SUBS.is
with subtitles
//

Inception (2010) Portuguese subtitle

If you have the movie file downloaded select it in the video player below.
Your selected subtitles will play within the video player when you start the movie.

If you do not have the movie file downloaded you can still view the selected subtitles at the bottom of this page.
Inception
2010
Inception.2010.DVDRip.XviD-playOFF.srt
Inception.2010.TS.XVID-EvoL-ExtraToreent RG.srt
Inception.720p.BluRay.x264-CROSSBOW.srt
Inception.Making.of.2010.BluRay.720p.AC3.x264-for.HD-bits.ro_track6_por.srt
Inception.720p.BRRIP.x264.AAC.Vorbis-MkVMe.srt
Inception.srt
Subtitles
Subtitle content
Inception.srt
00:01:33.593 – 00:01:35.958
Ele estava a delirar.
00:01:36.099 – 00:01:38.999
Mas perguntou por si. Pelo seu nome.
00:01:40.6 – 00:01:42.397
Mostra-lhe.
00:01:43.636 – 00:01:45.763
Ele só trazia isto com ele...
00:01:47.674 – 00:01:50.199
e isto.
00:02:10.13 – 00:02:12.557
Está aqui para me matar?
00:02:20.507 – 00:02:22.807
Eu sei o que isto é.
00:02:24.144 – 00:02:29.003
Já vi um antes. Há muitos, muitos anos.
00:02:30.85 – 00:02:33.056
Pertencia a um homem que conheci,
00:02:33.156 – 00:02:35.656
num sonho de que mal me lembro.
00:02:37.757 – 00:02:42.694
Um homem possuído por alguns conceitos radicais.
00:02:46.666 – 00:02:49.464
Qual é o parasita mais resiliente?
00:02:49.936 – 00:02:51.164
Uma bactéria?
00:02:51.771 – 00:02:54.833
Um vírus? Um verme intestinal?
00:02:56.743 – 00:02:59.667
- O que o Sr. Cobb está a tentar dizer... - Uma ideia.
00:03:01.181 – 00:03:03.308
Resiliente. Altamente contagiosa.
00:03:03.716 – 00:03:05.92
Quando uma ideia se apodera do cérebro
00:03:06.02 – 00:03:08.02
é praticamente impossível erradicá-la.
00:03:08.121 – 00:03:09.957
Uma ideia que esteja completamente formada
00:03:10.058 – 00:03:13.658
e seja completamente apreendida, enraíza-se. Aqui dentro, algures.
00:03:13.893 – 00:03:15.958
- Para que alguém como você a roube? - Sim.
00:03:16.029 – 00:03:18.457
No estado de sonho as suas defesas conscientes diminuem
00:03:18.531 – 00:03:21.224
e isso torna os seus pensamentos vulneráveis ao roubo.
00:03:21.334 – 00:03:22.774
A isso chama-se extracção.
00:03:22.902 – 00:03:25.496
Sr. Saito, podemos treinar o seu subconsciente
00:03:25.705 – 00:03:29.37
para se defender até do mais hábil dos extractores.
00:03:29.442 – 00:03:33.306
- E como pode fazer isso? - Porque sou o extractor mais hábil.
00:03:34.013 – 00:03:36.447
Sei como pesquisar a sua mente e encontrar os seus segredos.
00:03:36.616 – 00:03:39.045
Conheço todos os truques e posso ensinar-lhos.
00:03:39.42 – 00:03:41.086
Para que mesmo quando estiver a dormir,
00:03:41.122 – 00:03:43.722
nunca baixe as suas defesas.
00:03:43.823 – 00:03:45.715
Ouça, se quiser a minha ajuda,
00:03:45.825 – 00:03:47.586
tem de se abrir completamente comigo.
00:03:47.76 – 00:03:50.527
Tenho de conhecer a maneira como pensa, melhor que a sua mulher,
00:03:50.697 – 00:03:53.607
melhor que o seu terapeuta, melhor que ninguém.
00:03:54.033 – 00:03:56.707
Se isto for um sonho e você tiver um cofre cheio de segredos,
00:03:56.869 – 00:03:59.213
tenho de saber o que está dentro desse cofre.
00:03:59.372 – 00:04:03.242
Para que isto resulte, tem de me deixar entrar completamente.
00:04:05.712 – 00:04:07.754
Tenham uma boa noite, cavalheiros.
00:04:07.918 – 00:04:10.218
Vou pensar na vossa proposta.
00:04:13.119 – 00:04:14.447
Ele sabe.
00:04:17.123 – 00:04:18.751
Que se passa lá em cima?
00:05:12.634 – 00:05:15.27
O Saito sabe. Está a brincar connosco.
00:05:15.432 – 00:05:17.993
Não interessa. Consigo extrai-la. Confia em mim.
00:05:18.093 – 00:05:19.945
A informação está no cofre.
00:05:20.035 – 00:05:22.835
Ele olhou directamente para ela quando eu disse, "segredos".
00:05:23.136 – 00:05:24.717
Que faz ela aqui?
00:05:27.439 – 00:05:30.165
Vai andando para o quarto, eu trato disto.
00:05:30.33 – 00:05:32.755
Mas trata mesmo. Estamos aqui para trabalhar.
00:05:40.94 – 00:05:42.464
Se eu saltasse...
00:05:43.876 – 00:05:45.607
será que sobrevivia?
00:05:48.081 – 00:05:52.006
Com um salto limpo, talvez. Mal, que fazes aqui?
00:05:52.418 – 00:05:54.945
Pensei que talvez sentisses a minha falta.
00:05:55.054 – 00:05:56.684
Sabes bem que sim.
00:05:57.857 – 00:06:00.416
Mas já não posso confiar em ti.
00:06:00.96 – 00:06:02.584
E depois?
00:06:03.863 – 00:06:06.054
Nota-se o gosto artístico do Arthur.
00:06:06.132 – 00:06:10.57
Por acaso, esse é um tema recorrente nos pintores britânicos do pós-guerra.
00:06:11.471 – 00:06:13.295
Por favor, senta-te.
00:06:21.08 – 00:06:24.312
Diz-me... As crianças sentem a minha falta?
00:06:28.654 – 00:06:30.587
Nem imaginas quanto.
00:06:34.46 – 00:06:37.627
- Que estás a fazer? - Vou só apanhar ar fresco.
00:06:37.797 – 00:06:39.794
Não saias daí, Mal.
00:06:53.279 – 00:06:54.839
Raios partam!
00:07:57.076 – 00:08:00.3
- Vire-se! - A arma, Dom.
00:08:09.055 – 00:08:10.619
Se fazes favor.
00:08:22.201 – 00:08:24.696
E agora o envelope, Sr. Cobb.
00:08:24.904 – 00:08:28.298
Ela contou-lhe? Ou sempre soube?
00:08:28.875 – 00:08:31.566
Que está aqui para me roubar, ou...
00:08:31.777 – 00:08:34.208
que na verdade estamos a dormir?
00:08:37.75 – 00:08:40.116
Quero saber o nome de quem o contratou.
00:08:43.022 – 00:08:46.314
É inútil ameaçá-lo num sonho, não é, Mal?
00:08:46.459 – 00:08:49.054
Depende do tipo de ameaça.
00:08:49.729 – 00:08:52.39
Se ameaçares que o matas, só o acordas.
00:08:52.632 – 00:08:54.121
Mas a dor...
00:08:57.837 – 00:09:01.568
A dor está na cabeça. E a julgar pela decoração
00:09:01.639 – 00:09:04.535
estamos na tua cabeça, não estamos, Arthur?
00:09:16.122 – 00:09:17.18
Que estás a fazer? Ainda é muito cedo!
00:09:17.356 – 00:09:19.185
Eu sei, mas o sonho está a desmoronar.
00:09:19.258 – 00:09:21.289
Vou tentar que o Saito durma mais um pouco.
00:09:21.436 – 00:09:23.136
Estamos quase lá.
00:09:37.009 – 00:09:40.304
Ele esteve perto. Muito perto.
00:09:55.094 – 00:09:56.658
Apanhem-no!
00:09:57.712 – 00:09:59.578
CONFIDENCIAL
00:10:22.655 – 00:10:24.347
Isto não vai resultar. Acorda-o.
00:10:45.878 – 00:10:47.672
Ele não acorda!
00:10:51.784 – 00:10:53.681
- Dá-lhe o pontapé. - O quê?
00:10:53.786 – 00:10:55.475
Manda-o para dentro de água.
00:11:39.465 – 00:11:41.089
Está a dormir.
00:11:46.138 – 00:11:47.928
Veio preparado.
00:11:48.174 – 00:11:51.244
Nem sequer o meu chefe de segurança sabe deste apartamento.
00:11:51.344 – 00:11:52.844
Como o descobriu?
00:11:52.845 – 00:11:54.608
É muito difícil para um homem da sua posição
00:11:54.781 – 00:11:56.581
manter secreto um ninho de amor como este.
00:11:56.682 – 00:11:58.941
Sobretudo, quando está envolvida uma mulher casada.
00:11:59.018 – 00:12:01.445
- Ela nunca faria isso. - E contudo… aqui estamos nós,
00:12:01.821 – 00:12:04.612
- com um dilema. - Eles estão a aproximar-se.
00:12:04.79 – 00:12:07.258
- Já tem o que procurava. - Isso não é verdade.
00:12:07.66 – 00:12:10.394
Omitiu uma informação crucial, não omitiu?
00:12:10.496 – 00:12:13.465
Dissimulou-a porque sabia o que pretendíamos.
00:12:13.733 – 00:12:15.56
A questão é, porque nos deixou entrar?
00:12:15.768 – 00:12:17.296
Um teste.
00:12:17.803 – 00:12:20.936
- Um teste para quê? - Não interessa. Chumbaram.
00:12:21.173 – 00:12:23.905
Extraímos todas as informações que guardava aí.
00:12:24.11 – 00:12:26.237
Mas a vossa dissimulação era óbvia.
00:13:08.05 – 00:13:09.515
Por isso, deixem-me em paz.
00:13:09.689 – 00:13:11.917
Acho que não está a compreender, Sr. Saito.
00:13:12.159 – 00:13:13.959
A corporação que nos contratou,
00:13:14.128 – 00:13:18.193
não aceita fracassos. Não duramos dois dias.
00:13:20.266 – 00:13:21.525
Cobb?
00:13:21.7 – 00:13:23.995
Parece que vou ter de fazer isto da maneira mais simples.
00:13:25.304 – 00:13:26.703
Diga-nos o que sabe!
00:13:26.906 – 00:13:28.601
Diga-nos o que sabe, agora!
00:13:32.244 – 00:13:35.138
Sempre detestei este tapete.
00:13:35.748 – 00:13:40.077
Está manchado e desgastado de uma forma tão peculiar.
00:13:41.086 – 00:13:43.748
Mas é, definitivamente, feito de lã.
00:13:45.228 – 00:13:50.18
Neste momento, estou deitado em cima de poliéster.
00:13:54.2 – 00:13:55.633
O que quer dizer,
00:13:56.202 – 00:13:59.332
que não estou deitado no meu tapete, no meu apartamento.
00:14:00.039 – 00:14:03.065
Faz jus à sua reputação, Sr. Cobb.
00:14:03.709 – 00:14:05.738
Ainda estou a sonhar.
00:14:12.484 – 00:14:14.542
- Como correu? - Nada bem.
00:14:19.625 – 00:14:23.55
Um sonho dentro doutro sonho... Estou impressionado.
00:14:25.097 – 00:14:28.733
Mas no meu sonho, quem dita as regras sou eu.
00:14:28.901 – 00:14:30.969
Pois é... Mas sabe, Sr. Saito...
00:14:31.07 – 00:14:33.332
- Não estamos no seu sonho. - Estamos no meu.
00:14:44.316 – 00:14:46.313
Idiota, fizeste merda com o tapete.
00:14:46.485 – 00:14:48.452
- A culpa não foi minha. - És o arquitecto.
00:14:48.554 – 00:14:50.749
Não podia adivinhar que ele ia esfregar a cara no tapete!
00:14:50.889 – 00:14:52.315
Já chega.
00:14:53.459 – 00:14:55.19
E tu? Que raios foi aquilo?
00:14:55.594 – 00:14:58.36
- Tinha tudo controlado. - Detestava ver se não tivesses.
00:14:58.43 – 00:15:02.357
Não temos tempo para isto. Vou sair em Quioto.
00:15:02.534 – 00:15:04.502
Ele não vai procurar em todos os compartimentos.
00:15:04.67 – 00:15:06.36
Pois, mas não gosto de comboios.
00:15:06.706 – 00:15:08.673
Ouçam, é cada um por si.
00:16:23.182 – 00:16:25.317
- Estou? - Olá, pai.
00:16:27.72 – 00:16:31.217
Olá, meninos. Como estão? Tudo bem?
00:16:31.39 – 00:16:33.483
- Bem. - Vai indo.
00:16:33.792 – 00:16:37.454
Vai indo? Só isso? És tu, James?
00:16:37.598 – 00:16:41.429
Sim. Quando é que vens para casa, pai?
00:16:42.768 – 00:16:45.202
Não posso, querido. Não posso.
00:16:45.504 – 00:16:48.301
- Não, durante uns tempos, lembras-te? - Porquê?
00:16:50.409 – 00:16:54.576
Já te disse. Estou longe porque estou a trabalhar. Está bem?
00:16:55.014 – 00:16:57.448
A avó diz que nunca mais voltas.
00:16:58.584 – 00:17:00.017
Phillipa, és tu?
00:17:01.453 – 00:17:03.614
Podes passar o telefone à avó?
00:17:03.789 – 00:17:05.716
Ela está a dizer que não com a cabeça.
00:17:07.76 – 00:17:10.058
Esperemos que ela se engane desta vez.
00:17:11.13 – 00:17:12.697
Pai?
00:17:13.032 – 00:17:16.13
- Sim, James? - A mamã está aí contigo?
00:17:18.537 – 00:17:20.437
James, já falámos sobre isto.
00:17:22.074 – 00:17:24.44
A mamã já não está aqui.
00:17:25.477 – 00:17:27.166
Está onde?
00:17:28.347 – 00:17:30.975
Já chega meninos. Digam adeus.
00:17:31.15 – 00:17:35.813
Vou mandar presentes pelo avô, está bem? Portem-se bem.
00:17:45.931 – 00:17:48.855
- A nossa boleia está no telhado. - Está bem.
00:17:55.574 – 00:17:58.536
- Estás bem? - Sim, estou. Porquê?
00:17:58.677 – 00:18:00.975
Quando estavas no sonho a Mal apareceu...
00:18:01.447 – 00:18:04.382
Desculpa lá isso da perna, não volta a acontecer.
00:18:04.583 – 00:18:06.175
Está a piorar, não está?
00:18:06.285 – 00:18:09.053
Já te pedi desculpa, está bem, Arthur? Onde está o Nash?
00:18:09.221 – 00:18:11.079
Não apareceu. Queres esperar?
00:18:11.29 – 00:18:13.426
Não. Devíamos ter entregue o projecto expansionista do Saito
00:18:13.592 – 00:18:15.367
à Cobol Engineering, há duas horas atrás.
00:18:15.394 – 00:18:18.659
A esta hora já sabem que falhámos. Temos de desaparecer.
00:18:19.531 – 00:18:22.193
- Para onde vais? - Buenos Aires.
00:18:22.301 – 00:18:24.442
Posso manter-me fora do radar e tentar arranjar trabalho por lá
00:18:24.537 – 00:18:26.537
quando as coisas acalmarem. E tu?
00:18:26.538 – 00:18:29.305
- Estados Unidos. - Dá cumprimentos meus.
00:18:35.848 – 00:18:37.407
Ele denunciou-os.
00:18:37.585 – 00:18:40.585
Procurou-me e propôs entregá-los se lhe poupasse a vida.
00:18:41.386 – 00:18:43.383
Por isso... Ofereço-lho de presente.
00:18:47.226 – 00:18:49.851
Não trato dos meus assuntos dessa maneira.
00:19:01.94 – 00:19:04.698
- Que lhe vai fazer? - Nada.
00:19:05.444 – 00:19:08.208
Mas não posso falar pela Cobol Engineering.
00:19:22.394 – 00:19:24.12
O que quer de nós?
00:19:24.463 – 00:19:26.425
Implantação.
00:19:27.166 – 00:19:28.965
- É possível? - Claro que não!
00:19:29.401 – 00:19:31.667
Se se pode roubar uma ideia do cérebro de alguém
00:19:31.77 – 00:19:33.847
porque não se pode implantar uma?
00:19:34.04 – 00:19:36.207
Muito bem, este sou eu a implantar-lhe uma ideia na cabeça:
00:19:36.308 – 00:19:39.441
digo-lhe, não pense em elefantes. No que está a pensar?
00:19:39.745 – 00:19:41.075
- Elefantes. - Correcto.
00:19:41.246 – 00:19:44.614
Mas a ideia não é sua, porque sabe que fui eu quem lha deu.
00:19:44.783 – 00:19:47.217
A mente do sujeito consegue sempre rastrear a origem da ideia.
00:19:47.386 – 00:19:49.202
É impossível falsificar a verdadeira inspiração.
00:19:49.28 – 00:19:50.702
Isso não é verdade.
00:19:53.192 – 00:19:55.956
- Consegue fazê-lo? - Está a propor-me outra opção?
00:19:56.628 – 00:19:59.026
Posso sempre tentar remediar as coisas com a Cobol.
00:19:59.231 – 00:20:00.962
Então sempre tem outra opção.
00:20:01.3 – 00:20:03.663
Então opto por me ir embora, senhor.
00:20:08.307 – 00:20:10.106
Diga à tripulação para onde quer ir.
00:20:15.147 – 00:20:16.511
Sr. Cobb!
00:20:19.351 – 00:20:21.216
Gostava de voltar para casa?
00:20:22.087 – 00:20:25.614
Para a América? Para os seus filhos?
00:20:26.124 – 00:20:29.116
Não consegue resolver isso! Ninguém pode.
00:20:29.528 – 00:20:32.429
- Tal como a Implantação. - Cobb, vamos.
00:20:36.301 – 00:20:39.125
- A ideia é muito complexa? - É até bastante simples.
00:20:39.338 – 00:20:40.865
Nenhuma ideia é simples
00:20:40.974 – 00:20:43.374
quando é preciso implantá-la na cabeça de outra pessoa.
