17.3 – 01:58:19.6
Como lhe disse, tivemos muito tempo.
01:58:20.1 – 01:58:22.1
O que é aquilo?
01:58:22.2 – 01:58:24.7
A casa onde a Mal cresceu.
01:58:24.7 – 01:58:27.2
- Ela não estará lá? - Não.
01:58:27.2 – 01:58:28.8
Vamos.
01:58:28.9 – 01:58:30.4
Sempre quisemos uma casa,
01:58:30.5 – 01:58:32.4
mas adorávamos este tipo de prédio.
01:58:32.5 – 01:58:35.2
No mundo real, tivemos de escolher, mas não aqui.
01:59:15.6 – 01:59:17.7
Como levamos o Fischer de volta?
01:59:17.8 – 01:59:21
Temos de criar algum tipo de pontapé.
01:59:21 – 01:59:22.5
O quê?
01:59:23.1 – 01:59:24.9
Vou improvisar.
01:59:25 – 01:59:28.9
Há algo que deve saber sobre mim. Sobre a inserção.
01:59:41.8 – 01:59:45.8
Uma ideia é como um vírus. Resistente.
01:59:47.1 – 01:59:48.5
Altamente contagioso.
01:59:48.6 – 01:59:52.2
A menor semente de uma ideia pode crescer.
01:59:53.3 – 01:59:57.4
Pode crescer para a definir ou destruí-la.
02:00:01 – 02:00:03.4
As menores ideias como...
02:00:03.5 – 02:00:06.5
"O teu mundo não é real".
02:00:06.9 – 02:00:10
Um simples pensamento que muda tudo.
02:00:12.1 – 02:00:15.9
Estás tão certo do teu mundo? Do que é real?
02:00:15.9 – 02:00:18.4
Achas que ele é?
02:00:19.6 – 02:00:22.7
Ou achas que estás tão perdido como eu estava?
02:00:24.2 – 02:00:26.1
Eu sei o que é real, Mal.
02:00:27.9 – 02:00:30.3
Nenhuma dúvida cruel?
02:00:31 – 02:00:33.6
Não te sentes atormentado, Dom?
02:00:34 – 02:00:35.5
Perseguido pelo mundo...
02:00:35.6 – 02:00:38.3
por empresas anónimas e por forças policiais?
02:00:38.3 – 02:00:41
Assim como as projecções perseguem o sonhador.
02:00:42.6 – 02:00:44.5
Admite.
02:00:44.6 – 02:00:48.2
Já não acreditas numa só realidade.
02:00:48.3 – 02:00:50.2
Então escolhe.
02:00:50.3 – 02:00:53.8
Escolhe ficar aqui. Escolhe-me a mim.
02:01:19.9 – 02:01:21.4
Sabes o que tenho que fazer.
02:01:21.5 – 02:01:24.9
Tenho de voltar para os nossos filhos porque tu deixaste-os.
02:01:25.4 – 02:01:27.9
- Porque nos deixaste. - Estás enganado.
02:01:27.9 – 02:01:30.9
- Não estou. - Estás confuso.
02:01:32 – 02:01:34
Os nossos filhos estão aqui.
02:01:34.8 – 02:01:38.1
Gostarias de ver os rostos deles, não é?
02:01:38.5 – 02:01:41.6
Sim, mas irei vê-los lá em cima, Mal.
02:01:55 – 02:01:59.6
"Lá em cima"? Ouve o que estás a dizer.
02:01:59.6 – 02:02:03.7
Estes são os nossos filhos. Vê.
02:02:04.2 – 02:02:07.5
- James, Phillipa? - Por favor, pára.
02:02:07.5 – 02:02:09
Eles não são os meus filhos.
02:02:09.1 – 02:02:11.3
Dizes isso para ti mas não acreditas.
02:02:11.4 – 02:02:13.7
- Não, eu sei! - E se estiveres enganado?
02:02:13.7 – 02:02:16.2
E se eu for real?
02:02:17.2 – 02:02:19.6
Ficas a dizer para ti acerca do que sabes.
02:02:19.6 – 02:02:23.2
Mas em que acreditas?
02:02:24 – 02:02:26
O que sentes?
02:02:27.4 – 02:02:28.9
Culpa.
02:02:29.9 – 02:02:32
Sinto culpa, Mal.
02:02:33.1 – 02:02:37.4
Não importa o que eu faça, ou o quanto esteja desesperado
02:02:37.4 – 02:02:41.8
ou o quanto esteja confuso... A culpa está sempre presente...
02:02:41.8 – 02:02:45.8
...lembrando-me da verdade. - Que verdade?
02:02:48.2 – 02:02:50.1
De que a ideia...
02:02:50.2 – 02:02:53.5
que te fez questionar a realidade veio de mim.
02:02:56.9 – 02:03:00
Plantaste a ideia na minha mente?
02:03:01.4 – 02:03:02.9
Do que está ela a falar?
02:03:03 – 02:03:06
A razão pela qual eu sabia que a inserção era possível
02:03:06 – 02:03:09.4
foi porque a fiz nela primeiro.