00:20:43.475 – 00:20:46.933
O meu maior adversário é um velho doente.
00:20:47.112 – 00:20:50.639
O filho herdará em breve o controle da corporação.
00:20:51.783 – 00:20:55.784
Preciso que ele decida desmantelar o império do pai.
00:20:56.054 – 00:20:58.656
- Cobb, devíamos dizer não a isto. - Espera.
00:21:00.759 – 00:21:03.99
Se eu decidir fazê-lo... Se ao menos conseguisse fazê-lo…
00:21:04.162 – 00:21:05.72
Preciso de garantias.
00:21:05.866 – 00:21:07.724
Como sei que cumprirá o que promete?
00:21:07.868 – 00:21:11.795
Não sabe. Mas posso fazê-lo!
00:21:12.606 – 00:21:16.868
Então, dá-me o seu voto de confiança,
00:21:17.042 – 00:21:21.105
ou prefere torna-se um velho, corroído pelo arrependimento,
00:21:21.279 – 00:21:23.813
à espera de morrer sozinho?
00:21:26.918 – 00:21:28.947
Forme a sua equipa, Sr. Cobb.
00:21:29.042 – 00:21:31.642
E tenha mais cuidado na escolha do seu pessoal.
00:21:39.498 – 00:21:41.688
Olha, sei o quanto queres voltar para casa.
00:21:44.036 – 00:21:45.503
Mas não é possível fazer-se isto.
00:21:45.871 – 00:21:49.137
É sim. Só temos de ir suficientemente fundo.
00:21:49.307 – 00:21:50.838
Não sabes isso.
00:21:52.21 – 00:21:53.741
Já o fiz antes.
00:21:55.38 – 00:21:56.744
A quem é que o fizeste?
00:22:01.753 – 00:22:03.618
Porque vamos a Paris?
00:22:05.324 – 00:22:07.624
Vamos precisar de um novo arquitecto.
00:22:23.709 – 00:22:26.068
Nunca gostaste do teu escritório, pois não?
00:22:27.879 – 00:22:30.609
Não há espaço para pensar naquele armário de vassouras.
00:22:32.451 – 00:22:34.749
É seguro para ti estares aqui?
00:22:36.388 – 00:22:38.866
Sabes bem que as extradições entre a França e os Estados Unidos
00:22:38.922 – 00:22:40.522
são um pesadelo burocrático.
00:22:40.523 – 00:22:44.385
Acho que no teu caso arranjavam maneira de cooperar.
00:22:44.863 – 00:22:48.426
Olha, trouxe isto para dares aos miúdos quando puderes.
00:22:48.667 – 00:22:51.101
É preciso mais que um peluche de vez em quando,
00:22:51.269 – 00:22:54.137
para convencer aquelas crianças que ainda têm pai.
00:22:54.506 – 00:22:56.899
Estou a fazer o que sei. Estou a fazer o que me ensinaste.
00:22:57.609 – 00:22:59.6
Nunca te ensinei a seres ladrão.
00:22:59.778 – 00:23:01.38
Não, ensinaste-me a navegar na cabeça das pessoas.
00:23:01.48 – 00:23:02.788
Mas depois do que aconteceu
00:23:03.148 – 00:23:06.743
não tive muitas oportunidades para usar esse dom, dentro da lei.
00:23:11.757 – 00:23:13.456
Que fazes aqui, Dom?
00:23:15.427 – 00:23:17.657
Acho que arranjei maneira de voltar para casa.
00:23:18.096 – 00:23:21.588
É um trabalho para umas pessoas muito, muito poderosas.
00:23:21.767 – 00:23:23.331
Pessoas, que acredito,
00:23:23.471 – 00:23:26.471
podem acabar com as acusações contra mim, definitivamente.
00:23:26.972 – 00:23:30.018
- Mas preciso da tua ajuda. - Estás aqui para corromper
00:23:30.153 – 00:23:32.102
um dos meus melhores e mais brilhantes alunos.
00:23:32.277 – 00:23:35.212
Sabes o que ofereço. Deixa que sejam eles a decidir.
00:23:35.414 – 00:23:37.013
- Dinheiro. - E não só.
00:23:37.149 – 00:23:38.411
Tu lembras-te.
00:23:38.683 – 00:23:40.95
A oportunidade de construir catedrais,
00:23:41.02 – 00:23:43.989
cidades inteiras. Coisas que nunca existiram,
00:23:44.057 – 00:23:47.018
coisas que não podem existir no mundo real.
00:23:47.324 – 00:23:49.624
Então, queres que deixe outra pessoa
00:23:49.725 – 00:23:52.36
acompanhar-te nessa tua fantasia?
00:23:52.531 – 00:23:55.824
Eles nunca entram no sonho. Só projectam os níveis
00:23:56 – 00:23:58.133
e ensinam-nos aos sonhadores. Só isso.
00:23:58.303 – 00:23:59.927
Projecta-os tu.
00:24:02.207 – 00:24:03.904
A Mal não me deixa.
00:24:09.848 – 00:24:11.839
Volta para a realidade, Dom.
00:24:13.351 – 00:24:15.578
- Por favor. - A realidade?
00:24:16.321 – 00:24:18.653
Aqueles miúdos, os teus netos,
00:24:18.857 – 00:24:20.923
estão à espera que o pai deles volte para casa.
00:24:21.093 – 00:24:23.993
Essa é a realidade deles. E este trabalho,
00:24:24.094 – 00:24:26.791
este último trabalho, é a maneira de voltar para eles.
00:24:26.965 – 00:24:30.666
Não estaria aqui se soubesse de alguma outra maneira.
00:24:33.738 – 00:24:36.568
Preciso dum arquitecto que seja tão bom como eu era.
00:24:40.846 – 00:24:43.98
Tenho alguém ainda melhor. Ariadne?
00:24:46.585 – 00:24:48.917
Gostaria de apresentar-te o Sr. Cobb.
00:24:49.554 – 00:24:51.675
- Muito prazer. - Se tiveres uns minutos,
00:24:51.81 – 00:24:54.724
o Sr. Cobb tem uma oferta de emprego que gostaria
00:24:54.894 – 00:24:56.953
- de discutir contigo. - Um estágio?
00:24:57.128 – 00:24:58.62
Não exactamente.
00:24:58.73 – 00:25:00.319
Tenho um teste para fazeres.
00:25:00.432 – 00:25:02.629
Não me vai explicar nada antes?
00:25:02.801 – 00:25:05.565
Antes de te dizer qual o trabalho, tenho de saber se consegues fazê-lo.
00:25:05.737 – 00:25:08.896
- Porquê? - Não é, estritamente falando, legal.
00:25:11.91 – 00:25:14.806
Tens dois minutos para desenhares um labirinto
00:25:14.915 – 00:25:16.915
que demore um minuto a resolver.
00:25:18.316 – 00:25:19.575
Pára.
00:25:22.02 – 00:25:23.384
Outra vez.
00:25:25.323 – 00:25:26.666
Pára.
00:25:30.195 – 00:25:32.119
Tens de fazer melhor que isso.
00:25:44.776 – 00:25:46.365
Assim está melhor.
00:26:06.598 – 00:26:08.995
Dizem que só usamos uma fracção do verdadeiro potencial
00:26:09.068 – 00:26:11.128
do nosso cérebro. E isso quando estamos acordados.
00:26:11.67 – 00:26:13.703
Quando estamos a dormir, o nosso cérebro consegue fazer
00:26:13.873 – 00:26:15.662
- praticamente tudo. - Tal como?
00:26:15.774 – 00:26:17.439
Imagina que estás a projectar um edifício,
00:26:17.577 – 00:26:19.977
crias, conscientemente, todas as perspectivas.
00:26:19.978 – 00:26:22.239
Mas às vezes parece que se está a criar sozinho.
00:26:22.335 – 00:26:24.474
- Percebes o que quero dizer? - Sim, como...
00:26:24.617 – 00:26:28.212
- se estivesse a descobri-lo. - Inspiração genuína, não é?
00:26:28.587 – 00:26:31.954
Num sonho, o nosso cérebro faz isso continuamente.
00:26:32.123 – 00:26:37.325
Criamos e, simultaneamente, apercebemo-nos do nosso mundo.
00:26:37.495 – 00:26:40.555
E o cérebro fá-lo tão bem, que nem sabemos que está a acontecer.
00:26:40.732 – 00:26:43.296
Isso permite-nos entrar mesmo a meio desse processo.
00:26:43.401 – 00:26:45.846
- Como? - Assumindo o controlo da parte criativa.
00:26:46.004 – 00:26:49.842
É por isso que preciso de ti. Tu crias o mundo do sonho.
00:26:50.041 – 00:26:52.432
Nós levamos o sujeito para dentro desse sonho
00:26:52.644 – 00:26:55.135
e ele preenche-o com o seu subconsciente.
00:26:55.614 – 00:26:58.515
Como é possível saber os detalhes suficientes
00:26:58.683 – 00:27:00.844
para os fazer acreditar que é a realidade?
00:27:01.019 – 00:27:04.282
Os sonhos parecem reais quando estamos dentro deles, não é?
00:27:04.456 – 00:27:05.957
Só quando acordamos
00:27:06.126 – 00:27:08.626
é que nos apercebemos que havia algo estranho.
00:27:09.227 – 00:27:10.638
Deixa-me fazer-te uma pergunta.
00:27:10.795 – 00:27:14.208
Nunca te lembras do início de um sonho, pois não?
00:27:14.366 – 00:27:17.597
Acabas sempre por aterrar no meio dos acontecimentos.
00:27:17.769 – 00:27:20.333
- Sim, acho que sim. - Então, como viemos parar aqui?
00:27:20.939 – 00:27:22.736
Bem, acabámos de sair...
00:27:23.675 – 00:27:26.439
Pensa nisso, Ariadne. Como chegaste aqui?
00:27:27.178 – 00:27:28.838
Onde estás neste momento?
00:27:32.517 – 00:27:36.115
- Estamos a sonhar? - Na realidade estás no atelier, a dormir.
00:27:36.354 – 00:27:40.317
Esta foi a tua primeira lição de sonhos partilhados. Fica calma.
00:28:16.628 – 00:28:18.619
Se é só um sonho, porque é que está...
00:28:19.931 – 00:28:21.99
Porque nunca é só um sonho, pois não?
00:28:22.2 – 00:28:23.861
E a cara cheia de vidros dói pra caraças.
00:28:23.936 – 00:28:25.836
Quando se está no meio do sonho. Parece real.
00:28:25.937 – 00:28:28.204
Foi por isso que os militares criaram o, "Sonhos partilhados".
00:28:28.373 – 00:28:31.032
Um programa de treino. Os soldados disparavam, apunhalavam,
00:28:31.132 – 00:28:33.014
estrangulavam-se uns aos outros e depois acordavam.
00:28:33.611 – 00:28:35.476
Como é que os arquitectos se envolveram nisso?
00:28:35.647 – 00:28:37.911
Alguém tinha de desenhar os sonhos.
00:28:39.217 – 00:28:42.951
- Dás-nos mais cinco minutos? - Cinco minutos?
00:28:43.022 – 00:28:46.453
O quê...? Estamos a falar há, pelo menos, uma hora.
00:28:46.758 – 00:28:48.919
Num sonho o teu cérebro trabalha mais depressa.
00:28:49.094 – 00:28:52.461
Por isso, parece que o tempo passa mais devagar.
00:28:52.731 – 00:28:55.529
Cinco minutos no mundo real, é uma hora num sonho.
00:28:56.367 – 00:28:59.834
Porque não descobres o que consegues fazer em 5 minutos?
00:29:05.343 – 00:29:08.335
Tens os gráficos básicos: livraria, café.
00:29:08.513 – 00:29:10.276
Praticamente, tudo o resto, está também aqui.
00:29:10.448 – 00:29:13.281
- Quem são as pessoas? - Projecções do meu subconsciente.
00:29:13.451 – 00:29:14.315
- Do seu? - Sim.
00:29:14.753 – 00:29:17.153
Não te esqueças. Tu és o sonhador. Constróis este mundo.
00:29:17.188 – 00:29:19.962
Eu sou o sujeito, o meu cérebro povoa-o.
00:29:20.024 – 00:29:22.135
Podes, literalmente, falar com o meu subconsciente.
00:29:22.36 – 00:29:24.885
É uma das maneiras de extrair informações dos sujeitos.
00:29:25.063 – 00:29:28.03
- Quais são as outras? - Criando lugares seguros.
00:29:28.13 – 00:29:30.734
Como a caixa forte de um banco, ou uma prisão.
00:29:30.902 – 00:29:32.568
O cérebro, automaticamente, coloca lá
00:29:32.638 – 00:29:35.638
as informações que tenta proteger. Compreendes?
00:29:35.839 – 00:29:38.669
- Depois arromba-o e rouba-o? - Bem...
00:29:38.81 – 00:29:43.316
Pensava que o espaço onírico era essencialmente visual, mas...
00:29:43.481 – 00:29:45.642
É mais sobre as sensações.
00:29:45.817 – 00:29:47.455
A minha dúvida é o que acontece
00:29:47.455 – 00:29:50.255
quando começamos a alterar os factores físicos do sonho.
00:30:31.596 – 00:30:33.258
Impressionante, não é?
00:30:34.132 – 00:30:35.258
É sim.
00:30:59.557 – 00:31:01.117
Porque estão todos a olhar para mim?
00:31:01.292 – 00:31:04.695
Porque o meu subconsciente sente que está mais alguém a criar este mundo.
00:31:04.796 – 00:31:07.294
Quanto mais alterações fizeres, mais rapidamente as projecções
00:31:07.467 – 00:31:10.099
- começarão a convergir para ti. - Convergir?
00:31:10.268 – 00:31:12.763
Elas sentem o sonhador estranho e atacam,
00:31:12.837 – 00:31:15.601
como os glóbulos brancos a combater uma infecção.
00:31:15.773 – 00:31:19.934
- O quê? Vão atacar-nos? - Não. Apenas a ti.
00:31:25.174 – 00:31:28.115
Fantástico. Mas estou a avisar-te, se continuas a alterar as coisas...
00:31:32.257 – 00:31:35.021
Pode dizer ao seu subconsciente para ter mais calma?
00:31:35.193 – 00:31:37.987
É o meu subconsciente, lembras-te? Não posso controlá-lo.
00:32:31.582 – 00:32:33.21
Muito impressionante.
00:32:44.729 – 00:32:46.656
Conheço esta ponte.
00:32:46.898 – 00:32:48.492
Este sítio é real, não é?
00:32:48.666 – 00:32:50.891
Sim, atravesso-a todos os dias para ir para a faculdade.
00:32:51.002 – 00:32:52.499
Nunca recries lugares que estão na tua memória.
00:32:52.671 – 00:32:54.371
Imagina sempre lugares novos!
00:32:54.572 – 00:32:56.203
Temos de começar pelo que conhecemos, não é?
00:32:56.309 – 00:32:58.644
Usa só detalhes. Um candeeiro,
00:32:58.709 – 00:33:00.544
uma cabine telefónica. Nunca áreas completas.
00:33:00.745 – 00:33:02.575
- Porque não? - Porque construir um sonho
00:33:02.746 – 00:33:04.413
baseada nas tuas memórias, é a melhor maneira
00:33:04.583 – 00:33:06.983
de perderes a noção do que é real e do que não é.
00:33:07.084 – 00:33:10.342
- Foi isso que lhe aconteceu? - Isto não é sobre mim, entendido?
00:33:10.455 – 00:33:11.85
Não é por isso que precisa de mim,
00:33:11.991 – 00:33:13.391
para construir os seus sonhos?
00:33:13.592 – 00:33:15.686
Afasta-te dela. Para trás!
00:33:18.896 – 00:33:20.36
Mal!
00:33:20.632 – 00:33:24.296
- Acorde-me! - Mal! Não, Mal!
00:33:24.6 – 00:33:26.132
Acorde-me!
00:33:29.207 – 00:33:31.904
Olha para mim. Estás bem. Estás bem.
00:33:32.177 – 00:33:35.442
Porquê? Porque não conseguia acordar?
00:33:35.546 – 00:33:37.348
Porque ainda tínhamos tempo no relógio.
00:33:37.516 – 00:33:39.616
E só se pode acordar dentro dum sonho, se se morrer.
00:33:39.717 – 00:33:41.512
- Ela precisa de um totem. - Um quê?
00:33:41.652 – 00:33:42.885
Um totem.
00:33:42.954 – 00:33:45.654
- É um objecto pessoal... - Que raio de subconsciente o seu, Cobb!
00:33:46.024 – 00:33:47.616
Ela é mesmo encantadora!
00:33:48.092 – 00:33:50.99
- Já vi que conheceste a Sra. Cobb. - É a mulher dele?
00:33:51.062 – 00:33:53.561
Sim. Um totem. Precisas de um objecto pequeno,
00:33:53.63 – 00:33:55.721
de preferência pesado. Algo que possas
00:33:55.9 – 00:33:57.4
ter sempre contigo e que mais ninguém conheça.
00:33:57.569 – 00:34:00
- Uma moeda? - Não, tem de ser algo único.
00:34:00.171 – 00:34:03.332
Tipo... Isto é um dado viciado.
00:34:05.476 – 00:34:07.637
Não lhe podes tocar, deixava de servir o objetivo.
00:34:07.812 – 00:34:12.01
Só eu conheço o equilíbrio e o peso deste dado viciado.
00:34:12.25 – 00:34:13.615
Assim, quando olhares para o teu totem,
00:34:13.785 – 00:34:15.153
saberás, sem sombra de dúvida,
00:34:15.29 – 00:34:17.09
que não estás no sonho doutra pessoa.
00:34:20.591 – 00:34:23.018
Não sei se não consegues ver o que está a acontecer,
00:34:23.195 – 00:34:24.895
ou se, simplesmente, não queres.
00:34:24.996 – 00:34:28.432
Mas o Cobb tem problemas sérios, que tenta enterrar ali.
00:34:28.599 – 00:34:32.633
E não vou abrir a minha mente para alguém como ele.
00:34:38.576 – 00:34:42.3
Ela volta. Nunca vi ninguém aprender tão depressa.
00:34:42.613 – 00:34:45.179
Agora, só a realidade não vai ser suficiente para ela.
00:34:45.284 – 00:34:47.084
E quando voltar...
00:34:47.085 – 00:34:50.18
Quando ela voltar põe-na a construir labirintos.
00:34:50.321 – 00:34:52.612
- E tu onde estarás? - Tenho de visitar o Eames.
00:34:52.79 – 00:34:56.025
O Eames? Ele está em Mombaça. É o quintal da Cobol.
00:34:56.16 – 00:34:57.891
É um risco necessário.
00:34:57.995 – 00:34:59.589
Há muito bons ladrões por aqui.
00:34:59.663 – 00:35:01.431
Não precisamos de um simples ladrão.
00:35:02.5 – 00:35:03.896
Precisamos de um falsificador.
00:35:12.143 – 00:35:14.011
Podes esfregá-los uns nos outros, as vezes que quiseres,
00:35:14.18 – 00:35:16.974
- não se reproduzem. - Nunca se sabe.
00:35:17.548 – 00:35:19.338
Vou buscar-te uma bebida.
00:35:21.552 – 00:35:23.412
Pagas tu.
00:35:29.227 – 00:35:31.889
- A tua soletração não melhorou. - Vai-te lixar.
00:35:31.935 – 00:35:34.8
- E a tua caligrafia? - É versátil.
00:35:34.835 – 00:35:36.9
- Ainda bem. - Muito obrigado.
00:35:37.8 – 00:35:39.3
Implantação.
00:35:39.499 – 00:35:41.999
E antes de começares a dizer que é impossível...
00:35:42.1 – 00:35:43.8
Não. É perfeitamente possível.
00:35:43.999 – 00:35:45.599
Só é difícil como o raio.
00:35:45.699 – 00:35:47.099
Muito interessante.
00:35:47.2 – 00:35:49.6
O Arthur está sempre a dizer-me que é impossível.
00:35:50.2 – 00:35:52.4
O Arthur? Ainda trabalhas com esse atraso de vida?
00:35:52.535 – 00:35:55
- Ele é bom no que faz, certo? - É o melhor,
00:35:55.1 – 00:35:57.7
- mas não tem imaginação. - Ao contrário de ti.
00:35:57.854 – 00:36:00.734
Se vais fazer uma Implantação, precisas de imaginação.
00:36:01.035 – 00:36:04.8
Deixa-me perguntar-te uma coisa, já o fizeste antes?
00:36:04.835 – 00:36:06.265
Tentámos.
00:36:06.3 – 00:36:08.3
Colocámos a ideia no sítio certo, mas não pegou.
00:36:08.4 – 00:36:10.2
Não a plantaram suficientemente fundo?
00:36:10.235 – 00:36:11.865
Não. Não tem só a ver com a profundidade.
00:36:11.9 – 00:36:13.965
Tens de ter a versão mais simples da ideia,
00:36:14.1 – 00:36:16.9
para que cresça, naturalmente, na mente do sujeito.
00:36:16.935 – 00:36:18.465
É uma arte muito subtil.
00:36:18.6 – 00:36:20.565
Então, qual é a ideia que tens de implantar?
00:36:20.7 – 00:36:23
Precisamos que o herdeiro de uma grande corporação
00:36:23.1 – 00:36:25.065
desmantele o império do pai.
00:36:25.1 – 00:36:27.595
Só aí, tens várias motivações políticas,
00:36:27.752 – 00:36:29.265
sentimentos antimonopolistas,
00:36:29.421 – 00:36:31.764
e por aí adiante. Mas tudo isso está...
00:36:31.923 – 00:36:34.802
dependente dos preconceitos do teu sujeito.
00:36:34.9 – 00:36:37.6
Tens de começar pelo mais básico dos básicos.
00:36:37.635 – 00:36:39.1
E qual é?
00:36:39.3 – 00:36:41.5
A relação dele com o pai.
00:36:43.3 – 00:36:45.7
- Já tens um químico? - Não, ainda não.
00:36:45.735 – 00:36:49.1
Muito bem. Há um tipo aqui, o Yusuf,
00:36:49.2 – 00:36:52.4
ele cria as suas próprias versões dos compostos.
00:36:52.535 – 00:36:54
Porque não me levas lá?
00:36:54.134 – 00:36:55.634
Assim que largares a tua sombra...
00:36:56.035 – 00:36:58.567
- O tipo no bar. - Cobol Engineering.
00:36:58.702 – 00:37:01.3
O prémio pela minha cabeça, é vivo ou morto?
00:37:01.4 – 00:37:03.665
Não me lembro. Deixa ver se ele começa a disparar.
00:37:03.799 – 00:37:05.099
Cria uma diversão.
00:37:05.2 – 00:37:07.7
Encontramo-nos lá em baixo no bar, daqui... a meia hora?
00:37:07.835 – 00:37:09.2
Voltas para aqui?
00:37:09.399 – 00:37:11.299
É o último sítio de que suspeitarão.
00:37:12.3 – 00:37:13.8
Muito bem.
00:37:14.4 – 00:37:15.965
Freddy!
00:37:16 – 00:37:18.7
Freddy Simmons? Meu Deus, és tu, não és?
00:37:21.5 – 00:37:23.065
Não, não és tu.
00:37:23.1 – 00:37:24.9
Agora não estás a sonhar, pois não?
00:37:26.744 – 00:37:28.348
Apanhem-no!
00:37:43.6 – 00:37:45.1
Por ali.
00:38:04.936 – 00:38:07.236
Café. Um café.
00:39:17.1 – 00:39:18.9
Quer uma boleia, Sr. Cobb?
00:39:19.9 – 00:39:21.8
Que faz em Mombaça?
00:39:21.929 – 00:39:23.929
Tenho de proteger o meu investimento.
00:39:26.63 – 00:39:29.577
Então é assim que despistas uma sombra?
00:39:29.734 – 00:39:31.169
É uma sombra diferente.
00:39:39.3 – 00:39:41.3
O Cobb disse que voltavas.
00:39:42.4 – 00:39:43.9
Tentei não voltar, mas...
00:39:44.034 – 00:39:45.934
Mas não há nada que se compare a isto.
00:39:46.035 – 00:39:47.5
É apenas...
00:39:49.2 – 00:39:50.9
Criação pura.
00:39:51.1 – 00:39:53.6
Vamos ver algumas arquitecturas paradoxais?
00:39:53.635 – 00:39:55.365
Tens de aprender a dominar alguns truques,
00:39:55.4 – 00:39:58
se vais criar três níveis completos de sonho.
00:39:58.035 – 00:40:01.1
- Com licença. - Que tipo de truques?
00:40:01.21 – 00:40:02.921
Num sonho podes fintar a arquitectura
00:40:02.999 – 00:40:04.499
e criar formas impossíveis.
00:40:04.6 – 00:40:06.765
Isso permite-te criar espirais contínuas.
00:40:06.8 – 00:40:11.1
Como a Penrose Steps. A escadaria infinita.
00:40:14.1 – 00:40:15.6
Estás a ver?
00:40:19.6 – 00:40:21.065
Um paradoxo.
00:40:21.151 – 00:40:22.762
Por isso, uma espiral contínua como esta
00:40:22.82 – 00:40:25.526
ajuda-te a dissimular os limites do sonho que criaste.
00:40:25.635 – 00:40:27.465
Que tamanho devem ter os níveis?
00:40:27.598 – 00:40:29.434
Podem ter o tamanho do andar de um prédio
00:40:29.534 – 00:40:30.934
ou de uma cidade inteira.
00:40:31.035 – 00:40:32.665
Mas têm de ser suficientemente complicados,
00:40:32.8 – 00:40:35
para nos podermos esconder das projecções.
00:40:35.035 – 00:40:36.517
- Um labirinto? - Isso, um labirinto.
00:40:36.552 – 00:40:37.965
E quanto melhor for o labirinto...
00:40:38 – 00:40:40.9
Mais tempo teremos antes que as projecções nos apanhem?
00:40:40.935 – 00:40:42.365
Exactamente.
00:40:42.4 – 00:40:44.6
O meu subconsciente parece ser muito bem educado.
00:40:44.7 – 00:40:46.365
Espera, pode tornar-se bem mau.
00:40:46.491 – 00:40:49.391
Ninguém gosta de sentir que estão a brincar com a sua mente.
00:40:49.435 – 00:40:51.5
O Cobb já não consegue construir, pois não?
00:40:53.2 – 00:40:55.465
Não sei se ele não consegue, mas não quer.
00:40:55.6 – 00:40:58.2
Ele pensa que é mais seguro se não conhecer os gráficos.
00:40:58.3 – 00:41:00.3
- Porquê? - Ele não me diz.
00:41:00.6 – 00:41:02.2
Acho que é por causa da Mal.
00:41:02.335 – 00:41:04.365
- A ex-mulher? - Ela não é ex.
00:41:04.5 – 00:41:06.8
- Eles ainda estão juntos? - Não.
00:41:08.5 – 00:41:10
Ela morreu.
00:41:11.8 – 00:41:14.5
O que ali viste, foi a projecção dela.
00:41:18.5 – 00:41:22.1
- Como era ela na vida real? - Era encantadora.
00:41:26 – 00:41:28.165
- Está à procura dum químico? - Sim.
00:41:28.2 – 00:41:30.7
Para formular compostos para um trabalho?
00:41:31.2 – 00:41:33.2
E para nos acompanhar em campo.
00:41:33.235 – 00:41:35.8
Não, raramente entro no campo, Sr. Cobb.
00:41:35.9 – 00:41:39.9
Preciso que vá para criar os compostos específicos para as nossas necessidades.
00:41:40.035 – 00:41:41.865
- Que são... - Grande profundidade.
00:41:41.9 – 00:41:45.3
Um sonho dentro doutro sonho? Dois níveis?
00:41:47.5 – 00:41:50.3
- Três. - É impossível.
00:41:50.4 – 00:41:53.1
Tantos sonhos dentro de sonhos. É demasiado instável.
00:41:53.235 – 00:41:56.965
É possível. Só tem de adicionar um sedativo.
00:41:57.1 – 00:42:00
Um sedativo poderoso.
00:42:01.2 – 00:42:03
Quantos membros tem a equipa?
00:42:03.1 – 00:42:05.7
- Cinco. - Seis.
00:42:06.7 – 00:42:10.6
A única maneira de saber que fizeram o trabalho, é indo convosco.
00:42:10.734 – 00:42:13.934
Não há lugar para turistas num trabalho como este, Sr. Saito.
00:42:14.135 – 00:42:16.7
Desta vez, parece que há.
00:42:17.6 – 00:42:21.4
Acho que devemos começar por este. Uso-o todos os dias.
00:42:21.535 – 00:42:23.9
- Para quê? - Eu mostro-lhe.
00:42:27.4 – 00:42:29.9
Talvez não queira ver.
00:42:32.1 – 00:42:33.6
Depois de si.
00:42:43.6 – 00:42:46.465
Dez. Doze. Todos ligados. Caramba!
00:42:46.7 – 00:42:49.2
Vêm todos os dias para partilharem o sonho.
00:42:51 – 00:42:53.9
Estão a ver? É muito estável.
00:42:59.3 – 00:43:01.1
Sonham durante quanto tempo?
00:43:01.235 – 00:43:03.165
Três, quatro horas. Todos os dias.
00:43:03.4 – 00:43:06.7
- E em tempo de sonho? - Com este composto?
00:43:06.735 – 00:43:09
Cerca de 40 horas. Por dia e todos os dias.
00:43:09.1 – 00:43:12
- Porque fazem isto? - Diga-lhe, Sr. Cobb.
00:43:13.3 – 00:43:16.3
Passado algum tempo, é a única maneira de poderem sonhar.
00:43:16.435 – 00:43:18.365
Ainda sonha, Sr. Cobb?
00:43:18.4 – 00:43:20.6
Eles vêm todos os dias aqui para dormir?
00:43:20.7 – 00:43:22.1
Não.
00:43:24 – 00:43:26.9
Vêm para serem acordados.
00:43:27.4 – 00:43:30.5
O sonho tornou-se a sua realidade.
00:43:31.6 – 00:43:34.3
Mas o senhor sabe-o, não sabe?
00:43:36 – 00:43:38.4
Vejamos o que consegue fazer.
00:43:49.5 – 00:43:51.6
Sabes como me encontrar.
00:43:53.4 – 00:43:55.6
Sabes o que tens de fazer.
00:44:00.7 – 00:44:02.3
Certeiro, não é?
00:44:17.5 – 00:44:19.6
Sente-se bem, Sr. Cobb?
00:44:20.7 – 00:44:24.1
Sim. Está tudo óptimo.
00:44:32.799 – 00:44:34.199
Robert Fischer,
00:44:34.3 – 00:44:36.6
herdeiro da multinacional de energia, Fischer Morrow.
00:44:36.835 – 00:44:38.7
Qual é o seu problema com o Sr. Fischer?
00:44:38.735 – 00:44:40.6
Isso não lhe diz respeito.
00:44:40.8 – 00:44:45.3
Sr. Saito, isto não é a típica espionagem industrial.
00:44:45.335 – 00:44:47.165
Pediu-me para fazer uma implantação,
00:44:47.2 – 00:44:51
espero que compreenda a magnitude desse pedido.
00:44:51.366 – 00:44:53.599
A semente que plantarmos na mente deste homem,
00:44:53.699 – 00:44:55.299
crescerá e transformar-se-á numa ideia.
00:44:55.4 – 00:44:59.2
Esta ideia defini-lo-á. Poderá até vir a mudar...
00:44:59.235 – 00:45:01.065
Bem, pode mudar tudo aquilo que o caracteriza.
00:45:01.199 – 00:45:03.599
Somos a última empresa que se interpõe entre eles
00:45:03.7 – 00:45:05.611
e o monopólio global de energia.
00:45:05.635 – 00:45:07.8
E não podemos continuar a competir.
00:45:07.899 – 00:45:09.699
Dentro de pouco tempo, controlarão
00:45:09.8 – 00:45:11.8
o abastecimento de energia em metade do globo.
00:45:11.835 – 00:45:14.4
Na realidade, tornar-se-ão uma nova superpotência.
00:45:15.4 – 00:45:18.7
O mundo precisa que o Robert Fischer mude de ideias.
00:45:18.799 – 00:45:20.886
É aí que nós entramos.
00:45:20.986 – 00:45:23.728
Como é a relação do Robert Fischer com o pai?
00:45:23.835 – 00:45:26.765
Segundo os rumores, a relação é bastante complicada.
00:45:26.835 – 00:45:29.965
Não podemos trabalhar baseados só em rumores, podemos?
00:45:30.035 – 00:45:33.665
Pode conseguir-me acesso a este homem? Browning.
00:45:33.7 – 00:45:35.365
O braço direito do Fischer Sénior.
00:45:35.499 – 00:45:38.299
- O padrinho do Fischer Júnior. - Acho que é possível.
00:45:38.4 – 00:45:40.6
Basta conseguir as referências certas.
00:45:40.735 – 00:45:42.6
As referências são...
00:45:42.799 – 00:45:44.999
uma das minhas especialidades, Sr. Saito.
00:45:46.1 – 00:45:49.265
Não me cheira a acordo. Livra-te deles.
00:45:49.379 – 00:45:51.679
Sr. Browning, a política de Maurice Fischer
00:45:51.779 – 00:45:54.079
é a de, evitar sempre os litígios.
00:45:56.6 – 00:45:59.4
Bem... Devemos expor as suas preocupações,
00:45:59.599 – 00:46:01.599
directamente, ao Maurice?
00:46:01.7 – 00:46:03.3
Acho que não será necessário.
00:46:03.451 – 00:46:05.451
Não, não. Acho que devíamos sim.
00:46:27.1 – 00:46:28.6
Como está ele?
00:46:28.9 – 00:46:31.7
Não quero incomodá-lo, desnecessariamente, mas...
00:46:31.735 – 00:46:35.7
Robert... Raios! Disse-te para não deixares entrar...
00:46:35.8 – 00:46:39.3
Espera. Ela não... Não...
00:46:39.4 – 00:46:41.1
- Mr. Fischer. - Passa a chamada.
00:46:41.8 – 00:46:45.8
Raios! Nunca. Nunca... fazem o que eu peço.
00:46:45.835 – 00:46:47.7
Deixa isso.
00:46:55.4 – 00:46:58.6
Deve ser uma recordação preciosa.
00:46:58.8 – 00:47:03.2
Coloquei-a ao lado da cama. Nem olhou para ela.
00:47:03.6 – 00:47:05.065
Robert...
00:47:06.165 – 00:47:11.3
Temos de falar sobre a procuração. Sei que é difícil.
00:47:11.335 – 00:47:13.4
- Agora não. - Mas é imperativo que comecemos...
00:47:17.6 – 00:47:19.265
"Os abutres rondam."
00:47:19.4 – 00:47:21.3
"Quanto mais se agrava o estado de saúde de Maurice Fischer,
00:47:21.4 – 00:47:24.25
"mais poderoso se torna Peter Browning."
00:47:24.285 – 00:47:27.065
Tive inúmeras oportunidades para observar o Browning.
00:47:27.1 – 00:47:29.1
Para imitar a sua maneira de estar.
00:47:29.199 – 00:47:31.399
Estudar os seus maneirismos. E daí por diante.
00:47:31.6 – 00:47:35.6
No primeiro nível do sonho, posso personificar o Browning
00:47:35.8 – 00:47:38.9
e sugerir conceitos à mente consciente do Fischer.
00:47:38.935 – 00:47:40.9
Por isso, quando o levarmos para um nível mais profundo,
00:47:40.935 – 00:47:42.665
a sua própria projecção do Browning
00:47:42.7 – 00:47:45
deve retransmitir-lhe esses conceitos.
00:47:45.1 – 00:47:46.865
Ele transmite a si próprio a ideia?
00:47:46.999 – 00:47:49.399
Exactamente. É a única maneira dela se enraizar.
00:47:49.5 – 00:47:51.1
Tem de parecer que foi ele que a teve.
00:47:51.135 – 00:47:54.2
Eames, estou impressionado.
00:47:54.435 – 00:47:58.2
A tua condescêndencia, é como sempre, muito apreciada, Arthur. Obrigado.
00:48:19.9 – 00:48:21.75
Vai entrar sozinho?
00:48:21.885 – 00:48:25.6
Não. Estava só a fazer umas experiências.
00:48:25.7 – 00:48:27.9
Não me apercebi que ainda estava alguém aqui.