02:03:10.3 – 02:03:13.3
- Fi-lo na minha mulher. - Porquê?
02:03:14.1 – 02:03:18.7
Estávamos perdidos aqui. Precisávamos fugir.
02:03:18.9 – 02:03:21
Mas ela não aceitava.
02:03:24.3 – 02:03:26.4
Ela escondeu algo...
02:03:27.1 – 02:03:29.1
bem lá no fundo.
02:03:30.9 – 02:03:32.8
A verdade que ela um dia conhecera,
02:03:32.8 – 02:03:34.9
mas que escolheu esquecer.
02:03:35.9 – 02:03:38.2
Não conseguia libertar-se.
02:03:40.7 – 02:03:42.9
Então decidi procurá-la.
02:03:44.1 – 02:03:46.4
Penetrei fundo na mente dela
02:03:46.4 – 02:03:48.7
e encontrei o esconderijo.
02:03:48.9 – 02:03:53.4
Invadi e plantei uma ideia.
02:03:54.3 – 02:03:57.8
Uma ideia simples e pequena, mas que mudaria tudo.
02:04:03.3 – 02:04:05.3
Que o mundo dela não era real.
02:04:18.8 – 02:04:21.9
Que a única saída era a morte.
02:04:29.1 – 02:04:31.1
Estás à espera de um comboio.
02:04:33.3 – 02:04:35.4
Um comboio que irá levar-te para longe.
02:04:37.2 – 02:04:39.7
Sabes aonde esperas que ele te leve.
02:04:41.3 – 02:04:43.6
Mas não tens certeza.
02:04:44.3 – 02:04:47.4
Não importa. Diz-me porquê!
02:04:47.4 – 02:04:50.6
Porque estaremos juntos!
02:04:54.9 – 02:04:56.4
Mas eu não sabia que...
02:04:56.5 – 02:04:58.3
que essa ideia ia crescer...
02:04:58.4 – 02:05:01.4
como um cancro mesmo depois de ela acordar.
02:05:04.5 – 02:05:07.6
Que mesmo depois de voltar à realidade,
02:05:09.9 – 02:05:12.9
continuaria a acreditar que o mundo dela não era real.
02:05:15.6 – 02:05:18.1
E que a morte era a única saída.
02:05:18.1 – 02:05:21
Mal, não! Deus!
02:05:21.1 – 02:05:23.6
Infectaste a minha mente.
02:05:23.7 – 02:05:26.6
- Eu tentei salvar-te. - Tu traíste-me.
02:05:27.5 – 02:05:30.6
Mas podes consertar isso. Podes cumprir a tua promessa.
02:05:30.6 – 02:05:32.7
Ainda podemos ficar juntos.
02:05:32.8 – 02:05:36.4
Aqui. No mundo que críamos juntos.
02:06:57.1 – 02:06:59.5
Cobb, precisamos levar o Fischer.
02:07:00.1 – 02:07:05
- Não podem levá-lo. - Se eu ficar, deixarás ele ir?
02:07:05 – 02:07:06.5
O que está a dizer?
02:07:10.8 – 02:07:12.7
Ele está na varanda.
02:07:12.7 – 02:07:14.6
Veja se ele está vivo.
02:07:14.7 – 02:07:18.5
- Cobb, não pode fazer isso! - Veja se ele está vivo, agora!
02:07:34.1 – 02:07:37.2
Ele está aqui! Chegou a hora, você tem de vir agora.
02:07:37.7 – 02:07:39.2
Leve o Fischer consigo.
02:07:39.3 – 02:07:41.7
Não pode ficar aqui com ela.
02:07:43.9 – 02:07:48.3
Não vou. O Saito está morto, significa que ele está aqui.
02:07:48.4 – 02:07:50.8
Tenho de encontrá-lo.
02:07:52.2 – 02:07:55.5
Não posso mais ficar com ela, porque ela não existe.
02:07:55.5 – 02:07:58.8
Sou a única coisa na qual ainda acreditas.
02:08:01.6 – 02:08:03.4
Quem me dera...
02:08:03.5 – 02:08:06.6
É o que mais desejo...
02:08:08.3 – 02:08:09.8
Mas não consigo imaginar-te
02:08:09.9 – 02:08:13.8
com toda a tua complexidade, perfeição e imperfeição.
02:08:14.6 – 02:08:16.1
Está bem?
02:08:16.3 – 02:08:18.1
Olha para ti.
02:08:19.4 – 02:08:23.8
És apenas a sombra da minha verdadeira mulher.
02:08:24.2 – 02:08:26.3
És o melhor que consegui fazer.
02:08:27.1 – 02:08:30.4
Desculpa-me, mas não és boa o suficiente.
02:08:30.9 – 02:08:33
Isto parece real?
02:08:34.6 – 02:08:37.1
- O que está a fazer? - Improvisando.
02:08:45.7 – 02:08:47.2
Não, não!