00:48:27.935 – 00:48:30.4
Estava a trabalhar no meu totem.
00:48:30.435 – 00:48:32.4
Deixa-me ver.
00:48:33.7 – 00:48:36.365
- Já estás a aprender? - Uma solução elegante
00:48:36.5 – 00:48:38.8
para manter contacto com a realidade.
00:48:39.2 – 00:48:40.765
A ideia foi sua?
00:48:40.8 – 00:48:45.885
Não. Na verdade, foi da Mal. Este era o dela.
00:48:45.985 – 00:48:49.1
Ela girava-o nos sonhos e nunca caía.
00:48:49.135 – 00:48:51.9
Só girava e girava.
00:48:53.1 – 00:48:55.4
O Arthur disse-me que ela morreu.
00:48:56.7 – 00:48:58.8
Como vão os labirintos?
00:48:58.939 – 00:49:02.5
Todos os níveis se relacionam, com a zona do subconsciente do sujeito
00:49:02.6 – 00:49:04.6
a que estamos a tentar aceder. Por isso...
00:49:04.7 – 00:49:06.95
Estou a criar um hospital, no nível inferior,
00:49:07.085 – 00:49:09.4
para onde o Fischer possa levar o pai.
00:49:10.4 – 00:49:13.1
Na realidade... Tenho uma pergunta sobre essa zona.
00:49:13.2 – 00:49:15.3
Não me mostres pormenores específicos.
00:49:15.5 – 00:49:17.8
Só o sonhador deve conhecer os gráficos.
00:49:17.835 – 00:49:19.6
Porque é isso tão importante?
00:49:19.7 – 00:49:21.265
Para o caso de um de nós levar para lá as suas projecções.
00:49:21.3 – 00:49:23.7
Não queremos que saibam os detalhes do labirinto.
00:49:25 – 00:49:27.4
Quer dizer, caso você leve a Mal para lá?
00:49:27.435 – 00:49:29.8
Não consegue impedi-la de entrar, pois não?
00:49:31 – 00:49:33.5
- Pois… - Não pode construir porque...
00:49:33.535 – 00:49:36.2
Se conhecer o labirinto, ela também o conhece.
00:49:36.335 – 00:49:38.3
Ela pode sabotar a operação.
00:49:38.6 – 00:49:41.1
- Cobb, os outros sabem? - Não, não sabem.
00:49:41.135 – 00:49:43.7
Devia avisá-los, isso pode estar a piorar.
00:49:43.8 – 00:49:45.7
Ninguém disse que está a piorar.
00:49:46.8 – 00:49:48.4
Preciso de voltar para casa.
00:49:48.599 – 00:49:50.499
Neste momento, é a única coisa que me interessa.
00:49:51.2 – 00:49:53.1
Porque é que não pode voltar para casa?
00:49:56.2 – 00:49:58.5
Porque pensam que a matei.
00:50:01.7 – 00:50:04.265
- Obrigado. - Pelo quê?
00:50:04.3 – 00:50:06.7
Por não me teres perguntado se a matei.
00:50:06.735 – 00:50:09.1
Vou dividir o império do meu pai.
00:50:09.2 – 00:50:11.265
Obviamente, esta é uma ideia que o próprio Robert
00:50:11.399 – 00:50:13.799
escolheria rejeitar. E é por isso
00:50:13.9 – 00:50:16.4
que temos de plantá-la, bem no fundo, do seu subconsciente.
00:50:16.435 – 00:50:19
O subconsciente é motivado pela emoção, certo?
00:50:19.135 – 00:50:20.665
Não pela razão. Temos de arranjar uma maneira
00:50:20.7 – 00:50:23.6
de traduzir esta ideia num conceito emocional.
00:50:23.7 – 00:50:26.5
E como traduzes estratégia comercial em emoção?
00:50:26.535 – 00:50:27.965
É isso que temos de descobrir.
00:50:28.1 – 00:50:31.5
A relação do Robert com o pai é, no mínimo, tensa.
00:50:31.6 – 00:50:35.434
Podemos usar isso. Podemos sugerir que desmantelar a empresa do pai
00:50:35.5 – 00:50:37.1
é uma maneira de dizer ao velho, vai-te lixar.
00:50:37.2 – 00:50:39.2
Não. Porque penso que as emoções positivas
00:50:39.334 – 00:50:40.834
suplantam sempre as emoções negativas.
00:50:40.935 – 00:50:44.2
Todos ansiamos por reconciliação, por catarse.
00:50:44.6 – 00:50:46
Precisamos que o Robert Fischer
00:50:46.099 – 00:50:48.399
tenha uma reacção emocional positiva a tudo isto.
00:50:48.6 – 00:50:50.265
Podemos tentar isto...
00:50:50.6 – 00:50:53.6
"O meu pai aceita que eu queira construir algo por mim,
00:50:53.635 – 00:50:55.6
"e não que siga os seus passos. "
00:50:55.8 – 00:50:58.2
- Pode ser que isso resulte. - Pode ser?
00:50:58.499 – 00:51:00.399
Precisamos de melhor que um, “pode ser”.
00:51:00.6 – 00:51:02.3
Obrigado pela tua contribuição, Arthur.
00:51:02.5 – 00:51:06.6
Desculpa se quero mais especificidades. "Especificidade"?
00:51:06.7 – 00:51:09
A Implantação não tem a ver com, ser-se específico.
00:51:09.035 – 00:51:10.465
Quando entrarmos na mente dele,
00:51:10.6 – 00:51:13.1
temos de trabalhar com o que encontrarmos.
00:51:14 – 00:51:17.4
No nível superior, libertamo-lo da relação com o pai.
00:51:17.435 – 00:51:20.7
Dizemos: "não vou seguir os passos do meu pai. "
00:51:20.835 – 00:51:22.2
No nível descendente seguinte,
00:51:22.335 – 00:51:25.5
alimentamos esse conceito: “Vou criar algo por mim.”
00:51:25.661 – 00:51:27.299
Assim, quando chegarmos ao nível inferior
00:51:27.399 – 00:51:28.999
podemos usar argumentos da pesada.
00:51:29.1 – 00:51:32
-“O meu pai não quer que seja ele?” - Exactamente.
00:51:32.138 – 00:51:34.838
Nos três níveis mais baixos os sonhos desmoronam-se,
00:51:34.934 – 00:51:36.734
com a mais leve perturbação.
00:51:36.835 – 00:51:39.065
A sedação... para dormir.
00:51:39.1 – 00:51:41.4
Suficientemente estável para se criarem três camadas de sonho,
00:51:41.5 – 00:51:44.5
só temos de juntar um sedativo extremamente forte.
00:51:56.1 – 00:51:57.6
Boa noite.
00:51:57.7 – 00:52:00.1
O composto que vamos usar para partilhar o sonho,
00:52:00.135 – 00:52:02.417
cria uma ligação clara entre os sonhadores.
00:52:02.452 – 00:52:04.726
Além de acelerar a actividade cerebral.
00:52:04.761 – 00:52:07
Ou seja, dá-nos mais tempo em cada nível.
00:52:07.1 – 00:52:10.3
A actividade cerebral em cada sonho é 20 vezes a normal.
00:52:10.335 – 00:52:12.565
Quando se entra noutro sonho, dentro desse sonho...
00:52:12.6 – 00:52:15.4
o efeito é potenciado. Três sonhos vezes 10 horas...
00:52:15.5 – 00:52:17.8
Desculpem, nunca fui bom a matemática.
00:52:17.9 – 00:52:22.3
- Quanto tempo dá? - Uma semana, no primeiro nível abaixo.
00:52:22.335 – 00:52:25.065
Seis meses, no segundo nível abaixo.
00:52:25.1 – 00:52:27.3
- E no terceiro... - Dez anos!
00:52:29.5 – 00:52:32.5
Quem quer ficar preso num sonho durante dez anos?
00:52:32.6 – 00:52:34.065
Depende do sonho.
00:52:34.1 – 00:52:36.265
Depois de fazermos a implantação, como saímos?
00:52:36.3 – 00:52:38.3
Espero que tenhas pensado em algo mais elegante
00:52:38.434 – 00:52:41.134
- do que dares-me um tiro na cabeça. - O pontapé.
00:52:41.3 – 00:52:45.2
- O que é "O pontapé"? - Isto, Ariadne, é “O pontapé.”
00:52:47.7 – 00:52:50.565
É a sensação de queda que te obriga a acordar.
00:52:50.6 – 00:52:52.1
Tira-te de dentro do sonho.
00:52:52.234 – 00:52:53.834
E vamos sentir o pontapé com esta dose de sedativos?
00:52:53.935 – 00:52:55.965
Isso é o mais engenhoso. Personalizei o sedativo
00:52:56.1 – 00:52:58.6
para que a função do ouvido interno se mantenha perfeita.
00:52:58.7 – 00:53:00.95
Assim, por mais profundo que seja o sono,
00:53:00.985 – 00:53:03.2
os sonhadores sentem que estão a cair.
00:53:03.6 – 00:53:05.5
Ou o tombo.
00:53:05.898 – 00:53:08.45
O truque é, sincronizar um pontapé
00:53:08.585 – 00:53:10.599
que consiga atravessar os três níveis.
00:53:10.8 – 00:53:12.7
Podemos usar uma contagem musical decrescente
00:53:12.8 – 00:53:14.6
para sincronizar os diferentes pontapés.
00:53:23.1 – 00:53:26.7
Ele não tem nenhuma cirurgia marcada. Dentista. Nada.
00:53:26.9 – 00:53:28.6
Não era suposto ir ser operado ao joelho?
00:53:28.735 – 00:53:31.365
Nada. Pelo menos nada que implique ficar inconsciente.
00:53:31.4 – 00:53:33.765
E precisamos de, pelo menos, umas dez horas.
00:53:33.8 – 00:53:38.6
O voo de Sydney para Los Angeles. Um dos mais longos do mundo.
00:53:38.7 – 00:53:40.5
Ele fá-lo de quinze em quinze dias.
00:53:41 – 00:53:43
De certeza vai num avião particular.
00:53:43.7 – 00:53:47
Não se o avião dele tiver de fazer uma manutenção inesperada.
00:53:47.035 – 00:53:48.765
- Tem de ser um 747. - Porquê?
00:53:48.8 – 00:53:51.4
Porque num 747, o piloto fica na parte superior,
00:53:51.5 – 00:53:53.2
a cabine da primeira classe, fica no nariz
00:53:53.399 – 00:53:55.699
e ninguém passará por lá. Você teria de comprar
00:53:55.8 – 00:53:58.1
a cabine inteira e a hospedeira da 1ª classe.
00:53:58.135 – 00:54:00.1
Comprei a companhia aérea.
00:54:01.6 – 00:54:03.4
Pareceu-me menos complicado.
00:54:05.1 – 00:54:07.3
Parece que temos as nossas dez horas.
00:54:08.6 – 00:54:11.8
A propósito... Ariadne, excelente trabalho.
00:54:59.4 – 00:55:01.4
Sabes como me encontrar.
00:55:03.2 – 00:55:05.3
Sabes o que tens de fazer.
00:55:08.5 – 00:55:11.5
Lembras-te quando me pediste em casamento?
00:55:12.8 – 00:55:14.7
Claro que me lembro.
00:55:15.8 – 00:55:18.8
Disseste que tinhas sonhado.
00:55:20.9 – 00:55:23.9
Que envelheceríamos juntos.
00:55:25.5 – 00:55:27.3
E podemos.
00:55:33.6 – 00:55:35.4
Não devias estar aqui.
00:55:39.6 – 00:55:42.9
Só queria ver que tipo de testes faz todas as noites, sozinho.
00:55:43.035 – 00:55:46.065
- Isto não tem nada a ver contigo. - Tem tudo a ver comigo.
00:55:46.2 – 00:55:48
Pediu-me para partilhar sonhos consigo.
00:55:48.035 – 00:55:51.6
Estes não. Estes sonhos são meus.
00:56:03.6 – 00:56:05.4
Porque faz isto a si próprio?
00:56:05.8 – 00:56:08.3
É a única maneira de poder sonhar.
00:56:10.2 – 00:56:12.2
Porque é tão importante sonhar?
00:56:13 – 00:56:15.8
Nos meus sonhos ainda estamos juntos.
00:56:30.2 – 00:56:31.7
Isto não são apenas sonhos.
00:56:33.8 – 00:56:36.9
São memórias. E você disse-me para nunca usar memórias.
00:56:36.935 – 00:56:38.565
Eu sei que disse.
00:56:38.6 – 00:56:40.5
Está a tentar mantê-la viva.
00:56:41.3 – 00:56:42.9
Não consegue esquecê-la.
00:56:43 – 00:56:45.165
Não podes compreender.
00:56:45.2 – 00:56:46.8
São momentos dos quais me arrependo,
00:56:46.935 – 00:56:49.1
memórias que tenho de mudar.
00:56:50.1 – 00:56:52.3
E de que se arrepende, que está lá em baixo?
00:56:52.7 – 00:56:56.4
Ouve, só há uma coisa que tens de saber sobre mim.
00:57:04.7 – 00:57:06.5
Esta é a sua casa?
00:57:06.8 – 00:57:09.1
Minha e da Mal. Sim.
00:57:09.5 – 00:57:11
Onde está ela?
00:57:11.9 – 00:57:14
Ela já morreu.
00:57:18.6 – 00:57:20.265
Aquele é o meu filho, o James.
00:57:20.3 – 00:57:23.1
Está a escavar à procura de alguma coisa. Talvez uma minhoca.
00:57:24.7 – 00:57:28.565
Aquela é a Phillipa. Já pensei chamá-los
00:57:28.635 – 00:57:31.1
para que se virassem e sorrissem e eu pudesse ver...
00:57:32.3 – 00:57:36.9
aqueles rostos lindos, mas é demasiado tarde.
00:57:37 – 00:57:39.8
É agora ou nunca, Cobb.
00:57:44.3 – 00:57:46.465
Depois comecei a entrar em pânico.
00:57:46.5 – 00:57:49.6
Sabia que me ia arrepender deste momento,
00:57:50.5 – 00:57:53.1
mas tinha de os ver, uma última vez.
00:57:53.135 – 00:57:55.599
James, Phillipa. Venham para dentro.
00:57:55.6 – 00:57:57.1
Mas o momento passou.
00:57:59.7 – 00:58:02.5
E faça eu o que fizer, não consigo mudar este momento.
00:58:03.8 – 00:58:06.01
Quando vou chamar por eles...
00:58:07.4 – 00:58:09
fogem.
00:58:11.1 – 00:58:14.5
Para voltar a ver o rosto deles tenho de voltar para casa.
00:58:15.3 – 00:58:17
No mundo real.
00:58:58.4 – 00:58:59.9
Que fazes aqui?
00:59:01 – 00:59:03.4
- Chamo-me... - Sei quem és.
00:59:03.435 – 00:59:04.9
O que fazes aqui?
00:59:13.9 – 00:59:16
Só estou a tentar compreender...
00:59:16.035 – 00:59:18
Como poderias compreender?
00:59:19 – 00:59:21.7
Sabes o que é ser uma amante?
00:59:23.4 – 00:59:25.4
Ser a metade de um todo?
00:59:27 – 00:59:28.8
Não.
00:59:29.5 – 00:59:32
Vou dizer-te uma adivinha.
00:59:33.4 – 00:59:35.7
Estás à espera dum comboio.
00:59:37 – 00:59:39.8
Um comboio que te levará para muito longe.
00:59:41.3 – 00:59:44.2
Sabes para onde queres que o comboio te leve.
00:59:44.7 – 00:59:49.6
Mas não tens a certeza. E também não interessa.
00:59:50.8 – 00:59:54.1
Como pode não te interessar, onde o comboio te levará?
00:59:54.135 – 00:59:55.8
Porque estaremos juntos.
00:59:56.6 – 01:00:00.3
- Como pudeste trazê-la aqui, Dom? - Que lugar é este?
01:00:00.4 – 01:00:03.935
É o quarto de hotel onde comemorávamos os nossos aniversários.
01:00:04.035 – 01:00:05.4
O que aconteceu aqui?
01:00:06.9 – 01:00:09.5
Tu prometeste! Tu prometeste!
01:00:09.9 – 01:00:12.3
Por favor! Preciso que fiques aqui! Só por agora!
01:00:12.4 – 01:00:14.1
Disseste que ficaríamos juntos!
01:00:14.234 – 01:00:15.734
Disseste que envelheceríamos juntos!
01:00:15.835 – 01:00:18.6
Eu volto. Prometo.
01:00:36.9 – 01:00:41.9
Acha que basta construir uma prisão de memórias, para a manter presa?
01:00:43 – 01:00:45.6
Acha mesmo que basta isso para a conter?
01:00:45.8 – 01:00:50.05
Está na hora. O Maurice Fischer acaba de morrer em Sidney.
01:00:50.185 – 01:00:53.5
- Quando é o funeral? - Quinta-feira. Em Los Angeles.
01:00:53.6 – 01:00:55.9
O Robert deve acompanhar o corpo, o mais tardar na terça-feira.
01:00:56.035 – 01:00:57.8
- Temos de nos apressar. - Certo.
01:00:58.3 – 01:01:01.665
- Cobb, vou consigo. - Prometi ao Miles que não.
01:01:01.732 – 01:01:05.899
A equipa precisa de alguém, que entenda o que está a passar.
01:01:07.5 – 01:01:09.465
Não tenho de ser eu,
01:01:09.5 – 01:01:13.5
mas terá de mostrar ao Arthur, o que acabei de ver.
01:01:18.8 – 01:01:21.1
Arranjem-nos mais um lugar no avião.
01:01:24.9 – 01:01:28.1
Se eu entrar neste avião e não honrar o nosso acordo,
01:01:28.2 – 01:01:31.6
quando aterrarmos, vou preso o resto da vida.
01:01:32.4 – 01:01:36.7
Conclua o trabalho na viagem e farei uma chamada do avião.
01:01:36.935 – 01:01:40.2
Não terá problemas com os Serviços de Imigração.
01:01:53.2 – 01:01:56
- Com licença. - Claro, desculpe.
01:01:56.035 – 01:01:57.6
Obrigado.
01:02:31.6 – 01:02:35.4
Desculpe, acho que isto é seu. Deve ter deixado cair.
01:02:35.5 – 01:02:37.4
Os senhores querem beber algo?
01:02:37.5 – 01:02:40
- Água, por favor. - O mesmo para mim.
01:02:43.9 – 01:02:45.365
Obrigado.
01:02:45.4 – 01:02:47.25
Não pude deixar de reparar, mas...
01:02:47.385 – 01:02:50.9
Por acaso não é familiar... do famoso Maurice Fischer?
01:02:51 – 01:02:55.3
Sou, ele... Ele era meu pai.
01:02:56 – 01:03:00
Ele era um homem inspirador. Os meus pêsames.
01:03:03.1 – 01:03:05.2
- Aqui tem. - Obrigado.
01:03:06.5 – 01:03:08.6
Ao seu pai.
01:03:09 – 01:03:11.3
Que descanse em paz.
01:04:19.4 – 01:04:21.8
- Não podias ter urinado antes de vir? - Desculpem.
01:04:21.9 – 01:04:24.2
Demasiado champanhe à borla antes da descolagem. Foi, Yusuf?
01:04:24.335 – 01:04:25.665
Que gracinha!
01:04:25.8 – 01:04:28.5
Sabemos que, com este tempo, ele vai procurar um táxi.
01:04:40.2 – 01:04:41.565
Parvalhão!
01:04:41.6 – 01:04:44.1
- Meu, porque não... - Põe-te a andar.
01:05:00.7 – 01:05:02.4
Tenho de desligar. Táxi!
01:05:02.435 – 01:05:04
Obrigado.
01:05:06.6 – 01:05:09.5
Muito bem. Para a Third e Market. Depressa.
01:05:09.535 – 01:05:12.565
- O que está a fazer? - Desculpe, pensei que estava livre.
01:05:12.635 – 01:05:14.3
- Mas não está! - Talvez possamos dividi-lo.
01:05:14.4 – 01:05:16.4
E talvez não. Pode encostar...
01:05:20.2 – 01:05:21.9
Fantástico.
01:05:26.4 – 01:05:28
Vamos!
01:05:38.8 – 01:05:41.6
Há 500 dólares aí dentro e a carteira vale mais que isso.
01:05:41.7 – 01:05:43.9
Pode, pelo menos, deixar-me na minha paragem?
01:05:43.935 – 01:05:46
Temo que...
01:05:53.7 – 01:05:56.065
- Protejam-no! - Baixem-se! Baixem-se!
01:05:56.2 – 01:05:57.6
Que raio está a acontecer?
01:06:01.8 – 01:06:03.8
Isto não estava no projecto.
01:06:04.6 – 01:06:06.4
Cobb?
01:06:06.7 – 01:06:08.2
Cobb?
01:06:57.7 – 01:06:59.4
Atira!
01:07:06.1 – 01:07:09.865
- Estás bem? - Sim. Estou bem. Estou bem.
01:07:10.2 – 01:07:12.4
O Fischer também está bem. A não ser que enjoe no carro.
01:07:12.5 – 01:07:14.1
Saito?
01:07:32.1 – 01:07:34.3
Levem o Fischer para o quarto das traseiras, já!
01:07:34.9 – 01:07:37.25
Leva-o para o quarto das traseiras. Despacha-te!
01:07:37.285 – 01:07:39.5
Ele foi atingido? Está a morrer?
01:07:39.6 – 01:07:41.165
- Não sei. - Jesus Cristo.
01:07:41.2 – 01:07:42.6
Onde é que vocês estavam? O que aconteceu?
01:07:42.701 – 01:07:44.5
Fomos bloqueados por um comboio de mercadorias.
01:07:44.535 – 01:07:46.8
Porque puseste um comboio no meio dum cruzamento?
01:07:46.835 – 01:07:48.365
- Não pus! - Então, de onde apareceu?
01:07:48.4 – 01:07:50.85
Deixa que te pergunte. Porque raio fomos emboscados?
01:07:50.985 – 01:07:52.5
Aquelas projecções não eram normais.
01:07:52.599 – 01:07:53.78
- Foram treinadas! - Tens razão.
01:07:53.9 – 01:07:56.165
- Como, foram treinadas? - O Fischer contratou um extractor
01:07:56.3 – 01:07:58.865
que ensinou o seu subconsciente a auto defender-se.
01:07:59 – 01:08:00.9
Por isso, o subconsciente dele está militarizado.
01:08:01.034 – 01:08:02.634
Devia ter visto isso na pesquisa. Desculpa.
01:08:02.735 – 01:08:04.8
- E não viste porquê? - Acalma-te.
01:08:05 – 01:08:06.9
Não me digas para me acalmar. Era o teu trabalho!
01:08:07.035 – 01:08:09.265
Raios te partam! Eras o responsável por isso!
01:08:09.3 – 01:08:11.265
Devias ter investigado o passado do Fischer, minuciosamente.
01:08:11.3 – 01:08:13.465
Não estamos preparados para este tipo de violência!
01:08:13.6 – 01:08:15.2
Já lidámos com sub-segurança.
01:08:15.334 – 01:08:16.934
Basta termos mais cuidado e ficamos bem.
01:08:17.035 – 01:08:19.4
Isto não fazia parte do plano. Ele está a morrer, por amor de Deus!
01:08:19.5 – 01:08:21.7
- Vou dar-lhe o tiro de misericórdia. - Não faças isso!
01:08:21.735 – 01:08:23.565
Não faças isso!
01:08:23.6 – 01:08:25.4
Ele está a sofrer horrores, vou só acordá-lo.
01:08:25.435 – 01:08:27.565
Não. Isso não o acorda.
01:08:27.6 – 01:08:29.65
- Como assim? - Isso não o acorda.
01:08:29.685 – 01:08:32.2
- Quando morremos num sonho, acordamos. - Deste, não.
01:08:32.3 – 01:08:35
Estamos demasiado sedados para acordarmos dessa maneira.
01:08:35.435 – 01:08:38.9
- Que acontece quando morremos? - Ficamos presos no limbo.
01:08:39.235 – 01:08:40.5
- Estás a falar a sério? - Limbo?
01:08:40.6 – 01:08:43.7
- Espaço de sonho não construído. - E que raios existe lá?
01:08:43.9 – 01:08:45.8
Apenas, subconsciente em bruto e infinito.
01:08:45.935 – 01:08:49.1
Não há lá nada, excepto o que tiver sido deixado
01:08:49.235 – 01:08:52.267
por quem partilhou o sonho e já tenha estado lá preso.
01:08:52.302 – 01:08:54.365
Que, no nosso caso, és só tu.
01:08:54.5 – 01:08:56.3
Por quanto tempo podemos ficar lá presos?
01:08:56.335 – 01:08:59.7
- Não há forma de escapar até a sedação... - Quanto tempo?
01:08:59.8 – 01:09:01.665
Décadas. Pode ser para sempre. Não sei!
01:09:01.8 – 01:09:05.3
- Perguntem-lhe, ele é que esteve lá. - Vamos levá-lo lá para cima.
01:09:06.1 – 01:09:09.4
Fantástico. Obrigado!
01:09:10.2 – 01:09:12.165
Então, agora estamos presos na mente do Fischer,
01:09:12.3 – 01:09:14.965
a lutar contra o seu exército privado. E se formos mortos,
01:09:15.1 – 01:09:19.45
ficamos perdidos no limbo até os nossos miolos se desfazerem?
01:09:25.7 – 01:09:27.7
Quem presta os primeiros socorros?
01:09:29.7 – 01:09:33.6
- Sabias dos riscos e não nos contaste? - Não era suposto haver riscos.
01:09:33.7 – 01:09:35.8
Não sabia que teríamos de lidar com armas carregadas.
01:09:36 – 01:09:39.465
- Não tinhas o direito. - Era a única forma de descer três níveis.
01:09:39.6 – 01:09:42.165
- E tu? Sabias disto e concordaste? - Confiei nele.
01:09:42.3 – 01:09:44.8
Confiaste nele? Porquê? Prometeu-te metade da parte dele?
01:09:44.835 – 01:09:48.065
Não. Toda. Além disso, ele disse que já tinha feito isto.
01:09:48.2 – 01:09:49.8
Já? Com quem? A Mal?
01:09:49.9 – 01:09:51.9
- É que isso correu tão bem... - Não tem nada a ver com isso.
01:09:52.035 – 01:09:54.1
Fiz o que tinha de fazer para voltar para os meus filhos.
01:09:54.235 – 01:09:56.567
E trouxeste-nos para uma zona de guerra sem saída possível?
01:09:56.702 – 01:09:58.9
Há uma saída. Continuamos com o trabalho.
01:09:59.035 – 01:10:00.765
Fazemos tudo o mais rapidamente possível
01:10:00.865 – 01:10:03.2
e saímos usando o pontapé, como sempre fizemos.
01:10:03.3 – 01:10:05.8
Esquece! Quanto mais descemos, maiores são os riscos.
01:10:05.935 – 01:10:07.765
Vou passar o resto do trabalho sentado neste nível. Rapazes?
01:10:07.9 – 01:10:10.3
A segurança do Fischer está a cercar este local, neste preciso momento.
01:10:10.435 – 01:10:12.767
Dez horas de voo, são uma semana neste nível.
01:10:12.903 – 01:10:16.803
O que quer dizer, que seremos todos mortos. Isso garanto-vos.
01:10:16.9 – 01:10:20.6
Não temos opção senão continuar e fazer isto o mais rápido possível.
01:10:22.3 – 01:10:25.2
Para baixo, é a única maneira de avançarmos.
01:10:25.9 – 01:10:30
Preparem-se. Tu! Anda! Vamos apertar com ele.
01:10:34.1 – 01:10:38.9
Tenho um seguro de dez milhões, contra raptos. Vai ser fácil...
01:10:39 – 01:10:41.065
- Cala-te! - Não vai ser fácil.
01:10:41.1 – 01:10:43.1
No escritório do teu pai, por debaixo das estantes,
01:10:43.2 – 01:10:46.365
está o cofre pessoal dele. Precisamos da combinação.
01:10:46.4 – 01:10:48.365
Não sei de cofre algum.
01:10:48.4 – 01:10:51.1
Isso não quer dizer que não saibas a combinação.
01:10:52.2 – 01:10:54.3
Diz-nos qual é.
01:10:54.8 – 01:10:56.6
Não sei.
01:11:01.5 – 01:11:04.2
Temos um perito na matéria que diz que sabes.
01:11:04.235 – 01:11:06.4
Pois... Que perito?
01:11:07.4 – 01:11:10.9
- Isto custa 500 dólares? - O que tem dentro?
01:11:11.2 – 01:11:14.9
Dinheiro, cartões, identificação... E isto.
01:11:19.9 – 01:11:23.611
- Pode ser útil? - Talvez.
01:11:23.646 – 01:11:26
É a tua vez. Tens uma hora.
01:11:26.135 – 01:11:27.7
Uma hora?
01:11:28 – 01:11:30.7
Era suposto ter a noite toda para deslindar isto.
01:11:30.735 – 01:11:33.467
E não era suposto o Saito ter levado um tiro no peito.
01:11:33.602 – 01:11:36.4
Tens uma hora. Arranja algo que possamos usar. Por favor.
01:11:38.8 – 01:11:42.4
- O que foi aquilo? - O nosso perito na matéria.
01:11:45.9 – 01:11:47.9
O tio Peter.
01:11:48.6 – 01:11:50.5
Faça-os parar.
01:11:51.1 – 01:11:53.1
- A combinação? - Não sei.
01:11:53.3 – 01:11:55.265
Porque é que o Browning diz que sabes?
01:11:55.3 – 01:11:58.7
Não sei. Deixe-me falar com ele e descubro.
01:12:01.2 – 01:12:04
Têm uma hora! Comecem a falar.
01:12:06 – 01:12:07.7
Estás bem?
01:12:08.8 – 01:12:10.5
Estás bem?
01:12:13.9 – 01:12:16.9
Há dois dias que aqueles canalhas me torturam.
01:12:18.3 – 01:12:20.8
Têm uma pessoa com acesso ao escritório do teu pai.
01:12:20.835 – 01:12:23.065
- Estão a tentar abrir o cofre. - Eu sei.
01:12:23.2 – 01:12:25.9
Pensavam que eu sabia a combinação, mas não sei.
01:12:26.035 – 01:12:29.7
- Nem eu. Por isso... - O quê?
01:12:29.8 – 01:12:33.4
O Maurice disse que quando morresse, só tu o conseguirias abrir.
01:12:33.5 – 01:12:35.7
Não. Ele nunca me deu nenhuma combinação.
01:12:35.9 – 01:12:37.365
Talvez tenha dado...
01:12:37.4 – 01:12:40.1
Talvez não soubesses que era uma combinação.
01:12:40.3 – 01:12:43.965
- O quê, então? - Não sei, uma combinação significativa
01:12:44 – 01:12:47.9
de números, baseada nas tuas experiências com o Maurice.
01:12:49.9 – 01:12:54.2
Não tivemos assim tantas experiências significativas juntos.
01:12:54.9 – 01:12:56.9
Talvez depois da morte da tua mãe.
01:12:58.7 – 01:13:01.9
Após a morte da minha mãe, sabes o que ele me disse?
01:13:02.8 – 01:13:07.8
"Robert, não há realmente nada a dizer. "
01:13:09.1 – 01:13:13.6
- Ele não sabia expressar os sentimentos. - Eu tinha 11 anos, tio Peter!
01:13:14.4 – 01:13:17.565
- Como está ele? - Está com muitas dores.
01:13:17.6 – 01:13:19.8
Quando descermos para os níveis mais profundos,
01:13:19.9 – 01:13:23.4
- a dor será menos intensa. - E se ele morrer?
01:13:23.9 – 01:13:25.965
Na pior das hipóteses,
01:13:26 – 01:13:28.3
quando acordar, a sua mente terá desaparecido completamente.
01:13:28.335 – 01:13:32.7
Cobb, de qualquer das maneiras, honrarei o nosso acordo.
01:13:32.8 – 01:13:35.75
Agradeço-lhe, Saito. Mas quando acordar,
01:13:35.785 – 01:13:38.442
nem sequer se lembrará que tínhamos um acordo.
01:13:38.577 – 01:13:40.965
O limbo tornar-se-á a sua realidade.
01:13:41 – 01:13:45
Vai ficar lá perdido tanto tempo, que se vai tornar um velho...
01:13:45.035 – 01:13:47.6
Corroído de arrependimentos.
01:13:48.2 – 01:13:52.8
- À espera de morrer sozinho. - Não. Eu volto...
01:13:52.9 – 01:13:56.7
e seremos ambos jovens, outra vez.
01:14:02.4 – 01:14:03.9
Respire.
01:14:04 – 01:14:06.3
Esta gente mata-nos se não lhes dermos a combinação.
01:14:06.435 – 01:14:08.765
- Eles só querem um resgate. - Eu ouvi-os!
01:14:08.9 – 01:14:12.8
Vão fechar-nos naquela carrinha e depois atiram-na ao rio.
01:14:12.9 – 01:14:17.1
- Muito bem, o que está no cofre? - Uma coisa para ti.
01:14:17.8 – 01:14:19.3
O Maurice dizia sempre que era
01:14:19.4 – 01:14:21.9
o presente mais precioso que alguma vez te tinha dado.
01:14:22.3 – 01:14:23.765
Um testamento.
01:14:23.8 – 01:14:25.8
O testamento do Maurice está na firma Port and Dunn.
01:14:25.9 – 01:14:29.765
Esse é um alternativo. Este invalida o outro se quiseres.
01:14:29.8 – 01:14:32.85
Separa os diversos negócios que compõem a Fischer Morrow,
01:14:32.885 – 01:14:35.9
e pode ditar o fim de todo o império, tal como o conhecemos.
01:14:36.1 – 01:14:38.4
E destruía a minha herança?
01:14:40.3 – 01:14:44.4
- Porque sugeriria ele tal coisa? - Não sei.
01:14:46.1 – 01:14:48
Ele amava-te, Robert.
01:14:48.9 – 01:14:51.9
- À maneira dele. - À maneira dele.
01:14:53.5 – 01:14:58.6
Perto do fim, ele chamou-me ao seu leito de morte.
01:14:59 – 01:15:01.2
Mal conseguia falar.
01:15:01.9 – 01:15:05.9
Mas esforçou-se muito para me dizer uma última coisa.
01:15:08.9 – 01:15:10.9
Puxou-me para ele,
01:15:13.1 – 01:15:17.7
e só consegui perceber uma palavra...
01:15:21.4 – 01:15:23.9
"Desiludido".
01:15:28.8 – 01:15:30.8
Quando é que esteve no limbo?
01:15:30.9 – 01:15:35.365
Pode ter convencido o resto da equipa a continuar o trabalho,
01:15:35.425 – 01:15:38.2
- mas eles não sabem a verdade. - Verdade? Que verdade?
01:15:38.3 – 01:15:39.765
A verdade, que a qualquer instante,
01:15:39.8 – 01:15:43
pode fazer um comboio de mercadorias atravessar esta parede.
01:15:43.035 – 01:15:46.3
A verdade, que a Mal está prestes a explodir no seu subconsciente.
01:15:46.4 – 01:15:49.2
E a verdade, que quanto mais penetramos no subconsciente do Fischer,
01:15:49.335 – 01:15:51.6
mais profundamente também, penetramos no seu.
01:15:52.1 – 01:15:55.3
Não sei se vamos gostar do que vamos encontrar.
01:15:59.1 – 01:16:02.092
Estávamos a trabalhar juntos. Estávamos a explorar o conceito,
01:16:02.192 – 01:16:06.063
dum sonho dentro doutro sonho. Eu estava sempre a pressionar.
01:16:06.26 – 01:16:10.163
Queria ir cada vez mais fundo. Queria avançar.
01:16:10.263 – 01:16:12.044
Não conseguia abarcar o conceito
01:16:12.1 – 01:16:15.1
de que as horas se podem tornar anos lá em baixo.
01:16:15.301 – 01:16:18.043
Que podíamos ficar presos tão profundamente que...
01:16:18.871 – 01:16:22.182
Acabámos por ficar presos nas margens que circundam o nosso subconsciente.
01:16:22.775 – 01:16:25.312
Perdemos a noção do que era real.
01:16:31.384 – 01:16:34.255
E criámos… Construímos um mundo para nós.
01:16:35.588 – 01:16:37.59
Fizemos isso durante anos.