02:08:48.2 – 02:08:50.2
Entre ali, vá!
02:09:39.4 – 02:09:43.6
- Eu fiquei decepcionado... - Eu sei, pai.
02:09:50.7 – 02:09:55.3
Sei que está decepcionado, por eu não poder o senhor.
02:09:57.5 – 02:10:01.6
Não, fiquei decepcionado,
02:10:03.9 – 02:10:05.4
por teres tentado.
02:10:28.6 – 02:10:30.2
O que foi?
02:10:40.1 – 02:10:41.5
Vamos. Vamos.
02:10:50.4 – 02:10:51.4
TESTAMENTO
02:11:51.4 – 02:11:54.3
É o pontapé, Ariadne. Tem de ir agora!
02:12:07.1 – 02:12:10.6
Não se perca. Encontre o Saito e traga-o de volta!
02:12:10.7 – 02:12:12.2
Encontrarei!
02:12:52 – 02:12:54.6
Lembras-te quando me pediste em casamento?
02:12:55.1 – 02:12:56.6
Lembro-me.
02:12:56.7 – 02:12:59.9
Disseste ter sonhado que íamos envelhecer juntos.
02:13:02.6 – 02:13:04.2
E envelhecemos.
02:13:06.1 – 02:13:08.6
Envelhecemos, não te lembras?
02:13:13 – 02:13:15.8
A saudade que sinto por ti é insuportável...
02:13:18.4 – 02:13:20.5
mas acabou o nosso tempo juntos.
02:13:21.7 – 02:13:23.4
Tenho que te esquecer.
02:13:25.9 – 02:13:27.9
Tenho que te esquecer.
02:14:18.9 – 02:14:20.4
Lamento, Robert.
02:14:47.7 – 02:14:49.5
O testamento significa que o meu pai
02:14:49.7 – 02:14:51.6
queria que eu fosse eu mesmo.
02:14:52.6 – 02:14:55.5
Não que eu tentasse imitá-lo.
02:14:55.5 – 02:14:58.5
É o que vou fazer, tio Peter.
02:15:08.2 – 02:15:11.2
- O que houve? - Cobb ficou lá.
02:15:11.3 – 02:15:13.6
- Com a Mal? - Não, para encontrar o Saito.
02:15:16 – 02:15:17.6
Ele irá perder-se.
02:15:19.7 – 02:15:21.3
Não, ele irá ficar bem.
02:15:37.7 – 02:15:40.1
Veio para me matar?
02:15:44.2 – 02:15:46.4
Estou à espera de alguém.
02:15:50.9 – 02:15:53.5
Alguém de um sonho meio esquecido.
02:15:56.4 – 02:15:58
Cobb?
02:15:59.9 – 02:16:04.7
Não é possível. Nós éramos jovens.
02:16:06.3 – 02:16:08.9
Sou um velho.
02:16:09 – 02:16:12
Cheio de arrependimentos.
02:16:15.1 – 02:16:17.7
À espera para morrer sozinho.
02:16:21 – 02:16:23
Voltei para o buscar.
02:16:26.5 – 02:16:30
Para lembrá-lo de algo...
02:16:33.6 – 02:16:35.8
Algo que você um dia soube.
02:16:38.8 – 02:16:40.8
Que este mundo não é real.
02:16:45.9 – 02:16:50.2
Para me convencer a honrar o nosso acordo.
02:16:50.2 – 02:16:54.2
Para dar um voto de confiança, sim.
02:17:00.3 – 02:17:01.8
Volte...
02:17:03.6 – 02:17:06.7
para que possamos ser jovens outra vez.
02:17:11.2 – 02:17:13.2
Volte comigo.
02:17:16.3 – 02:17:17.8
Volte.
02:17:27.4 – 02:17:28.9
Uma toalha, senhor?
02:17:29.5 – 02:17:32.6
Pousaremos em Los Angeles dentro de vinte minutos.
02:17:32.6 – 02:17:35.2
Precisa de um formulário de imigração?
02:17:37.3 – 02:17:38.8
Obrigado.
02:17:39.2 – 02:17:42.2
- Toalha, senhor? - Não.
02:17:42.3 – 02:17:44.3
Precisa de um formulário de imigração?
02:18:55.9 – 02:18:57.6
Seja bem-vindo, Sr. Cobb.
02:18:57.7 – 02:18:59.7
Obrigado, senhor.
02:19:44 – 02:19:47.1
Bem-vindo. Por aqui.
02:20:08.5 – 02:20:11
James. Phillipa.
02:20:15.6 – 02:20:17.1
Vejam quem está aqui.
02:20:24.7 – 02:20:27
- Olá, crianças! - Pai!
02:20:27 – 02:20:29.3
- Como estão? - Pai!
02:20:30.2 – 02:20:32.6
Olha o que estamos a construir.
02:20:33 – 02:20:36.9
- O que estão a construir? - Uma casa na árvore.
02:20:43 – 02:20:46.9
Sincronização LexMagnux
02:20:56 – 02:20:59.9
A Origem