01:16:38.724 – 01:16:40.704
Construímos o nosso próprio mundo.
01:16:42.061 – 01:16:43.768
Quanto tempo ficaram presos?
01:16:44.931 – 01:16:47.036
O equivalente a 50 anos.
01:16:50.436 – 01:16:52.108
Jesus!
01:16:53.906 – 01:16:55.249
Como é que aguentou?
01:16:55.408 – 01:16:58.15
No início não foi mau. Era como se fossemos deuses.
01:16:58.15 – 01:17:00.965
O problema era saber que nada daquilo era real.
01:17:01 – 01:17:02.5
Eventualmente...
01:17:02.599 – 01:17:05.299
tornou-se impossível para mim viver daquela maneira.
01:17:05.5 – 01:17:07.6
E para ela?
01:17:10 – 01:17:14.3
Ela tinha escondido uma coisa, no mais profundo do seu ser.
01:17:15.7 – 01:17:18.5
A verdade que um dia conhecera
01:17:18.535 – 01:17:21.3
e que tinha decidido esquecer.
01:17:23.6 – 01:17:26.7
O limbo tornou-se a sua realidade.
01:17:27.7 – 01:17:29.8
Que aconteceu quando acordaram?
01:17:29.9 – 01:17:34.465
Bem, acordar daquilo... Depois de anos, depois de décadas...
01:17:34.5 – 01:17:39.35
Sermos almas velhas e retroceder à juventude daquela maneira?
01:17:39.385 – 01:17:44.2
Sabia que havia algo de errado com ela, mas ela não o admitia.
01:17:45.4 – 01:17:47.95
Eventualmente, disse-me a verdade.
01:17:48.385 – 01:17:51.565
Estava possuída por uma ideia.
01:17:51.6 – 01:17:54.504
Uma única ideia muito simples,
01:17:55.332 – 01:17:56.904
que acabou por mudar tudo.
01:17:58.2 – 01:18:01.265
Que o nosso mundo não era real.
01:18:01.3 – 01:18:06.1
Que tinha de acordar e de voltar para a realidade, que...
01:18:06.6 – 01:18:09.4
Para podermos voltar para casa...
01:18:10.1 – 01:18:12.6
tínhamos de nos matar.
01:18:18.3 – 01:18:20.465
E os vossos filhos?
01:18:20.5 – 01:18:22.7
Ela achava que eram projecções.
01:18:22.8 – 01:18:25.5
Que os nossos filhos reais estavam à nossa espera, algures.
01:18:25.6 – 01:18:26.9
Sou a mãe deles!
01:18:27.035 – 01:18:29.165
- Acalma-te. - Achas que não sei ver a diferença?
01:18:29.2 – 01:18:31.15
Se este sonho é meu, porque é que não consigo controlá-lo?
01:18:31.185 – 01:18:33.065
Porque não sabes que estás a sonhar!
01:18:33.1 – 01:18:35.7
Ela tinha a certeza que não havia nada que eu pudesse fazer.
01:18:35.8 – 01:18:39.7
Por mais que lhe pedisse, por mais que lhe suplicasse.
01:18:42.3 – 01:18:45.5
Ela queria matar-se, mas não conseguia fazê-lo sozinha.
01:18:45.535 – 01:18:47.965
Amava-me demasiado. Por isso...
01:18:48 – 01:18:51.8
Congeminou um plano para o nosso aniversário.
01:19:18 – 01:19:19.865
Querida, que estás a fazer?
01:19:19.9 – 01:19:23.8
- Vem para o pé de mim. - Volta para dentro. Está bem?
01:19:23.835 – 01:19:26.4
- Volta para dentro. Anda. - Não.
01:19:27.2 – 01:19:30.35
Vou saltar e tu vais saltar comigo.
01:19:30.385 – 01:19:33.7
Não, não vou. Agora ouve-me.
01:19:34.3 – 01:19:37.95
Se saltares não vais acordar. Lembras-te?
01:19:37.985 – 01:19:41.6
Vais morrer. Vai para dentro. Vá lá.
01:19:41.7 – 01:19:44.1
Entra para podermos conversar.
01:19:44.135 – 01:19:46.1
Já falámos o suficiente.
01:19:47.5 – 01:19:48.965
Mal.
01:19:49 – 01:19:51.5
Sobe para o parapeito ou salto agora mesmo.
01:19:51.535 – 01:19:53.3
Está bem.
01:19:56.6 – 01:19:59.1
Vamos conversar sobre isto.
01:19:59.135 – 01:20:01.065
Está bem?
01:20:01.1 – 01:20:04
Estou a pedir-te que dês um salto de fé.
01:20:04.035 – 01:20:06.1
Não, querida.
01:20:06.7 – 01:20:09.75
Não posso. Sabes que não posso fazer isso.
01:20:09.885 – 01:20:12.8
Pára um pouco, pensa nos nossos filhos.
01:20:12.835 – 01:20:14.9
Pensa no James.
01:20:15.5 – 01:20:17.265
Pensa na Phillipa.
01:20:17.3 – 01:20:20.6
De qualquer maneira, se for sem ti ficas sem ele.
01:20:20.7 – 01:20:24.265
- Que queres dizer? - Escrevi uma carta ao nosso advogado
01:20:24.3 – 01:20:27.6
a explicar como estava receosa em relação à minha segurança.
01:20:29.7 – 01:20:32.2
Como ameaçaste matar-me.
01:20:34.5 – 01:20:37.6
- Porque fizeste isso? - Amo-te, Dom.
01:20:37.635 – 01:20:39.465
Porque... Porquê? Porque farias isso?
01:20:39.6 – 01:20:42.665
Libertei-te da culpa de teres de escolher deixá-los.
01:20:42.7 – 01:20:45.7
Vamos para casa. Para os nossos filhos reais.
01:20:45.8 – 01:20:49.465
Não, não. Mal, ouve. Mal, olha para mim, por favor.
01:20:49.5 – 01:20:53.4
- Estás à espera dum comboio. - Mal, raios, não faças isso!
01:20:53.5 – 01:20:55.55
Um comboio que te levará para muito longe.
01:20:55.585 – 01:20:57.6
O James e a Phillipa estão à nossa espera!
01:20:57.635 – 01:20:59.4
Sabes para onde queres que esse comboio te leve.
01:20:59.5 – 01:21:01.365
- Estão à nossa espera! - Mas não tens a certeza.
01:21:01.5 – 01:21:03.965
- Mal, olha para mim! - Mas não interessa...
01:21:04 – 01:21:07.3
- Mal! Raios! Mal, ouve-me! - porque estaremos juntos.
01:21:07.335 – 01:21:12.067
Querida! Olha para mim. Mal, não! Jesus!
01:21:15.8 – 01:21:17.9
Ela conseguiu que três psiquiatras diferentes
01:21:18.034 – 01:21:19.934
declarassem que não estava louca.
01:21:20.035 – 01:21:21.667
O que fez com me que fosse impossível,
01:21:21.802 – 01:21:24.3
tentar explicar a natureza da loucura dela.
01:21:24.335 – 01:21:26
Por isso, fugi.
01:21:26.9 – 01:21:30.3
É agora ou nunca, Cobb.
01:21:36.1 – 01:21:37.9
James. Phillipa.
01:21:39 – 01:21:40.5
Vamos para dentro.
01:21:40.7 – 01:21:42.265
Está bem, vamos.
01:21:42.3 – 01:21:43.9
Abandonei os meus filhos
01:21:44.034 – 01:21:46.634
e desde então, tento arranjar maneira de voltar.
01:21:46.735 – 01:21:51.017
É a sua culpa que a define. É o que lhe dá poder.
01:21:51.052 – 01:21:55
Mas você não é responsável pela ideia que a destruiu.
01:21:55.4 – 01:22:00.2
E para conseguirmos fazer isto, tem de se perdoar a si mesmo.
01:22:00.235 – 01:22:03.065
E vai ter de a confrontar.
01:22:03.1 – 01:22:05.2
Mas não tem de fazê-lo sozinho.
01:22:05.3 – 01:22:08.05
- Não, não. - Estou a fazer isto pelos outros.
01:22:08.085 – 01:22:10.142
Porque eles não fazem ideia
01:22:10.177 – 01:22:13
do risco que assumiram ao vir aqui consigo.
01:22:18 – 01:22:19.6
Temos de sair daqui.
01:22:19.9 – 01:22:22.265
- O tempo acabou. - Está bem.
01:22:22.3 – 01:22:25.9
Não sei de nenhuma combinação. Pelo menos, não conscientemente.
01:22:25.935 – 01:22:27.765
E instintivamente?
01:22:27.8 – 01:22:29.4
Tenho uma pessoa à espera no escritório do teu pai
01:22:29.5 – 01:22:31.865
neste preciso momento, pronto para digitar a combinação.
01:22:32.3 – 01:22:35.3
Diz os primeiros 6 números que te vierem à cabeça, agora.
01:22:35.335 – 01:22:37.5
- Não faço a menor ideia. - Agora!
01:22:37.535 – 01:22:40.1
Eu disse agora! Agora!
01:22:40.135 – 01:22:44.1
5... 2... 8... 4... 9... 1
01:22:47.5 – 01:22:51.4
Vais ter de te esforçar mais. Certo. Venda-os.
01:22:51.435 – 01:22:53.4
Vamos dar uma volta.
01:22:57.1 – 01:22:59.1
Valemos mais para si, vivos.
01:22:59.135 – 01:23:01.2
Ouviu-me?
01:23:06.5 – 01:23:08.465
O que é que conseguiste?
01:23:08.5 – 01:23:11.5
A relação do rapaz com o pai, ainda é pior do que pensávamos.
01:23:11.6 – 01:23:13.465
- E como é que isso nos ajuda? - Quanto maiores os problemas,
01:23:13.6 – 01:23:15.7
mais poderosa é a catarse.
01:23:16.8 – 01:23:19.15
Como vamos reconciliá-los, se estão tão afastados?
01:23:19.185 – 01:23:21.442
- Estou a trabalhar nisso, não estou? - Trabalha mais depressa.
01:23:21.477 – 01:23:23.7
As projecções estão a aproximar-se muito depressa.
01:23:23.8 – 01:23:27.2
Temos de fugir daqui, antes que fiquemos encurralados.
01:24:02.4 – 01:24:03.765
Raios!
01:24:03.8 – 01:24:06.7
Não tenhas medo de sonhar em grande, querido.
01:24:22.5 – 01:24:25.9
Temos de transferir a animosidade que sente, do pai para o padrinho.
01:24:26 – 01:24:28.3
Vai destruir o único relacionamento positivo que ele tem?
01:24:28.4 – 01:24:31.05
Não. Reparamos a relação dele com o pai
01:24:31.085 – 01:24:33.365
ao expormos a verdadeira natureza do padrinho.
01:24:33.4 – 01:24:36.2
Devíamos cobrar muito mais ao Fischer do que ao Saito, por este trabalho.
01:24:36.235 – 01:24:39.5
A segurança dele vai ser ainda pior, à medida que descermos.
01:24:39.535 – 01:24:41.4
Acho que devemos usar o Sr. Charles.
01:24:41.435 – 01:24:43.1
- Não. - Quem é o Sr. Charles?
01:24:43.2 – 01:24:45.8
- É uma péssima ideia. - Assim que entrarmos no hotel
01:24:45.835 – 01:24:47.765
os seguranças dele vão atacar-nos em força.
01:24:47.8 – 01:24:50.1
Usamos o Sr. Charles, como no trabalho do Stein.
01:24:50.135 – 01:24:52.117
- Então já fizeram isto? - Já. E não resultou.
01:24:52.152 – 01:24:54.026
O sujeito apercebeu-se que estava a sonhar
01:24:54.061 – 01:24:55.6
e o subconsciente dele acabou connosco.
01:24:55.7 – 01:24:57.565
Excelente! Mas aprenderam, não aprenderam?
01:24:57.7 – 01:24:59.25
Precisamos duma distracção.
01:24:59.385 – 01:25:02.665
Na boa. Que tal a bela jovem que usei antes?
01:25:02.7 – 01:25:04.6
- Ouve, conduz com cuidado. Está bem? - Está bem.
01:25:04.727 – 01:25:07.027
As coisas lá em baixo vão estar instáveis pra caraças.
01:25:11.2 – 01:25:12.665
Não saltes demasiado cedo.
01:25:12.7 – 01:25:15.4
Só temos uma hipótese para dar o pontapé. Temos de conseguir.
01:25:15.435 – 01:25:18.2
Ponho a música para saberem quando é. O resto é convosco.
01:25:18.435 – 01:25:20.2
- Estão prontos? - Prontos!
01:25:21.3 – 01:25:22.865
Bons sonhos.
01:25:22.9 – 01:25:25.265
Estou a aborrecê-lo?
01:25:25.3 – 01:25:28.2
Estava a contar-lhe a minha história.
01:25:28.235 – 01:25:30.3
Acho que não está interessado.
01:25:30.8 – 01:25:33.9
Tenho muitas coisas na cabeça.
01:25:35.2 – 01:25:37.3
Lá vem o Sr. Charles.
01:25:41.7 – 01:25:44.565
Sr. Fischer, não é?
01:25:44.6 – 01:25:48.2
Prazer em revê-lo. Sou o Rod Green, do Marketing.
01:25:49.4 – 01:25:52.3
- E você deve ser... - A que está de saída.
01:25:55 – 01:25:57.2
Para o caso de ficar aborrecido.
01:26:01.8 – 01:26:03.565
Parece que levou uma tampa.
01:26:03.7 – 01:26:07.2
A não ser, claro, que o telefone dela tenha mesmo só seis dígitos.
01:26:08.2 – 01:26:10.5
Que maneira estranha de fazer amigos,
01:26:10.635 – 01:26:13.2
roubar-lhes a carteira assim.
01:26:16.7 – 01:26:20.465
- Raios partam. Só a carteira valia... - 500 dólares, não é?
01:26:20.6 – 01:26:23.5
Não se preocupe. O meu pessoal já está a tratar disso.
01:26:23.635 – 01:26:25.765
Quem ou o quê, é o Sr. Charles?
01:26:25.8 – 01:26:27.6
É uma artimanha concebida para virar o Fischer
01:26:27.7 – 01:26:29.5
contra o seu próprio subconsciente.
01:26:29.735 – 01:26:31.065
E porque é que não concordas com ela?
01:26:31.1 – 01:26:33.3
Porque implica dizer ao sujeito que ele está a sonhar.
01:26:33.435 – 01:26:35.5
O que implica atrair muita atenção para nós.
01:26:35.6 – 01:26:38
O Cobb não disse para nunca fazermos isso?
01:26:38.135 – 01:26:40.6
Agora já viste o tempo que o Cobb passa
01:26:40.7 – 01:26:43.3
a fazer as coisas que diz para nunca fazermos.
01:26:45.1 – 01:26:46.9
Sr. Saito, pode dar-me um minuto?
01:26:46.935 – 01:26:48.7
Desculpe, mas...
01:26:50.2 – 01:26:54.365
- Parece mais espevitado. - Muito engraçado, Sr. Eames.
01:27:00.5 – 01:27:04.2
- Turbulência no avião? - Não, é mais perto.
01:27:04.335 – 01:27:05.9
É o Yusuf a conduzir.
01:27:14.2 – 01:27:18.6
- Desculpe. Quem disse que é? - Rod Green, do Marketing.
01:27:19.2 – 01:27:21.5
Mas isso não é, de todo, verdade, pois não?
01:27:22.6 – 01:27:26.5
O meu nome é, Sr. Charles. Lembra-se de mim, não se lembra?
01:27:26.6 – 01:27:29.3
Sou o chefe da sua segurança aqui em baixo.
01:27:29.4 – 01:27:31.965
Desça num andar diferente e continue a andar.
01:27:32 – 01:27:34.5
Livre-se da carteira. Os seguranças vão andar à procura dela.
01:27:34.6 – 01:27:38.065
- Entendido. - Temos de dar mais tempo ao Cobb.
01:27:41.8 – 01:27:43.8
Segurança?
01:27:45.2 – 01:27:47.9
- Trabalha para o hotel? - Não, não.
01:27:48 – 01:27:52.4
Sou especialista num tipo de segurança muito específica.
01:27:52.435 – 01:27:56.8
- Segurança do subconsciente. - Está a falar de sonhos?
01:27:56.835 – 01:28:00.2
Está a referir-se a... extracção?
01:28:00.3 – 01:28:02.8
Estou aqui para o proteger.
01:28:15.5 – 01:28:17.75
Sr. Fischer, estou aqui para o proteger
01:28:17.885 – 01:28:22.2
caso alguém tente aceder à sua mente, através dos seus sonhos.
01:28:22.235 – 01:28:25
O senhor não está em segurança aqui.
01:28:25.4 – 01:28:27.3
Eles vêm atrás de si.
01:28:45.5 – 01:28:47.6
Está um tempo estranho, não está?
01:28:52.4 – 01:28:54
Sentiu isto?
01:28:55 – 01:28:56.565
O que está a acontecer?
01:28:56.6 – 01:29:00.165
O Cobb está a chamar a atenção do Fischer para a estranheza do sonho.
01:29:00.2 – 01:29:03.1
O que faz com que o subconsciente dele procure o sonhador.
01:29:03.2 – 01:29:06.1
Eu. Depressa. Beija-me.
01:29:11.1 – 01:29:13.2
Ainda estão a olhar para nós.
01:29:13.235 – 01:29:15.2
Valeu a pena tentar.
01:29:15.8 – 01:29:17.6
É melhor sairmos daqui.
01:29:33.1 – 01:29:34.465
Sentiu isto?
01:29:34.5 – 01:29:37
O senhor foi treinado para isto, Sr. Fischer.
01:29:37.2 – 01:29:39.6
Preste atenção à estranheza do tempo.
01:29:39.635 – 01:29:41.165
Às mudança da gravidade.
01:29:41.2 – 01:29:44.8
Nada disto é real. Está num sonho.
01:29:48.9 – 01:29:51.4
A maneira mais fácil de se testar a si próprio
01:29:51.5 – 01:29:54.4
é tentar recordar-se como chegou a este hotel.
01:29:54.435 – 01:29:55.9
Consegue fazer isso?
01:29:55.935 – 01:29:57.9
Sim, eu...
01:29:58 – 01:30:00.6
Respire. Respire. Lembre-se do seu treino.
01:30:00.635 – 01:30:02.567
Aceite o facto de que está num sonho
01:30:02.602 – 01:30:04.5
e que eu estou aqui para o proteger.
01:30:04.535 – 01:30:06
Continue.
01:30:11.8 – 01:30:14.9
- Você não é real? - Não. Não.
01:30:15.3 – 01:30:18
Sou uma projecção do seu subconsciente.
01:30:18.035 – 01:30:19.865
Fui enviado para o proteger, no caso dos extractores
01:30:20 – 01:30:22.465
tentarem levá-lo para dentro dum sonho.
01:30:22.7 – 01:30:26.3
E acredito que é o que está a acontecer neste momento, Sr. Fischer.
01:30:28.2 – 01:30:30
Está bem.
01:30:30.035 – 01:30:31.8
Está bem.
01:30:34 – 01:30:36.1
Pode tirar-me daqui?
01:30:37 – 01:30:39.8
É para já. Venha comigo.
01:30:54 – 01:30:55.8
O que é isso?
01:30:59.9 – 01:31:01.965
Jesus Cristo! O que está a fazer?
01:31:02 – 01:31:04.9
Estes homens foram enviados para o raptar, está bem?
01:31:05 – 01:31:07.8
Se quer a minha ajuda, tem de permanecer calmo.
01:31:09.1 – 01:31:12
Preciso que coopere comigo, Sr. Fischer.
01:31:23.1 – 01:31:27
Se isto é um sonho, eu devia matar-me para acordar, certo?
01:31:27.035 – 01:31:29.3
Não faria isso se fosse o senhor, Sr. Fischer.
01:31:29.5 – 01:31:32.6
Tenho a certeza que o drogaram. E se puxar esse gatilho...
01:31:33.1 – 01:31:34.6
pode não acordar.
01:31:35.3 – 01:31:38.5
Pode entrar num estágio muito mais profundo do sonho.
01:31:38.535 – 01:31:40.6
Sabe do que estou a falar.
01:31:41.9 – 01:31:44.3
Lembre-se do treino.
01:31:44.6 – 01:31:46.6
Lembre-se do que eu lhe disse.
01:31:47.2 – 01:31:48.7
Dê-me a arma.
01:31:59.3 – 01:32:01.9
Este quarto fica, exactamente, por baixo do 528?
01:32:01.935 – 01:32:03.4
Sim.
01:32:11.9 – 01:32:13.6
Pense, Sr. Fischer, pense.
01:32:13.699 – 01:32:16.499
Do que é que se lembra, antes deste sonho?
01:32:17.7 – 01:32:22.7
Houve um grande tiroteio. Estava a chover.
01:32:23.6 – 01:32:25.4
O tio Peter.
01:32:25.9 – 01:32:29.1
- Sim. Fomos raptados. - Onde é que os prenderam?
01:32:30.9 – 01:32:33.2
Puseram-nos na parte detrás duma carrinha.
01:32:33.335 – 01:32:35.3
Isso explica as alterações na gravidade.
01:32:35.4 – 01:32:38.2
Neste momento, está na parte detrás duma carrinha. Continue.
01:32:38.335 – 01:32:43.3
Tem alguma coisa a ver com... Alguma coisa a ver com... Um cofre.
01:32:44.1 – 01:32:45.765
Céus, porque é tão difícil lembrar-me?
01:32:45.8 – 01:32:48.4
É como tentar lembrar-se de um sonho depois de acordar,
01:32:48.5 – 01:32:50.965
requer anos de prática.
01:32:51 – 01:32:53.6
O senhor e o Browning foram trazidos para este sonho
01:32:53.635 – 01:32:56.517
porque estão a tentar roubar algo da sua mente.
01:32:56.652 – 01:32:59.926
Preciso que se concentre e que tente lembrar-se do que é.
01:33:00.161 – 01:33:03.4
- O que é, Sr. Fischer? Pense! - Uma combinação.
01:33:03.5 – 01:33:06.5
Quiseram saber os primeiros números que me vieram à cabeça.
01:33:06.635 – 01:33:08.9
Estão a tentar extrair um número do seu subconsciente.
01:33:09 – 01:33:10.5
Pode simbolizar, seja o que for.
01:33:10.599 – 01:33:12.699
Neste momento estamos num hotel.
01:33:13.2 – 01:33:16.6
Vamos tentar quartos de hotel. Qual era o número, Sr. Fischer?
01:33:16.7 – 01:33:19.5
Tente lembrar-se. É muito importante.
01:33:19.735 – 01:33:24.165
5... 5, 2... Era um número grande.
01:33:24.3 – 01:33:26.2
É o suficiente. Começamos por aí.
01:33:26.335 – 01:33:27.9
- Quinto andar. - Sim.
01:33:28 – 01:33:31.9
- Vais usar um cronómetro? - Não, tenho de ser eu a detoná-las.
01:33:32.3 – 01:33:34.2
Quando estiverem todos a dormir no 528,
01:33:34.335 – 01:33:35.765
espero pelo pontapé do Yusuf.
01:33:35.9 – 01:33:37.865
- E como sabes? - A música avisa-me.
01:33:38 – 01:33:40.2
E quando a carrinha chocar contra a barreira da ponte,
01:33:40.3 – 01:33:42.165
não há engano possível.
01:33:42.2 – 01:33:45.05
E teremos um belo pontapé sincronizado.
01:33:45.085 – 01:33:47.865
Se for demasiado cedo, não saímos daqui.
01:33:47.9 – 01:33:51.3
Se for demasiado tarde, não conseguimos descer.
01:33:51.335 – 01:33:55.1
- Porque não? - Porque a carrinha entra em queda livre.
01:33:55.8 – 01:33:57.8
Não se pode descer, se não houver gravidade.
01:33:57.9 – 01:33:59.5
Já percebi.
01:34:03.6 – 01:34:05.5
Eles trabalham comigo.
01:34:30.8 – 01:34:32.2
Sr. Charles!
01:34:32.3 – 01:34:35.265
- Sabe o que é aquilo, Sr. Fischer? - Sim. Creio que sim.
01:34:35.3 – 01:34:37.3
Estavam a tentar pô-lo a dormir.
01:34:37.335 – 01:34:39.565
- Já estou a dormir. - A dormir, novamente.
01:34:39.7 – 01:34:42.2
Que quer dizer? Um sonho dentro doutro sonho?
01:34:43.8 – 01:34:46.8
- Mudou de roupa? - Desculpe?
01:34:48.3 – 01:34:51.3
Desculpe. Confundi-o com um amigo.
01:34:53.2 – 01:34:55.2
Deve ser um tipo jeitoso, de certeza.
01:34:56.6 – 01:34:59.5
Não. É a projecção do Browning, do Fischer.
01:34:59.6 – 01:35:01.4
Vamos segui-lo e ver como se comporta.
01:35:01.435 – 01:35:03.685
- Porquê? - O comportamento dele dir-nos-á
01:35:03.835 – 01:35:05.8
se o Fischer está a começar a suspeitar das intenções dele,
01:35:05.899 – 01:35:07.599
como nós queremos.
01:35:12.4 – 01:35:13.865
Tio Peter?
01:35:13.9 – 01:35:15.665
Não disse que tinham sido raptado juntos?
01:35:15.8 – 01:35:18.3
Não exactamente. Ele já estava preso.
01:35:18.435 – 01:35:21
- Estavam a torturá-lo. - Viu-o a ser torturado?
01:35:27.6 – 01:35:30.1
Os raptores estão a trabalhar para ti?
01:35:30.7 – 01:35:32.2
Robert...
01:35:32.3 – 01:35:34.2
Estás a tentar abrir o cofre?
01:35:34.334 – 01:35:36.034
É para roubares o testamento alternativo?
01:35:36.135 – 01:35:38.9
Dediquei a minha vida inteira à Fischer Morrow.
01:35:39 – 01:35:41.065
Não posso deixar que a destruas.
01:35:41.2 – 01:35:43.55
Não vou abdicar da minha herança. Porque o faria?
01:35:43.685 – 01:35:47.9
Não podia deixar que fosses sujeito ao último insulto do teu pai.
01:35:48.2 – 01:35:50.265
- Insulto? - O testamento, Robert.
01:35:50.3 – 01:35:53.6
Esse testamento é o seu derradeiro insulto.
01:35:53.7 – 01:35:57.265
Um desafio para que construas algo por ti mesmo.
01:35:57.3 – 01:36:01.4
E de te dizer que não és digno do que ele conseguiu.
01:36:06.8 – 01:36:11.8
- O quê? Que estava desiludido? - Lamento.
01:36:13.3 – 01:36:16.765
Mas... ele estava enganado.
01:36:16.8 – 01:36:20.3
Consegues construir uma empresa muito melhor que a dele.
01:36:20.4 – 01:36:22.965
Sr. Fischer, ele está a mentir.
01:36:23 – 01:36:25.3
- Como sabe? - Confie em mim, é o meu trabalho.
01:36:25.4 – 01:36:28.3
Ele está a esconder algo e temos de descobrir o que é.
01:36:29.6 – 01:36:33.3
Preciso que lhe faça o que ele lhe queria fazer.
01:36:34.9 – 01:36:37
Entre no subconsciente dele e descubra
01:36:37.035 – 01:36:39
o que ele não quer que saiba.
01:36:40.7 – 01:36:42.2
Muito bem.
01:36:47.7 – 01:36:49.465
- Está a dormir. - Esperem!
01:36:49.6 – 01:36:51.85
Vamos entrar no subconsciente de quem, exactamente?
01:36:51.885 – 01:36:54.4
No do Fischer. Disse-lhe que era no do Browning,
01:36:54.435 – 01:36:56.165
para se tornar nosso aliado.
01:36:56.2 – 01:36:58.7
Ele vai ajudar-nos a entrar no seu próprio subconsciente.
01:36:58.8 – 01:37:00.3
Exactamente.
01:37:00.5 – 01:37:02.5
Os seguranças não te vão dar tréguas.
01:37:02.8 – 01:37:05.165
E vou fazer tudo para que se divirtam.
01:37:05.2 – 01:37:08.3
- Vê se voltas antes do pontapé. - Bons sonhos, Sr. Eames.
01:37:13.048 – 01:37:14.8
Estás bem?
01:37:17.3 – 01:37:18.965
Estás pronto?
01:37:19 – 01:37:22.6
Sim. Estou bem. Estou pronto.
01:37:35.4 – 01:37:36.9
Cobb?
01:37:37.2 – 01:37:38.665
Cobb.
01:37:38.7 – 01:37:40.2
Que há lá em baixo?
01:37:43.2 – 01:37:45.9
Com sorte, a verdade que queremos que o Fischer saiba.
01:37:45.935 – 01:37:48.2
Quis dizer, que há lá em baixo para si?
01:40:24.4 – 01:40:25.9
Viram isto?
01:40:44.7 – 01:40:46.465
Eames, este sonho é teu,
01:40:46.5 – 01:40:49.7
preciso que afastes os seguranças do complexo, percebeste?
01:40:49.735 – 01:40:51.867
- E quem leva o Fischer lá dentro? - Eu não posso.
01:40:52.002 – 01:40:54.4
Se conhecer o caminho, posso comprometer tudo.
01:40:54.5 – 01:40:57.2
- Eu projectei o lugar. - Tu ficas comigo.
01:40:57.235 – 01:40:59.065
Eu posso levá-lo.
01:40:59.2 – 01:41:01.9
Certo. Ensina-lhe o caminho para entrar no complexo.
01:41:01.935 – 01:41:04.5
- Fischer, você vai com ele. - Certo.
01:41:04.535 – 01:41:06.1
E você?
01:41:06.2 – 01:41:08.765
Deixe isto ligado, ficarei o tempo todo a ouvir.
01:41:08.8 – 01:41:11.1
As janelas no andar superior são suficientemente grandes
01:41:11.235 – 01:41:14
para vos dar cobertura na torre sul. Está a vê-la?
01:41:14.135 – 01:41:16.965
- Você não vem? - Para descobrir a verdade sobre o seu pai
01:41:17.1 – 01:41:20.1
vai ter de entrar na mente do Browning sozinho.
01:41:21.3 – 01:41:23.2
Vamos, Fischer.
01:42:18.2 – 01:42:20
Toquem o alarme! Toquem o alarme!
01:42:20.1 – 01:42:22.9
Vão! Vão! Vão! Rápido!
01:42:40.1 – 01:42:42.2
Ainda é muito cedo.
01:42:53.1 – 01:42:54.6
Espero que estejas preparado!
01:43:03.9 – 01:43:05.4
Não. É demasiado cedo.
01:43:11.6 – 01:43:15.365
Cobb, ouves isto? Começou há 20 minutos
01:43:15.5 – 01:43:20
- pensava que era o vento. - Estou a ouvir, é música.
01:43:20.035 – 01:43:23.2
- Então, o que fazemos? - Apressamo-nos.
01:43:28.3 – 01:43:30.4
O Yusuf está a dez segundos do salto.
01:43:32.4 – 01:43:34.7
O que dá três minutos ao Arthur.
01:43:38.5 – 01:43:40.265
- E isso dá-nos quanto tempo? - 60 minutos.
01:43:40.3 – 01:43:42.15
Eles conseguem completar o caminho em menos de uma hora?
01:43:42.185 – 01:43:44.092
Ainda têm de trepar ao terraço central.
01:43:44.127 – 01:43:46
Então precisam doutro caminho. Um mais directo.
01:43:49.5 – 01:43:51
Ali e ali!
01:43:57.8 – 01:43:59.565
Foi projectado como um labirinto.
01:43:59.6 – 01:44:02.6
Tem de haver atalhos para se atravessar o labirinto, não é?
01:44:02.8 – 01:44:04.3
Eames?
01:44:27.1 – 01:44:28.65
O Eames acrescentou alguns recursos?
01:44:28.784 – 01:44:30.084
Não posso dizer-lhe. Se a Mal descobrir...
01:44:30.185 – 01:44:32.8
Não temos tempo para isto! Ele acrescentou alguma coisa?
01:44:32.9 – 01:44:35.8
Adicionou um sistema de condutas de ar, que atravessa o labirinto.
01:44:35.9 – 01:44:37.3
Óptimo. Explica-lhes isso.
01:44:37.4 – 01:44:39
- Saito? - Diga.
01:45:11.6 – 01:45:13.1
Um paradoxo.
01:46:23.5 – 01:46:25.865
- O que foi isto? - O pontapé.
01:46:25.9 – 01:46:29.8
- Cobb, perdemo-lo? - Sim, perdemo-lo.
01:46:31.2 – 01:46:35.4
Não podiam ter sonhado com um raio de uma praia?
01:46:37.7 – 01:46:39.665
Que raio fazemos agora?
01:46:39.7 – 01:46:42.265
Acabamos o trabalho antes do próximo pontapé.
01:46:42.3 – 01:46:44.8
- Que próximo pontapé? - Quando a carrinha bater na água.
01:47:07.2 – 01:47:10.7
Se quiser fazer uma chamada, desligue e volte a marcar.
01:47:10.735 – 01:47:12.565
Se precisar de ajuda...
01:47:12.6 – 01:47:16
Como é que os deixo cair, se não há gravidade?
01:47:18.3 – 01:47:21.3
O Arthur tem uns dois minutos, nós temos cerca de vinte.
01:47:44.6 – 01:47:46.2
Está bem?
01:47:51.3 – 01:47:54.854
Corram! Regressem! Retornem à base! Retornem à base!
01:47:58.4 – 01:47:59.965
Há alguma coisa errada,
01:48:00.1 – 01:48:02.4
vão na tua direcção como se soubessem alguma coisa.
01:48:03.199 – 01:48:05.599
Tenta arranjar-nos mais tempo! Está bem?
01:48:05.7 – 01:48:08.3
- Vamos! - Estou a caminho.
01:49:48.1 – 01:49:50.2
Aquela é a antecâmara antes da casa-forte.
01:49:50.3 – 01:49:52.1
Essa casa-forte tem janelas?
01:49:52.135 – 01:49:53.665
Não seria lá muito, se tivesse.
01:49:53.7 – 01:49:57
Esperemos que o Fischer goste do que lá vai encontrar.
01:49:57.4 – 01:50:00
Aquelas projecções fazem parte do subconsciente dele?
01:50:00.135 – 01:50:01.5
Sim.
01:50:01.6 – 01:50:05.1
- Está a destruir partes da mente dele? - Não, são apenas projecções.
01:50:30.6 – 01:50:33.2
- Chegámos. - Estão seguros, mas despachem-se.
01:50:33.3 – 01:50:35.4
Têm um exército inteiro a ir na vossa direcção.
01:51:01.7 – 01:51:03.2
Entrei.
01:51:08.4 – 01:51:09.9
Lá está ele!
01:51:10.4 – 01:51:11.9
Ali!
01:51:51.8 – 01:51:55.365
- Está mais alguém lá dentro. - Fischer, é uma armadilha, saia daí!
01:51:55.5 – 01:51:57.265
Vá lá...
01:51:57.3 – 01:51:59.2
Vá lá… Só mais um pouco.
01:52:04.1 – 01:52:05.6
Cobb.
01:52:06.1 – 01:52:08.7
Não. Ela não é real!
01:52:09.2 – 01:52:12.4
- Como sabes? - Ela é só uma projecção!
01:52:12.435 – 01:52:14.9
O Fischer... O Fischer é real!
01:52:18.1 – 01:52:19.7
Olá.
01:52:24.9 – 01:52:27.7
Eames! Vá para a antecâmara, já.
01:53:11.7 – 01:53:14.2
- Que aconteceu? - A Mal matou o Fischer.
01:53:16.4 – 01:53:18.6
Não consegui disparar contra ela.
01:53:19.7 – 01:53:21.3
Não serve de nada reanimá-lo.
01:53:21.435 – 01:53:24.6
A mente dele já está presa lá em baixo. Acabou.
01:53:25.5 – 01:53:30.8
- Estás a dizer que falhámos? - Acabou-se. Desculpem.
01:53:34.1 – 01:53:37.3
Não sou eu que não volto para a minha família, pois não?
01:53:37.335 – 01:53:39.8
Que pena, queria mesmo saber o que se passaria ali.
01:53:39.835 – 01:53:41.7
Achei mesmo que íamos conseguir.
01:53:41.735 – 01:53:43.3
Vamos colocar os explosivos.
01:53:45.4 – 01:53:47.6
Não. Ainda há uma outra maneira.
01:53:47.735 – 01:53:50.165
Só temos de seguir o Fischer até lá abaixo.
01:53:50.299 – 01:53:51.699
Não temos tempo suficiente.
01:53:51.8 – 01:53:54.3
Não. Mas lá em baixo há tempo suficiente.
01:53:55.6 – 01:53:57.1
E nós vamos encontrá-lo.
01:53:57.235 – 01:54:01.717
Assim que ouvir a música do Arthur, use o desfibrilador para o reanimar.
01:54:01.752 – 01:54:04.6
Podemos dar-lhe o pontapé dele, lá em baixo.
01:54:05.3 – 01:54:06.85
Ponham-no lá dentro.
01:54:06.984 – 01:54:09.484
Assim que a música acabar façam explodir o hospital
01:54:09.585 – 01:54:12.7
e usamos o pontapé, para ascendermos nos níveis.
01:54:14 – 01:54:16.165
Vale a pena tentar,
01:54:16.2 – 01:54:19
se o Saito atrasar os guardas, enquanto coloco os explosivos.
01:54:19.135 – 01:54:21.5
Mas o Saito não se safa, não é?
01:54:22 – 01:54:24.3
Cobb, vá lá. Temos de tentar.
01:54:24.4 – 01:54:27.465
Vão! Se não voltarem antes do pontapé
01:54:27.6 – 01:54:30.6
- saio daqui. Com, ou sem vocês. - Ela tem razão.
01:54:35.9 – 01:54:38.2
Posso confiar em si para fazer o que é preciso?
01:54:38.335 – 01:54:40.867
- A Mal vai estar lá em baixo. - Eu sei onde ela vai estar.
01:54:40.902 – 01:54:43.251
- Vai estar com o Fischer. - Como sabe?
01:54:43.386 – 01:54:48.7
Ela quer que eu vá atrás dele. Quer-me lá em baixo com ela.
01:55:15.9 – 01:55:17.5
Estás bem?
01:55:23.9 – 01:55:26.9
- Este é o seu mundo? - Foi.
01:55:27.6 – 01:55:29.7
E é aqui que ela vai estar.
01:55:29.8 – 01:55:31.3
Vamos.
01:56:09.5 – 01:56:11.1
Vamos.
01:56:17.9 – 01:56:19.9
Saito. Saito.
01:56:21 – 01:56:24.9
Preciso que proteja o Fischer enquanto coloco os explosivos.
01:56:24.935 – 01:56:28.1
Não há lugar para turistas nestes trabalhos.
01:56:31.1 – 01:56:32.6
Não seja parvo.
01:57:05.1 – 01:57:07.5
Construíram isto tudo? É incrível.
01:57:07.535 – 01:57:09.5
Construímos durante anos.
01:57:10.3 – 01:57:12.9
Depois começámos a reconstruir memórias.
01:57:19.8 – 01:57:21.3
Por aqui.
01:58:02.8 – 01:58:06.8
Este era o nosso bairro. Locais do nosso passado.
01:58:06.835 – 01:58:08.8
Aquele foi o nosso primeiro apartamento.
01:58:09.7 – 01:58:11.665
Depois, mudámo-nos para aquele prédio.
01:58:11.7 – 01:58:14.8
Quando a Mal engravidou, mudámo-nos para aquela casa.
01:58:14.835 – 01:58:17.3
Reconstruíram tudo isto a partir de memórias?
01:58:17.335 – 01:58:19.6
Como te disse, tivemos muito tempo.
01:58:20.1 – 01:58:21.165
O que é aquela?
01:58:22.2 – 01:58:24.7
A casa onde a Mal cresceu.
01:58:24.735 – 01:58:27.2
- Será que ela vai estar ali? - Não.
01:58:27.235 – 01:58:28.8
Vamos.
01:58:28.9 – 01:58:32.365
Sempre quisemos morar numa casa, mas adorávamos este tipo de prédio.
01:58:32.5 – 01:58:35.2
No mundo real tivemos de escolher, mas aqui não.
01:59:15.6 – 01:59:17.7
Como é que vamos levar o Fischer de volta?
01:59:17.8 – 01:59:21
Temos de descobrir uma espécie de pontapé.
01:59:21.035 – 01:59:22.5
O quê?
01:59:23.1 – 01:59:24.965
Vou improvisar.
01:59:25 – 01:59:28.9
Há uma coisa que tens de saber sobre mim. Sobre a Implantação.
01:59:41.8 – 01:59:45.8
Uma ideia é como um vírus. Resiliente.
01:59:47 – 01:59:48.465
Altamente contagiosa.
01:59:48.5 – 01:59:52.1
Até uma pequeníssima semente de uma ideia pode crescer.
01:59:53.2 – 01:59:57.3
Pode crescer e definir-te... ou destruir-te.
02:00:00.9 – 02:00:03.3
As ideias mais pequenas, tais como...
02:00:03.4 – 02:00:06
"O teu mundo não é real".
02:00:06.1 – 02:00:10.1
Um pequeníssimo e simples pensamento, que muda tudo.
02:00:12 – 02:00:15.8
Tens a certeza do teu mundo? Do que é real?
02:00:15.835 – 02:00:18.3
Achas que ele é?
02:00:19.5 – 02:00:22.6
Ou achas que ele está tão perdido como eu estava?
02:00:24.1 – 02:00:26
Eu sei o que é real, Mal.
02:00:27.8 – 02:00:30.2
Nenhumas dúvidas tenebrosas?
02:00:30.9 – 02:00:33.5
Não te sentes perseguido, Dom?
02:00:33.7 – 02:00:35.165
Perseguido através do mundo
02:00:35.3 – 02:00:38.2
por corporações anónimas e forças policiais?
02:00:38.235 – 02:00:40.9
Tal como as projecções perseguem o sonhador?
02:00:42.5 – 02:00:44.465
Admite.
02:00:44.5 – 02:00:48.1
Já não acreditas numa só realidade.
02:00:48.2 – 02:00:51.363
Por isso escolhe. Escolhe ficar aqui.
02:00:51.598 – 02:00:53.7
Escolhe-me a mim.
02:01:19.8 – 02:01:21.365
Sabes o que tenho de fazer.
02:01:21.4 – 02:01:24.8
Tenho de voltar para os nossos filhos, porque tu os abandonaste.
02:01:25.3 – 02:01:27.8
- Porque nos abandonaste! - Estás enganado.
02:01:27.835 – 02:01:30.8
- Não estou enganado. - Estás confuso.
02:01:31.9 – 02:01:33.9
Os nossos filhos estão aqui.
02:01:34.7 – 02:01:38
E gostavas de rever os rostos deles, não gostavas?
02:01:38.4 – 02:01:41.5
Sim. Mas voltarei a vê-los lá em cima, Mal.
02:01:54.9 – 02:01:59.5
"Lá em cima?" Ouve-te a ti próprio.
02:01:59.535 – 02:02:03.6
Estes são os nossos filhos. Vê.
02:02:04.1 – 02:02:07.4
- James, Phillipa? - Por favor, pára.
02:02:07.435 – 02:02:08.965
Estes não são os meus filhos.
02:02:09 – 02:02:11.265
Continuas a repetir isso, mas não acreditas.
02:02:11.3 – 02:02:13.6
- Não. Eu sei! - E se estiveres enganado?
02:02:13.635 – 02:02:16.1
E se for eu, que sou real?
02:02:17.1 – 02:02:19.5
Continuas a repetir o que sabes.
02:02:19.535 – 02:02:23.1
Mas no que é que acreditas?
02:02:23.9 – 02:02:25.9
O que sentes?
02:02:27.3 – 02:02:28.8
Culpa.
02:02:29.8 – 02:02:31.9
Sinto-me culpado, Mal.
02:02:33 – 02:02:34.75
E independentemente do que faça.
02:02:34.884 – 02:02:38.284
Independentemente, do quão desesperado e confuso estou,
02:02:38.385 – 02:02:43.1
a culpa está sempre lá a lembrar-me da verdade.
02:02:43.235 – 02:02:45.7
Que verdade?
02:02:48.1 – 02:02:53.065
Que fui eu que criei a ideia que te fez questionar a realidade.
02:02:56.8 – 02:02:59.9
Plantaste a ideia na minha mente?
02:03:01.3 – 02:03:02.865
Do que está ela a falar?
02:03:02.9 – 02:03:05.9
A razão pela qual sabia que a Implantação é possível
02:03:05.935 – 02:03:09.3
foi porque já a tinha feito nela.
02:03:10.2 – 02:03:13.2
- Fi-lo à minha própria mulher. - Porquê?
02:03:14 – 02:03:18.6
Estávamos perdidos aqui. E eu sabia que tínhamos de fugir.
02:03:18.8 – 02:03:20.9
Mas ela não o aceitava.
02:03:24.2 – 02:03:28.7
Ela tinha escondido uma coisa no mais profundo do seu ser.
02:03:30.8 – 02:03:32.7
A verdade que um dia conhecera
02:03:32.735 – 02:03:34.8
mas que escolhera esquecer.
02:03:35.8 – 02:03:38.1
Ela não conseguia libertar-se.
02:03:40.6 – 02:03:42.8
Por isso decidi procurar essa verdade.
02:03:43.7 – 02:03:46.3
Entrei nos lugares mais recônditos da sua mente
02:03:46.335 – 02:03:48.6
e encontrei esse lugar secreto.
02:03:48.8 – 02:03:53.3
Invadi-o e plantei lá uma ideia.
02:03:54.2 – 02:03:57.7
Uma simples e mera ideia que mudaria tudo.
02:04:03.2 – 02:04:05.2
Que o mundo dela não era real.
02:04:18.7 – 02:04:21.8
Que a morte era a única saída.
02:04:29 – 02:04:31
Estás à espera dum comboio.
02:04:33.2 – 02:04:35.3
Um comboio que te levará para muito longe.
02:04:37.1 – 02:04:39.6
Sabes para onde queres que este comboio te leve.
02:04:41.2 – 02:04:43.5
Mas não tens a certeza.
02:04:44.2 – 02:04:46.25
E isso não interessa.
02:04:46.585 – 02:04:50.5
- Diz-me porquê! - Porque estaremos juntos!
02:04:54.8 – 02:04:56.365
O que eu não sabia era que...
02:04:56.465 – 02:04:59.065
essa ideia continuaria a crescer na mente dela, como um cancro,
02:04:59.2 – 02:05:01.5
mesmo depois dela ter acordado.
02:05:04.4 – 02:05:07.4
Que mesmo depois de teres voltado para a realidade,
02:05:08.3 – 02:05:12.8
no fundo, continuarias a acreditar que o teu mundo não era real.
02:05:15.5 – 02:05:18
E que a morte era a única saída.
02:05:18.035 – 02:05:20.965
Mal, não! Céus!
02:05:21 – 02:05:23.5
Infectaste a minha mente.
02:05:23.6 – 02:05:26.5
- Estava a tentar salvar-te. - Traíste-me.
02:05:26.8 – 02:05:28.6
Mas ainda te podes redimir.
02:05:28.735 – 02:05:32.6
Ainda podes cumprir a tua promessa. Ainda podemos ficar juntos.
02:05:32.7 – 02:05:36.3
Aqui. No mundo que construímos juntos.
02:06:56.9 – 02:06:59.3
Cobb, temos de ir buscar o Fischer.
02:06:59.9 – 02:07:04.8
- Não podem levá-lo. - Se eu ficar, deixá-lo-ás ir?
02:07:04.835 – 02:07:06.5
O que está a dizer?
02:07:10.6 – 02:07:12.55
O Fisher está na varanda.
02:07:12.585 – 02:07:15.465
- Vai ver se ele está vivo. - Cobb, não pode fazer isso!
02:07:15.6 – 02:07:18.3
Vai ver se está vivo, agora! Vai!
02:07:33.9 – 02:07:37
Ele está aqui! Está na hora, mas tem de vir agora.
02:07:37.5 – 02:07:39.065
Leva o Fischer contigo, está bem?
02:07:39.1 – 02:07:41.7
Não pode ficar aqui para ficar com ela.
02:07:43.7 – 02:07:46.1
Não vou ficar. A esta hora o Saito já morreu,
02:07:46.199 – 02:07:50.799
isso quer dizer que está algures, aqui. Tenho de encontrá-lo.
02:07:52 – 02:07:55.3
Já não posso ficar com ela porque ela não existe.
02:07:55.335 – 02:07:58.8
Sou a única coisa em que ainda acreditas.
02:08:01.4 – 02:08:06.365
Queria tanto... Era o que mais queria, mas...
02:08:08.1 – 02:08:10.365
Já não consigo imaginar-te. Não com toda a tua complexidade,
02:08:10.5 – 02:08:13.6
toda a tua perfeição, toda a tua imperfeição.
02:08:14.4 – 02:08:15.9
Está bem?
02:08:16.1 – 02:08:17.9
Olha para ti.
02:08:19.2 – 02:08:20.9
Não passas duma sombra.
02:08:20.999 – 02:08:23.799
Não passas da sombra da minha verdadeira mulher.
02:08:24 – 02:08:26.3
Foste o melhor que consegui criar, mas...
02:08:26.9 – 02:08:30.2
Desculpa, não és suficientemente boa.
02:08:30.7 – 02:08:32.8
E isto parece-te real?
02:08:34.4 – 02:08:37.1
- O que estás a fazer? - A improvisar.
02:08:45.5 – 02:08:47
Não, não!
02:08:48 – 02:08:50
Lá dentro. Agora! Vá! Vá!
02:09:39.2 – 02:09:43.4
- Estava desilu... - Eu sei, pai.
02:09:50.5 – 02:09:55.1
Sei que estava desapontado, por eu não ser como o pai.
02:09:57.3 – 02:10:01.6
Não, não! Fiquei desiludido...
02:10:03.7 – 02:10:05.4
por teres tentado ser.
02:10:28.4 – 02:10:30
O que é?
02:10:39.9 – 02:10:41.5
Depressa, depressa...
02:10:49.9 – 02:10:51.5
ÚLTIMAS VONTADES E TESTAMENTO
02:11:51 – 02:11:54.1
É o pontapé, Ariadne. Tens de ir agora!
02:12:06.9 – 02:12:10.4
Não se perca. Encontre o Saito e regresse com ele!
02:12:10.5 – 02:12:12.3
Encontrarei!
02:12:51.8 – 02:12:54.4
Lembras-te de quando me pediste em casamento?
02:12:54.9 – 02:12:56.465
Sim.
02:12:56.5 – 02:12:59.9
Disseste que tinhas sonhado que envelheceríamos juntos.
02:13:02.4 – 02:13:04
E envelhecemos.
02:13:05.9 – 02:13:08.4
Envelhecemos, não te lembras?
02:13:12.8 – 02:13:15.8
A tua ausência é insuportável, mas...
02:13:18.2 – 02:13:20.3
tivemos o nosso tempo juntos.
02:13:21.5 – 02:13:23.4
Tenho que deixar-te ir.
02:13:25.7 – 02:13:27.7
Tenho que deixar-te ir.
02:14:18.6 – 02:14:20.1
Lamento, Robert.
02:14:47.4 – 02:14:51.3
O testamento significa que o meu pai queria que eu fosse eu próprio.
02:14:52.3 – 02:14:54.95
Não, que tentasse ser como ele.
02:14:55.285 – 02:14:58.2
É o que vou fazer, tio Peter.
02:15:07.9 – 02:15:10.965
- Que aconteceu? - O Cobb ficou lá.
02:15:11 – 02:15:13.3
- Com a Mal? - Não, para encontrar o Saito.
02:15:15.7 – 02:15:17.5
Ele vai perder-se.
02:15:19.4 – 02:15:21.2
Não, ele vai ficar bem.
02:15:37.4 – 02:15:39.8
Está aqui para me matar?
02:15:43.9 – 02:15:46.1
Estou à espera duma pessoa.
02:15:50.6 – 02:15:53.2
Uma pessoa dum sonho de que mal me lembro.
02:15:56.1 – 02:15:57.7
Cobb?
02:15:59.6 – 02:16:04.4
Impossível. Fomos jovens juntos.
02:16:06 – 02:16:08.6
E agora sou um velho.
02:16:08.7 – 02:16:11.7
Corroído pelo arrependimento.
02:16:14.8 – 02:16:17.4
À espera de morrer sozinho.
02:16:20.7 – 02:16:22.7
Voltei para o vir buscar.
02:16:26.2 – 02:16:29.7
Para relembrá-lo de algo...
02:16:33.3 – 02:16:35.5
Algo que você um dia soube.
02:16:38.5 – 02:16:40.5
Que este mundo não é real.
02:16:45.6 – 02:16:49.9
Para me convencer a honrar o nosso acordo.
02:16:49.935 – 02:16:53.9
Para me dar o seu voto de confiança, sim.
02:17:00 – 02:17:01.7
Regresse...
02:17:03.3 – 02:17:06.6
para que possamos ambos ser jovens, outra vez.
02:17:10.9 – 02:17:12.9
Regresse comigo.
02:17:16 – 02:17:17.5
Regresse...
02:17:27.1 – 02:17:28.6
Uma toalha, senhor?
02:17:29.2 – 02:17:32.3
Aterraremos em Los Angeles dentro de vinte minutos.
02:17:32.335 – 02:17:34.9
Precisa de formulários da Imigração?
02:17:37 – 02:17:38.5
Obrigado.
02:17:38.9 – 02:17:41.965
- Uma toalha, senhor? - Não.
02:17:42 – 02:17:44
Precisa de formulários da Imigração?
02:18:55.6 – 02:18:59.4
- Bem-vindo a casa, Sr. Cobb. - Obrigado, senhor.
02:19:43.7 – 02:19:46.8
Bem-vindo. Por aqui.
02:20:08.2 – 02:20:10.7
James. Phillipa.
02:20:15.3 – 02:20:17.1
Vejam quem está aqui.
02:20:24.4 – 02:20:26.7
- Olá, meninos! - Pai!
02:20:26.735 – 02:20:29
- Como estão? - Pai!
02:20:29.9 – 02:20:32.3
Olha o que estamos a construir.
02:20:32.6 – 02:20:36.5
- O que estão a construir? - Uma casa na árvore.
02:20:56.201 – 02:20:58.501
A ORIGEM